Blog com notícias de Janaúba e região!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Dois motociclistas ficam feridos em acidente na BR-251, em Salinas


Dois motociclistas, de 24 e 60 anos, ficaram feridos em um acidente na noite dessa quinta-feira (17) na BR-251, em Salinas, no Norte de Minas. De acordo com informações do Samu, as vítimas seguiam sentido à Padre Carvalho quando uma das motos atingiu a outra, próximo ao KM-363.

Com o impacto, os dois condutores caíram e tiveram escoriações. O Samu prestou atendimento ao motociclista mais novo. Ele apresentava ainda suspeita de fratura na mandíbula. Já o motociclista de 60 anos foi socorrido por uma ambulância de Salinas.

Os dois foram levados ao hospital da cidade. Eles permanecem internados na unidade, mas o estado de saúde não foi divulgado.

Justiça confirma eleição do Cisrun/SAMU com chapa única


O atual presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun), e também prefeito de Porteirinha, Silvanei Batista Santos, ficará por mais dois anos à frente do Consórcio que é responsável pela gestão do SAMU Macro Norte.

A decisão é da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e é resultado do recurso de Agravo de Instrumento interposto pelo Cisrun, no dia 11 de janeiro, quando o juiz da 2º Vara Empresarial e de Fazenda Pública, Francisco Lacerda de Figueiredo, deferiu parcialmente antecipação de tutela à ação anulatória ajuizada pelo prefeito de Claro dos Poções, Norberto Marcelino de Oliveira Neto. Na referida ação, Norberto contestava a inabilitação de sua chapa sob a alegação de sonegação de informações acerca da inadimplência de pelo menos cinco municípios arrolados em sua chapa.

Em sua decisão, o desembargador Kildare Gonçalves Carvalho argumenta que, para participar da eleição, os municípios devam estar quites com suas obrigações financeiras há pelo menos 12 meses, conforme o Estatuto do Cisrun. Ainda faz parte da fundamentação da decisão, a disponibilização, por parte do Cisrun, da lista de municípios aptos, no dia 17 de dezembro de 2018, que se deveu ao fato de que aos inadimplentes foi concedida oportunidade e prazo para quitação de eventuais débitos até o dia 14 de dezembro, como estabelecido na Instrução Normativa devidamente publicada no diário oficial no dia 04 do mesmo mês, “não fazendo sentido expedir uma nova lista antes dos municípios pagarem seus débitos”.

A chapa inabilitada teve sua inscrição inviabilizada em decorrência do inadimplemento dos municípios relacionados, além de não possuir número suficiente para a composição exigida para concorrência. Requer, assim, a concessão do efeito suspensivo ao recurso e, ao final, seja dado provimento ao agravo de instrumento, cassando-se a decisão que concedeu novo prazo para municípios inadimplentes poderem pagar os débitos existentes, desequilibrando o pleito e prejudicando a maioria dos municípios.

A alegação de que não tiveram como registrar a candidatura para concorrência às eleições, visto que não lhes foram ofertadas as informações e relatórios dos municípios inadimplentes, em princípio, não merece guarida, segundo o desembargador em sua decisão. “Isso porque pelo que se pode extrair do documento eletrônico de ordem nº 139, na data de 10 de dezembro de 2018 o prefeito de Pedras de Maria da Cruz, Sebastião Carlos Chaves de Medeiros, teve ciência da lista dos Municípios aptos à concorrência.”

A fundamentação do magistrado para sua decisão ainda leva em consideração que, ainda que mantida a oportunidade de quitação de eventuais débitos pelos Municípios de Fruta de Leite, Francisco Dumont, Ibiaí, Várzea da Palma e Novorizonte, a formação da chapa encabeçada pelo Município de Claro dos Poções não seria viabilizada, pois não alcançaria o número de componentes exigidos no edital e na Instrução Normativa que regulamenta a eleição no Cisrun, o que iria perpetuar um desequilíbrio no processo eleitoral.

Dessa forma, a eleição foi realizada hoje, 18 de janeiro de 2019, na sede do Cisrun, no bairro Interlagos, em Montes Claros, onde por aclamação, segundo o estatuto do Cisrun, a chapa encabeçada pelo atual presidente do Cisrun, e prefeito de Porteirinha, Silvanei Batista dos Santos foi reeleita.

Nota mil na redação do Enem, aluno de Janaúba formou 'coletânea de dados socioculturais na cabeça’ para fazer a prova


(Por Juliana Gorayeb, G1 Grande Minas) O estudante norte-mineiro André Bahia, de 18 anos, conseguiu alcançar nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O jovem morador de Janaúba, no Norte de Minas, é um membro do seleto grupo de 55 candidatos que conquistaram o feito, entre 4,1 milhões de textos corrigidos. Ele relaciona o resultado à boa formação que recebeu desde criança e revelou ao G1 técnicas que desenvolveu para prestar a prova.

Bahia conta que deixou de ser adepto dos rascunhos e faz os textos à caneta na lauda oficial da prova, por conta do grande número de questões objetivas cobradas pelo Enem. O rapaz apenas lista citações e dados que pretende inserir na redação em uma folha separada. Segundo ele, foram estas informações as peças-chave para que conseguisse tirar nota total. Ele procurou reunir na mente estatísticas e citações sobre temas variados, que ele chama de “coletânea de dados socioculturais”.

“O Enem cobra em um dia 90 questões e uma redação. Se eu fizesse o rascunho e para depois copiar tudo de novo não daria tempo de eliminar as provas objetivas. Com muito treino, consegui sentir segurança para escrever direto à caneta. Escrevia só esqueleto antes, com isso meu texto ficou padronizado. Com a prática, já defini quais conjunções uso em cada parágrafo e como desenvolver. Listar conjunções é uma boa dica, além de formar na mente uma coletânea de dados socioculturais, que reúne citações de filósofos, citações de cientistas, estatísticas. Para qualquer tema cobrado, tenho pelo menos duas opções”, explica.

Como não tinha rascunhos do texto oficial, André tentou reescrever a redação para que fosse corrigida por professores do colégio onde estudou. Avaliando o texto não oficial do rapaz, os profissionais de humanas da cidade acreditavam que ele ia alcançar uma média que variasse entre 950 e 960 pontos. Por isso, o aluno afirma ter ficado bastante surpreso.

“Eu não tinha o texto em mãos, mas sai da prova curioso e resolvi refazer mais ou menos a mesma ideia. Mostrei para alguns professores e me deram uma média de 960, nem eles achavam que eu fosse alcançar o total. Pode ser que na hora ‘H’ eu não tenha cometido alguns deslizes, por isso tenha causado essa diferença. Como eles disseram que eu iria tirar essas notas, não esperava mesmo fechar. Fiquei muito surpreso”, afirma.

Preparação
A professora de redação da escola particular de Janaúba, Camila Guimarães, conta que o bom resultado do aluno foi consequência da trajetória disciplinada que percorreu durante os anos. “André é um aluno excelente em todas as áreas. Começou a se preparar no ensino fundamental. Já no ano passado ele prestou a prova como treinante e havia tirado 960 na redação”, relembra.

Camila diz ainda que houve um trabalho interdisciplinar para que os alunos tivessem técnicas de escrita desenvolvidas, associando a uma bagagem de conhecimentos gerais para que pudesse discorrer sobre temas cobrados. “Durante 2018, intensificamos atividades com a turma para que todos eles pudessem melhorar as notas. Foi um trabalho interdisciplinar, que promoveu essa melhora. Não treinar só escrita, mas conhecimentos gerais. Fizemos treinamentos de redações em sala com tempo cronometrado, atividades extraclasse para estimular a turma. Além do André que tirou nota mil, tem vários outros que tiraram 960, então foi uma média muito boa”, comenta a professora.

Trajetória escolar
André Bahia se formou em uma escola particular de Janaúba, e estudou no mesmo local desde os dois anos de idade. Filho da diretora do colégio, ele conta que sempre se sentiu acolhido pelos profissionais e colegas, mas que também era cobrado por ter como mãe a coordenadora.

“Eu tenho uma formação muito boa desde educação infantil. Meus professores são amigos de fato. Tiro dúvidas por WhatsApp, sempre me senti em casa. Ao mesmo tempo, ser filho da diretora ajuda muito e atrapalha muito. Os professores naturalmente pegam no pé, minha mãe acompanha as notas de muito perto, então cobra mais. Por outro lado, é muito bom. A própria escola é muito boa, convivo com as pessoas desde os dois anos de idade”, diz o estudante.

Sobre a formação técnica, Bahia diz que nunca se mudou de escola e não procurou cursinhos específicos, apenas aulas online. Ele chegou a competir várias olimpíadas de matemática e conhecimentos gerais da rede de apostilas adotada pelo colégio, além de projetos extracurriculares da escola. “Não fiquei atento só ao conteúdo da escola. Eu assistia vídeo aulas, me matriculei em cursos online de redação, às vezes pegava propostas que via na rede e pedia aos professores para corrigirem, não fiquei na zona de conforto”, comenta André.

Sobre o tempo diário de estudo, André se considera normal. Conta que chegava da escola, almoçava, e não abria mão do cochilo depois do almoço. Costumava se assentar em frente aos cadernos por volta das 14h e parava, no máximo, às 19h. O jovem diz que não deixou de se dedicar aos esportes, de namorar e sair com os amigos, por exemplo.

O aluno conta ainda que não abrir mão do que gosta de fazer foi justamente o que o ajudou a superar a ansiedade, que o atrapalhou por alguns momentos. “Eu sempre tive ansiedade. Fico nervoso e em estado de apreensão. No Enem desse ano, nos quinze primeiros minutos eu travei. Pensei que era tudo ou nada, a prova da minha vida. 

Cheguei a ficar muito ruim, fui fazendo uma questão por uma, até que me soltei. O bom para não deixar esse sentimento atrapalhar é praticar exercício físico para relaxar, dormir bem, namorar, sair com os amigos, fazer o que gosta de fazer sem deixar de ser responsável”, afirma Bahia.

A mãe do rapaz e diretora escolar, Elisabeth Cristina Bahia, conta que o coração fica a mil por saber que o filho dela está entre os 55 melhores do Brasil. Ela relembra com emoção a trajetória do estudante e diz ter orgulho dos desafios pessoais que ele superou com disciplina.

“André é muito disciplinado, e sempre se cobra muito, é extremamente preocupado e ansioso. Quando ele era criança, o pai teve um infarto dentro de casa e ele viu aquele contexto. Eu penso que na construção da história de vida dele, foi algo que marcou. Quando ele entrou no primeiro ano do ensino médio e vimos que ansiedade estava além do normal, procuramos tratamento homeopático. A médica conseguiu mostrar para ele que funcionava e o ajudou a lidar com aquilo. Hoje consegue perceber que se sair e fazer uma corrida fica mais tranquilo, então usa estratégias”, conta a mãe.

Ensino superior
A expectativa, daqui para frente, é de que o garoto reúna aprovações em faculdades públicas do país. André pretende tentar a nota para medicina na UFMG, já prestou prova para segunda etapa de engenharia elétrica na Unicamp, fez o vestibular seriado da Unimontes, em Montes Claros, e também na faculdade pública de Diamantina, a UFVJM. 


Apesar de todo o desempenho que já mostrou, o rapaz tenta não alimentar expectativas.

“Foi uma alegria muito boa, mas ainda estou contido porque faltam quatro dias para o Sisu abrir. Por ter sido algo tão inédito eu estou feliz, só que com cautela”, brinca.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Festival Internacional Sesc de Música reúne instrumentistas de 14 países


Durante 12 dias, Pelotas, no Rio Grande do Sul, será o palco da música clássica no Brasil.

A cidade receberá 60 espetáculos e 24 cursos gratuitos


Até o dia 25 de janeiro acontece o 9º Festival Internacional Sesc de Música, em Pelotas, no Rio Grande do Sul. Com o objetivo de levar o repertório da música de concerto para plateias cada vez mais amplas e qualificar o conhecimento de estudantes e profissionais da área, o evento promoverá 60 espetáculos e 24 cursos musicais, todos gratuitos, contando com a presença de professores de 14 países. O 
Festival possui dois eixos: pedagógico, direcionado para estudantes e profissionais da música, e sociocultural, com a programação de concertos e espetáculos diversificada para a comunidade em diversos locais.

Em sua nona edição, o evento caracteriza-se pela maior inserção na comunidade, com apresentações não só em grandes palcos, mas também em variados espaços da cidade, como hospitais, asilos, igrejas, praia e zona rural. "O festival é feito com pessoas e para pessoas e o sentido dessa ação cultural está na troca, nessa construção de relações que tem a música como elo. O que fortalece o Festival Internacional Sesc de Música é justamente o carinho e o acolhimento que se estabeleceu desde a primeira edição", comenta Silvio Bento, gerente de Cultura do Sesc/RS.

O encontro nacional de orquestras jovens do Sesc é também outro destaque. Estarão no RS durante todo o evento, orquestras de Piauí, Sergipe e Minas Gerais. As orquestras jovens são formadas por alunos de 10 a 18 anos que integram projetos sociais e educativos do Sesc e de intuições públicas e irão participam das aulas de contrabaixo, violino, viola, violoncelo, musicalização e prática de conjunto promovidas pelo Sesc. Parte desse trabalho musical poderá ser conferido nas apresentações que ocorrem nos dias 15, 16, 18, 21, 22 e 24 em igrejas da cidade, entre elas a Catedral do Redentor, no centro.

Uma das novidades deste ano é a implementação do Choro na grade de cursos, abrindo espaço para o aprendizado de violão, acordeon, bandolim e cavaquinho, além dos sopros e a percussão. Também são realizados cursos de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone tenor, trombone baixo, tuba, eufônio, saxofone, harpa, percussão, violão clássico, piano, composição e canto lírico. Completam a programação do evento os ensaios e recitais de Música de Concerto, Música de Câmara, Prática de Orquestra e Prática de Banda Sinfônica.

A programação completa e outras informações sobre o evento podem ser obtidas no site www.sesc-rs.com.br/festival.

Mais Informações: CDN Comunicação

Em Itacarambi homem é preso por tráfico de drogas


Na noite desta terça-feira (15), a Polícia Militar de Itacarambi prendeu indivíduo de 20 anos envolvido no tráfico de drogas.

Durante patrulhamento pelo bairro Tancredo Neves, a guarnição PM deparou com W. A. S. S., 20 anos, que, ao avistar a viatura, correu alguns metros e dispensou um objeto no percurso. Ao procederem a abordagem, foi encontrado próximo ao suspeito um invólucro contendo certa quantidade de substância semelhante a cocaína, além de grande quantidade de embalagem plástica utilizada para embalar drogas.

Foi encontrado com o suspeito um telefone celular da marca Samsung, modelo J5 de cor rosa.

O suspeito e os materiais apreendidos foram encaminhados 
a Delegacia de Polícia Civil de Januária.

Porteirinha: Entrada de alimentos e bebidas será proibida em cachoeira do Parque de Serra Nova e Talhado


(Por Juliana Peixoto, G1) A partir deste sábado (19) os visitantes que forem à Cachoeira do Serrado, no Parque Estadual de Serra Nova e Talhado, em Porteirinha, não poderão entrar com alimentos e bebidas. A medida está baseada na lei de preservação ambiental e no Sistema Nacional de Unidades de Conservação, o SNUC. A nova regra quer evitar danos ao meio ambiente.

"Desde 2013, monitoramos o atrativo em relação ao volume de pessoas. Em único dia, temos registro quase 1.500 visitantes. Semana passada, recebemos, também em mesmo dia, 1 mil frequentadores. Infelizmente, por mais que haja orientação quanto aos resíduos, a população não coopera e ainda lidamos com lixos descartados de forma incorreta. Além da poluição visual, estamos sujeitos à contaminação da água e solo", explicou o gerente do parque ao G1, Plínio Santos de Oliveira.

Atualmente, seis funcionários fazem a limpeza da região da cachoeira, em turnos. "O problema não é a quantidade de visitantes, mas o reflexo disso sem o controle do lixo. Nossos funcionários encontram restos de lanches e refeições, garrafas de vidros e plástico, latas e até fraldas já foram recolhidas", reforçou.

Segundo a direção do parque, no entorno do parque funcionam dois restaurantes, que ficam distantes menos de dois quilômetros da cachoeira, na Comunidade do Serrado.

Fiscalização
O gerente do parque explicou que serão fixadas faixas ao longo da estrada de acesso à cachoeira. A Polícia Militar de Porteirinha e a equipe de militares do Meio Ambiente irão reforçar a fiscalização.

"A medida é para o acesso de comida e bebidas apenas na área da cachoeira. Nossos funcionários vão fiscalizar o cumprimento da norma, mas também contaremos com a segurança militar do Estado. Quem for flagrado em situação irregular, será retirado do ambiente", detalhou.

No local, a prática de fogueira já não é permitida, assim como fumar e levar animais domésticos. "Os animais domésticos comprometem o habitat dos animais silvestres e, na maioria das vezes, causam transtornos aos demais usuários", finalizou.

Atrativo
A Cachoeira do Serrado tem aproximadamente 100 metros de queda d'água e está localizada no Rio Serra Branca, em uma unidade de conservação ambiental de proteção integral. 


A unidade foi criada em 2003 e, em 2008, ampliada para uma área de 49.890 hectares.

As nascentes ficam dentro do próprio parque em uma área importante de recarga hídrica. "Por estar localizada no Norte de Minas, o atrativo tem uma grande importância no abastecimento. A água chega às comunidades da região, percorrendo até 30 km", explicou.

A vegetação está preservada e tem características dos biomas Cerrado e Mata Atlântida.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Favenorte e Santo Agostinho com baixa pontuação nos indicadores do Ministério da Educação

As faculdades norte-mineiras Santo Agostinho, de Montes Claros; e Favenorte, de Mato Verde; tiveram baixa pontuação no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado no fim do ano passado pelo Ministério da Educação, com base nos dados letivos de 2017 e não podem construir novos campi, nem abrir cursos ou aumentar o número de vagas e ainda correm risco de redução da quantidade de vagas ou suspender os processos seletivos, depois de serem vistoriadas do MEC. 

A Faculdade Santo Agostinho, de Montes Claros, anunciou que foram iniciados novos projetos acadêmicos para a melhoria dos índices e conceitos, visando uma avaliação integral, tendo em vista a unificação das instituições. Os resultados do IGC foram divulgados no final do ano passado e 278 faculdades apresentaram baixo índice. As duas faculdades do Norte de Minas ficaram com nota 2. A Santo Agostinho teve o IGC de 1,8317, a Favenorte ficou com 1.8430, com nota 2. A nota varia de 1 a 5. Instituições com IGC 4 e 5 são consideradas excelentes e aquelas que não chegam a ter IGC faixa 3 não atingem os níveis satisfatórios exigidos pelo MEC. 

As universidades, faculdades e centros universitários com IGC menor do que 3 não podem expandir, ou seja, não podem construir novos campi, nem abrir cursos ou aumentar o número de vagas. Os cursos autorizados podem sofrer redução de vagas ou ter processos seletivos suspensos, após vistoria de especialistas. Divulgado anualmente, o IGC leva em conta três aspectos: as notas da graduação e da pós-graduação e distribuição dos alunos. 

A nota da graduação é a média do indicador de qualidade dos cursos de graduação da instituição, o Conceito Preliminar de Curso (CPC) dos últimos três anos, ponderada pelo número de matrículas em cada um dos cursos considerados. A nota da pós-graduação (quando oferecida a modalidade strictu sensu) é calculada a partir da média dos conceitos da avaliação CAPES dos programas de pós-graduação stricto sensu na última avaliação também trienal e ponderada pelo número de matrículas nos programas. 

Também entra no cálculo do IGC, a distribuição de estudantes entre cursos de graduação, pós-graduação, quando há programas stricto sensu. Os dados do CPC divulgados pelo MEC são da edição 217 e referem-se aos cursos Ciências Exatas. Licenciaturas e áreas afins, como Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Educação Física, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia Química, Pedagogia, Geografia, Sistema de Informação, entre outros. 

Para entrar no cálculo, a instituição precisa ter pelo menos um curso com estudantes concluintes inscritos no Enade no triênio de referência. Também é necessário que tenha sido possível calcular o CPC do curso. Como o IGC considera o CPC dos cursos avaliados no ano do cálculo e também os CPC dos dois anos anteriores, sua divulgação refere-se sempre a um período de três anos. Dessa forma o IGC desta lista compreende a análise de todas as áreas avaliadas previstas no Ciclo Avaliativo do Enade de 2015, 2016 e 2017. Com isso, 278 instituições de um total de 2.066 universidades, faculdades e centros universitários, públicos e privados não atingiram a nota exigida pelo MEC. 

A Faculdade Santo Agostinho informou que o Índice Geral de Cursos é uma avaliação feita a cada três anos, conforme áreas de conhecimento estabelecidas pelo MEC. “A FASA sempre prezou pela qualidade do ensino, pelo corpo docente formado, exclusivamente por mestres e doutores, além de uma estrutura física adequada e moderna para o ambiente acadêmico em todas as unidades: Montes Claros, Sete Lagoas e na Bahia, em Vitória da Conquista e Itabuna. Ao longo de todo o processo de ensino e aprendizagem a FASA dispõe de metodologias ativas que proporcionam melhor formação acadêmica e profissional do aluno. 

Ainda em 2018 foram iniciados novos projetos acadêmicos para a melhoria dos índices e conceitos, visando uma avaliação integral, tendo em vista a unificação das mantidas (FACISA, FADISA, FACET e FS), que não mais existem. Hoje, todas as áreas fazem parte de uma só instituição a FASA”, divulgou.



Fonte: Girleno Alencar, Gazeta Norte Mineira

Janaúba: Empresa inicia contratação para instalação de linha de transmissão


(Por Ivo Junior) Muito aguardada pela população de Janaúba e região, as obras de instalação da linha de transmissão Igaporã III/Presidente Juscelino, promete mudar por um tempo, o mercado de trabalho da cidade e das regiões por onde as torres vão passar. A obra foi anunciada pelo Governo Federal que realizou leilão para as empresas interessadas em 2016; do anuncio inicial até os dias atuais algumas etapas já foram concluídas. Após o leilão, tendo escolhida a empresa vencedora, passou se a fase de projetos de engenharia, logo após foram realizados estudos de impacto ambiental. 

Apresentados os projetos de engenharia e os estudos de impacto ambiental, a empresa ganhadora obteve a licença prévia para dar prosseguimento ao projeto. Na seqüência, foi apresentado plano básico ambiental ao qual foi possível a obtenção da licença de instalação para que chegasse à fase atual que é a fase de construção da Linha de transmissão que ira interligar a Subestação de Igaporã III em Caetité, estado da Bahia até a Subestação de Presidente Juscelino na cidade de mesmo nome, na região central de Minas Gerais, passando pela Subestação Janaúba III, em Janaúba, Norte de Minas. A Linha Igaporã III/Presidente Juscelino é um sistema de transmissão de energia elétrica por meio de cabos de alta tensão, sustentados por torres metálicas e que se conectam a subestações por onde irá passar. 

O projeto reúne os lotes14, 15, 16 adquiridos através do Leilão 03/2016, e inclui três subestações, conectadas em circuito duplo. Ao todo serão contemplados 29 municípios, sendo 5 no estado da Bahia e 24 em Minas Gerais, além de Capitão Enéas, que mesmo não sendo cortado pela linha de transmissão, será sede de uma república e terá um escritório do empreendimento. A LT terá uma extensão de 1.163,87 KM e nesse percurso serão implantadas 2.505 torres de 56 metros de altura com espaçamento de 500 metros em média entre as torres. Serão usados uma faixa de 66 metros de largura no solo ao longo desses 1.163,87 KM, sendo de 4 a 7 metros de área de serviço e o restante de margem de segurança. Entre as torres a altura mínima da rede ante ao solo não pode ser inferior a 12,5 metros. 

A Obra será realizada pela Equatorial Engenharia, através de suas subsidiárias, Equatorial Transmissão e Equatorial Energia, que atuam em diferentes segmentos do setor elétrico, com grande participação na distribuição de energias nos estados do Nordeste e da região Norte, entre eles Pará, Maranhão e Piauí. O licenciamento ambiental para a instalação da LT 500kv Igaporã III/Presidente Juscelino é conduzido pelo IBAMA que concedeu a Licença Nº 580/2018 (LP), aprovando os estudos ambientais realizados e autorizando a localização do empreendimento. Expediu também a Licença Nº 1254/2018 (LI), aprovando os projetos executivos e os programas de compensação ambiental, permitindo assim, o início das obras, que começarão em breve. 

Após a conclusão e atendendo todas as condicionantes, será expedida a Licença de Operação (LO), a partir daí a Linha entra em operação definitiva. A previsão da obra e de Janeiro de 2019 a outubro de 2020. Para a construção serão montados 8 canteiros de obras ao longo do percurso, sendo eles nas cidades de Caetité (BA), Guanambí (BA), Urandí (BA), Monte Azul (MG), Janaúba (MG), Bocaiúva (MG), Monjolos (MG) e Presidente Juscelino (MG). 

Esses serão espaços de trabalho e convivência onde acontecerão diversas atividades, desde usinas de concreto e pré montagem de estruturas de torres a estacionamentos da frota de veículos e maquinários usados na obra e armazenamento de materiais. 

As principais etapas da construção seguem a seguinte ordem; Topografia: Especialistas percorrem o traçado para definir os melhores lugares para a instalação das torres. Abertura de acesso: Em locais onde não há estrada, são abertas vias para chegar às áreas das torres e também abertura do traçado. 

Supressão de Vegetação: Onde se faz a retirada da vegetação para abertura do traçado para colocação das torres e dos cabos. Fundação: São apoios que darão sustentação as torres e exige escavações. Montagem: As estruturas metálicas são montadas peças por peças até sua posição final e colocadas sobre a fundação. Cabeamento: Após a conclusão das torres, os cabos são suspensos e posicionados de uma torre a outra e é a ultima fase do processo construtivo. A previsão é que as obras que estão na fase de inicio da construção irão gerar mais de dois mil empregos. 

Durante essa semana, representantes da Ecology Brasil, empresa contratada pela Equatorial Energia estará em Janaúba para o desenvolvimento do Programa de Comunicação Social (PCS), que é uma medida de mitigação exigida pelo licenciamento ambiental de N° 1254/2018. Essa medida visa à conscientização de moradores de localidades próximas e proprietários de terras por onde passarão os cabos de energia. 

Em conversa com as consultoras da Ecology Brasil, que estiveram na Câmara Municipal para apresentar os trabalhos, a redação foi informada que a empresa já está recebendo currículos de pessoas interessadas em trabalhar na obra de construção da Linha Igaporã III/Janaúba III/Presidente Juscelino. 

Para envio de currículo os interessados devem enviar para o endereço eletrônico: recrutamento.tmgba@agnet.com.br para maiores informações em caso de dúvidas sugestões ou reclamações o numero da ouvidoria é 0800 098 2995 ou através do e-mail: faleconosco@equatorial-t.com.br o site da empresa é www.equatorial-t.com.br.

Seguradora líder pagará R$85 milhões pelas fraudes no DPVAT


(Por Girleno Alencar) A Seguradora Líder pagará uma indenização no valor de R$85 milhões a serem aplicados no Norte de Minas, por causa das fraudes que praticou na região, quando pagou indenização a várias pessoas que simularam acidentes, conforme ficou apurado na Operação ‘Tempo de Despertar’, realizada pela Polícia Federal em abril de 2015. Hoje a Seguradora Líder promoverá assembleia para analisar a proposta, que inclui a construção de um prédio para o Programa de Perícia Integrada e ainda uma área para atender pacientes vítimas de trânsito no Hospital Aroldo Tourinho.

O curioso é que a revista “Gente Seguradora” denunciou que o valor que estava sendo negociado era de R$500 milhões, conforme acordo feito pelo delegado da Polícia Federal, Marcelo Freitas, e pelo promotor Paulo Márcio da Silva, que pretendiam o pagamento como reembolso de prejuízos causados ao Estado de Minas Gerais. Porém, foi realizado um pré-acordo de Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta no valor de R$85 milhões, que incluiu o pagamento de R$30 milhões em dezembro passado. O TAC em andamento, chamado de “acordão”, tem o objetivo de defender os interesses dos detentores do monopólio do Seguro DPVAT, ex-diretores e conselheiros por crimes cometidos, estimulando a impunidade que impera no Brasil.

O acordo depende da aprovação e será apreciado em Assembleia Extraordinária da Seguradora Líder a ser realizada no próximo dia 15 de janeiro. A publicação alerta que o acordo prejudicará o Estado, pois perderá R$415 milhões. A Seguradora Líder convocou as seguradoras consorciadas para uma Assembleia Extraordinária, realizada no dia 30 de outubro de 2018, quando apreciou o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais; e o Protocolo de Obrigações a ser firmado com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

Desde a realização da Operação da Polícia Federal contra as fraudes o preço do DPVAT caísse para os atuais R$38,00. O Conselho Nacional de Seguros Privados determinou a redução de 61% do valor pago do DPVAT pelos proprietários de veículos automotores entre 2017 e 2018. O valor a ser ressarcido pela Líder deverá ser entregue diretamente ao Governo de Minas Gerais, sem qualquer participação da sociedade. A grande questão a ser levantada é que o acordo entre a Seguradora Líder do consórcio DPVAT e o MP de Minas Gerais abre brecha para que outros 26 estados brasileiros, carentes de recursos, entrem com ações na Justiça a fim de obter os devidos ressarcimentos. Caso isso ocorra, o montante chegará a quase R$2,3 bilhões.

Moto roubada em Janaúba é recuperada pela Polícia Militar


Na manhã desta segunda-feira (14), a Polícia Militar de Janaúba recebeu informações, dando conta de que havia uma motocicleta abandonada na comunidade de Mundo Novo.

A viatura policial deslocou para a estrada que dá acesso à comunidade e foi localizada dentro de uma mata ali existente, a motocicleta HONDA CG 150 Titan, de cor vermelha, que ao realizar a consulta no sistema REDS, foi constatado que o referido veículo havia sido furtado em 29/12/2018.

O veículo se encontrava sem as rodas e bateria, e foi encaminhado ao pátio credenciado.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Adolescente pega carona com caminhoneiro no trevo de Francisco Sá e sofre tentativa de estupro na BR-251


(G1) Um homem de 45 anos foi preso na BR-251 na tarde desta segunda-feira (14) suspeito de tentar estuprar uma adolescente de 16 anos. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, a vítima é moradora de Francisco Sá e resolveu pedir carona no trevo do município para viajar até Montes Claros; o suspeito que conduzia um caminhão com placas de Santa Catarina parou e permitiu que a jovem o acompanhasse.

Na estrada, a altura do km 409, o homem teria estacionado o caminhão e descido sem explicar os motivos. Quando retornou, tentou fechar as cortinas que cobrem os vidros da cabine do veículo e se jogou em cima da menor. Segundo a PRF, a adolescente relatou que o homem tentou arrancar as roupas dela e tapou a boca da vítima para que não gritasse. Quando percebeu que a jovem não iria ceder, o homem arrancou novamente o caminhão, momento que a menina teria se jogado na estrada.

Um agente penitenciário, que vinha logo atrás na estrada, parou para prestar socorro à adolescente. Ele conseguiu ultrapassar o caminhão e chegar antes à unidade da Polícia Rodoviária Federal na BR-251, que fica à altura do km 513. Os agentes se prepararam e conseguiram interceptar o caminhoneiro. A PRF informou que o homem não tinha passagens criminais e foi encaminhado à delegacia de Montes Claros para ser ouvido. O caminhão foi removido a um pátio credenciado pelo Detran em Francisco Sá.

O G1 fez contato ainda com o plantão da Polícia Civil. No fim da tarde desta segunda, o homem já teria sido ouvido e informou ao delegado responsável que a menor surtou dentro do caminhão dele e resolveu pular com o veículo em movimento. O caminhoneiro negou que tivesse tentado estuprar alguém e que apenas deu carona à jovem. Segundo a PC, ele será encaminhado ao Presídio Regional de Montes Claros.

Em Serranópolis de Minas, homem morre afogado no Rio Mosquito


Um homem de 49 anos morreu afogado na tarde desse domingo (13) em Serranópolis de Minas. Segundo a Polícia Militar, Israel Batista de Souza estava com um grupo de amigos no Rio Mosquito quando se afogou.

Testemunhas afirmaram à polícia que Israel havia ingerido bebidas alcoólicas e já tinha apresentado quadro de epilepsia anteriormente. Elas disseram ainda que não perceberam que a vítima tinha se afogado e cerca de duas horas depois viram o corpo boiando próximo a um lajedo.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Janaúba.

STF confirma orientação da AMAMS que veda pagamentos a advogados com verba do FUNDEB


O Supremo Tribunal Federal suspendeu pagamentos de advogados com verbas do FUNDEB em decisão do ministro Dias Tofolli desta última sexta feira (11/01), confirmando uma orientação da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS. Desde janeiro de 2017 a AMAMS têm orientado os municípios associados sobre a ilegalidade da contratação de escritórios de advocacia para essa finalidade e a entidade proibiu a atuação desse tipo de oferta dentro da sua sede. Vários municípios do Norte de Minas contrataram escritórios de advocacia, principalmente de Pernambuco.

No início de 2017 a AMAMS tomou uma iniciativa inédita no Brasil, ao propor uma negociação administrativa com o Governo Federal para ser feito o pagamento do direito dos municípios do Norte de Minas que são filiados a entidade. 

Porém a decisão do 3º Tribunal Regional Federal e ainda a ação rescisória ajuizada pela União, em face do acórdão proferido nos autos da aludida ação civil pública e que foi proferida, suspendeu a nível nacional todas as execuções derivadas. O STF foi acionado para que essas execuções pudessem voltar a seguir seu curso. O MPF decidiu propor 
uma ação coletiva em defesa dos municípios.

Em decisão desta última sexta-feira (11/01), o ministro do STF, Dias Toffoli, determinou a imediata suspensão de todas as decisões que tenham autorizado o pagamento de honorários advocatícios contratuais em precatórios expedidos pela União para quitar diferenças de complementação de verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) devidas aos municípios. A decisão foi tomada na Suspensão de Liminar (SL) 1186, na qual a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pediu a suspensão dos efeitos de tais decisões apontando grave risco de lesão à ordem e economia pública, tendo em vista que a verba vinculada a gastos com educação não podem ser aplicadas em nenhuma outra finalidade.

No pedido feito ao STF, a procuradora ressaltou que há uma ação civil pública sobre o tema, ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), já transitada em julgado. A despeito do próprio MPF ter iniciado o cumprimento da sentença naqueles autos, diversos municípios passaram a ajuizar execuções individuais por meio de escritórios particulares de advocacia, com cláusulas prevendo o pagamento de honorários advocatícios que chegam a 20% do valor total do recebimento. Ocorre que a União ajuizou ação rescisória contra a decisão que a obrigou a pagar as diferenças do Fundeb e uma tutela cautelar deferida pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) suspendeu, em nível nacional, todas as execuções decorrentes do acórdão proferido nos autos da ação civil pública ajui zada pelo MPF. Apesar disso, ressaltou Raquel Dodge, há diversas execuções em curso pelo país decorrentes de ações propostas pelos próprios municípios e que não foram atingidas pela medida cautelar deferida na ação rescisória.

O ministro Dias Toffoli reconheceu que a situação narrada nos autos realmente enseja imediata atuação do STF, no exercício pleno de seu papel de guardião dos direitos e garantias constitucionais. Para o ministro, a busca de uma solução jurídica que impeça essa utilização indevida de verba pública, e de maneira uniforme e coletiva, como postulou a procuradora-geral, tem inteira viabilidade. Além disso, segundo observou, é pacífico no STF o entendimento acerca da plena vinculação das verbas do Fundeb exclusivamente ao uso em educação pública. Segundo o presidente da Corte, as decisões questionadas podem trazer danos irreparáveis aos cofres públicos, pois alcançam verbas que devem ser utilizadas exclusivamente para o incremento da qualidade da educação no Brasil e cuja dissipação, para outro objetivo, “pode vir a tornar-se irreversível”.

“Como se não bastasse, o efeito multiplicador de ações ajuizadas pelos quatro cantos do país, tal como descritas nestes autos, não pode ser negligenciado, podendo vir a alcançar, destarte, em curto período de tempo, uma cifra que não se mostra nada desprezível, contribuindo ainda mais para a incorreta destinação de verbas do Fundeb para pagamento de honorários contratuais, em detrimento do tão necessário fomento à educação pública em nosso país”, afirmou o presidente do STF.

O presidente da AMAMS, Marcelo Felix, prefeito de Januária, destaca que a decisão do STF confirma a seriedade com que AMAMS vem tratando o caso, orientando e evitando que os seus prefeitos associados cometessem alguma ilegalidade, com o risco de gerar alguma ação de improbidade administrativa. Marcelo Felix espera ainda que o presidente Jair Bolsonaro faça um acordo com os municípios brasileiros, repondo recursos que foram retidos indevidamente, e que poderá melhor a situação dos municípios na área de educação e ainda mais, oferecendo uma educação com qualidade.


Ascom | AMAMS

domingo, 13 de janeiro de 2019

Em Monte Azul dois jovens são detidos suspeitos de matar idoso com tiros e pauladas

Polícia apreendeu moto do idoso que foi assassinado
em Monte Azul — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um adolescente de 12 anos e um jovem, de 19, foram detidos em Catuti, nessa sexta-feira (11), suspeitos de matar um idoso, de 68 anos, na zona rural de Monte Azul. O latrocínio foi na última quarta-feira (9) e segundo a Polícia Civil, a vítima foi morta a pauladas e tiros.

O idoso foi encontrado com mãos e pés amarrados e amordaçado na fazenda onde morava. No dia do crime, a moto dele foi levada pelos bandidos.

Durante rastreamento, a polícia encontrou o jovem, de 19 anos, escondido debaixo da base de uma caixa d'água de um imóvel nas proximidades da casa do pai dele em Catuti. 

Já o adolescente foi detido na casa da mãe. A moto do idoso foi recuperada e a arma usada no homicídio foi apreendida.

De acordo com a Polícia Civil, os dois jovens confessaram o crime. O rapaz, de 19 anos, estava em prisão domiciliar e foi encaminhado para o presídio de Janaúba. O menor será apresentado no Ministério Público.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Em Espinosa, mulher sofre traumatismo craniano ao ser espancada por homem enquanto passava por rua


(G1) Uma mulher de 45 anos foi encaminhada para a Santa Casa de Montes Claros na manhã desta quinta-feira (10) por ter sido vítima de um espancamento em Espinosa durante a madrugada. Segundo a Polícia Militar, ela passava pela Rua Pompílio de Almeida quando foi surpreendida por um homem que a derrubou a pontapés. O suspeito das agressões, de 29 anos, teria ainda golpeado a mulher com vários socos no rosto e na cabeça.

A PM informou ainda que o suspeito interrompeu as agressões quando moradores que presenciaram o crime o tiraram de cima da vítima e bateram nele. A mulher foi levada ao hospital de Espinosa por terceiros. No local, o médico de plantão acionou a polícia. Os militares fizeram rastreamento para localizar o autor do crime; o suspeito foi encontrado na casa onde mora com escoriações pelo corpo e pequenos cortes no couro cabeludo, causados pelas agressões dos populares.

O homem foi levado ao hospital de Espinosa durante a madrugada e recebeu alta horas depois. A PM informou que ele foi encaminhado à delegacia de Janaúba. A mulher precisou ser transferida pelo Samu para Montes Claros devido à gravidade dos ferimentos; ela teve um traumatismo craniano. Até esta publicação, o Hospital Santa Casa não divulgou o estado de saúde dela.

A PM informou ao G1 que o suspeito tem duas passagens pelos crimes de injúria e dano a patrimônio público. As razões pelas quais ele teria batido na vítima não foram esclarecidas; segundo a PM, não há grau de relacionamento entre o suspeito e a mulher agredida. A Polícia Civil deve investigar o crime.

Em Monte Azul, idoso é encontrado morto amordaçado e com mãos e pés amarrados


Um idoso de 68 anos foi assassinado na zona rural de Monte Azul na noite dessa quarta-feira (9). De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi encontrada amordaçada e com as mãos e pés amarrados na fazenda onde morava.

Um vizinho ouviu gritos na casa do idoso e acionou a PM. Quando os militares chegaram ao imóvel, socorristas do Samu estavam no local e constataram o óbito. Ele apresentava ferimentos profundos na cabeça e escoriações no corpo.

Os policiais descobriram que a motocicleta do idoso foi levada pelo autor do crime. A PM fez buscas na região, mas até a manhã desta quinta-feira (10), ninguém havia sido preso. A motivação do crime é desconhecida e o caso será investigado pela Polícia Civil.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Governador Romeu Zema veta Projeto de Lei que amplia área de atuação do Idene


Autor da proposição, deputado Paulo Guedes lamentou decisão que exclui a possibilidade de o órgão levar políticas públicas a mais 10 municípios mineiros

A edição do último sábado (5/1/19) do Diário Oficial de Minas Gerais trouxe oito vetos do governador Romeu Zema, a projetos de lei aprovadas em 2018 pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Entre eles está a Proposição 24.161, que tramitou na forma do PL 4.392/17, com o objetivo de acrescentar à área de atuação do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) os municípios de Brasilândia de Minas, Bonfinópolis de Minas, Uruana de Minas, Cabeceira Grande, Dom Bosco, Natalândia e João Pinheiro, todos do Noroeste do Estado, e as cidades de Açucena, Naque e Periquito, no Rio Doce.

Segundo o deputado Paulo Guedes, autor da proposição, a justificativa de inconstitucionalidade, que acompanhou o veto do governador Romeu Zema, é frágil, uma vez que o projeto passou por todas as comissões da ALMG, incluindo a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Romeu Zema também justificou a falta de estudos financeiro-orçamentários prévios capazes de estimar o impacto da norma proposta. Paulo Guedes afirma, no entanto, que constam no projeto as notas técnicas de viabilidade econômica, ambiental, social e de sustentabilidade, assinadas pelo próprio Idene, nas quais o órgão considera pertinente a inclusão dos novos municípios.

O Idene tem como atribuição coordenar ações voltadas para o desenvolvimento econômico, visando à redução das desigualdades sociais e regionais e enfrentamento da pobreza, com apoio à agricultura familiar, além da atração de novos investimentos para as regiões mais carentes do Estado. Atualmente, 258 municípios compõem a área de atuação do órgão.

“Assim como os municípios já atendidos pelo Idene, os novos que seriam incluídos se caracterizam como prioritariamente rural, que necessitam de ações governamentais mais efetivas, especialmente nas áreas de abastecimento de água e apoio à agricultura familiar, além de somar forças nos projetos de desenvolvimento regional”, disse Paulo Guedes.

Em Brasília de Minas, Polícia apreende 33 kg de maconha


Cerca de 33 kg de maconha foram apreendidos em Brasília de Minas, na noite desta terça-feira (8). De acordo com a Polícia Militar, a droga estava em tabletes escondidos em uma casa no Bairro Calu Peixoto. Durante a abordagem, o suspeito de ser o proprietário dos entorpecentes fugiu, mas já foi identificado e está sendo procurado.

Os militares chegaram até o imóvel após denúncia. A polícia já havia prendido dois homens que estavam transportando droga para a cidade em uma caminhonete no início da tarde de terça. Eles foram abordados na MG-202, próximo ao trevo de acesso às cidades de Mirabela e Brasília de Minas.

Dentro do veículo foram encontradas 800 gramas de crack, seis pedras da mesma droga e 100 gramas de maconha. Um dos homens disse à polícia que o carro pertencia a um traficante da região de Brasília de Minas e afirmou que dirigia o veículo para ele há dois anos. As viagens eram para entregar drogas em São Francisco, Japonvar, Lontra, Januária e Brasília de Minas.

Suspeito de matar a ex-companheira com golpes de facão em Francisco Sá é preso


O homem suspeito de matar a ex-companheira com golpes de facão em Francisco Sá foi preso no início da noite desta quarta-feira (9). Segundo as primeiras informações da polícia, o suspeito de 32 anos se apresentou com um advogado na delegacia da Polícia Civil de Montes Claros, mas já havia um mandado de prisão contra ele. O homem deve ser encaminhado ao presídio ainda nesta quarta, após ser ouvido pelo delegado, e ficará à disposição da Justiça.

Katiele Rodrigues Santos foi morta na madrugada do domingo (6). O corpo da jovem de 22 anos foi encontrado com vários golpes de facão na região do pescoço e costas. O suspeito do crime era procurado pela polícia.


No dia do crime, testemunhas afirmaram para a Polícia Militar que Katiele Rodrigues e o autor viveram juntos por cerca de quatro anos, mas eles se separam há dois meses. 

As testemunhas disseram ainda que o homem não aceitava o término do relacionamento.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Em Jaíba, celular é roubado e vendido por R$ 10


Uma mulher, de 36 anos, teve o celular roubado por um jovem, de 19, quando andava de bicicleta pela Avenida João Teixeira Filho, no bairro Cidade Nova, em Jaíba, nesta segunda-feira (07).

De acordo com a PM, a vítima relatou que um indivíduo saiu da Rua Ayrton Sena e roubou o celular, fugindo para um matagal. Foi realizado intenso rastreamento pelas imediações e, após alguns minutos, os policiais conseguiram localizar e abordar o suspeito.

Questionado, ele confessou ter roubado o aparelho e vendido para um adolescente, de 15 anos, pela quantia de R$10,00. Na residência do menor, os militares encontraram o aparelho roubado.

Diante dos fatos, os dois envolvidos foram detidos e conduzidos à Delegacia, juntamente com o celular recuperado.