Blog com notícias de Janaúba e região!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Prefeitura de Monte Azul oferece 208 vagas em concurso público


A prefeitura de Monte Azul, no Norte de Minas, oferece 208 vagas para concurso público. Os cargos são para todos os níveis de escolaridade, com salários entre R$ 954,00 e R$ 1.871,63. As inscrições começam nesta quarta-feira (23) e seguem até o dia 25 de junho pela internet.

A taxa de inscrição varia entre R$ 45,00 a R$ 130,00 dependendo do cargo concorrido. Os candidatos que pretendem fazer o pedido de inserção devem preencher um requerimento. Ao todo, são 63 vagas para o nível Ensino Fundamental incompleto; 13 para o Ensino Fundamental completo; 88 para Médio / técnico e mais de 50 vagas para o Ensino Superior. Confira o edital no site.

terça-feira, 22 de maio de 2018

Janaúba: Mulher relata ter sido estuprada enquanto dormia ao lado do marido

Uma mulher de 59 anos foi estuprada nesta segunda-feira (21) em Janaúba. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a mulher relatou que dormia e, por volta das 4h, percebeu que estava sendo tocada por alguém, mas pensou que que era o marido, que dormia ao lado. O crime foi registrado no Bairro Algodões.

Ainda segundo os relatos da vítima, cerca de 15 minutos depois do início do estupro, ela estranhou a agressividade do ato sexual. No registro policial consta ainda que a vítima gritou para que o homem parasse, mas ele se negou e então ela gritou ainda mais alto. O marido dela acordou e percebeu ação.

A mulher e o marido também contaram aos policiais que o criminoso tentou continuar o ato ameaçando-os de morte, mas os dois começaram a gritar e o autor fugiu, e até a manhã desta terça-feira (22) não foi identificado.

No boletim consta ainda que a mulher foi orientada a procurar atendimento médico, mas ela afirmou não estar machucada e recusou o atendimento.



Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

segunda-feira, 21 de maio de 2018

JANAÚBA | Blitz educativa sensibiliza população sobre Dia Nacional do Combate ao Abuso Sexual Contra Crianças e Adolescentes


Em maio é celebrado o Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Em alusão à data, a Secretaria Municipal de Promoção Social de Janaúba, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e do Conselho Tutelar, em parceria com a Política Militar e o Ministério Público, realizou uma blitz educativa em alguns pontos da cidade.

Os servidores abordaram motoristas, motociclistas e pedestres, distribuindo panfletos, com o objetivo de mobilizar e sensibilizar a população contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

Trabalhos informativos como este fazem parte das estratégias de prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes. A conscientização, não só dos pais e responsáveis, mas de toda a população, para identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, é primordial para o combate efetivo deste problema.

Segundo a secretária municipal de Promoção Social, Rosana Barbosa da Rocha, para a mudança desta realidade, é necessária a denúncia dos casos. “Queremos que a sociedade denuncie os agressores. Não tenha vergonha de denunciar esse crime, pois, geralmente as vítimas são muito ameaçadas. Procure a rede de proteção e faça a denúncia. 

Não tenha medo de falar sobre o assunto”, disse. Os canais de denúncia são o Conselho Tutelar, CREAS, as delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e o disque denúncia, pelo número 100.

Homem tenta engolir porções de maconha durante abordagem da PM em Brasília de Minas

Buchas de maconha foram apreendidas
em Brasília de Minas dentro de pacote escuro

Um homem de 22 anos foi preso nesta segunda-feira (21) em Brasília de Minas após ser flagrado por dois policiais à paisana carregando drogas. Segundo informações da PM, o homem estava sendo observado pelos policiais no Bairro Quintino em atitude suspeita e foi revistado após pegar de debaixo de uma pedra um pacote escuro.

Para a PM, ele apanhou o pacote por não saber que se tratava de militares observando a ação. Quando foi abordado, o homem tentou engolir as drogas, mas foi impedido, segundo a polícia. Os militares estavam juntos, e sem farda, esperando para viajar para Campo Azul, cidade onde prestam serviço.

Vinte buchas de maconha prontas para serem vendidas foram encontradas com o suspeito, além de um celular que pertencia a ele. Segundo a PM, ele só tentou engolir a droga quando os policiais se identificaram. O homem foi preso e encaminhado à delegacia de Brasília de Minas; a droga e o telefone foram apreendidos.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Janaúba: homem é preso suspeito de forçar relações sexuais com a companheira e o filho dela, de 10 anos

Um homem de 34 anos foi preso nesta sexta-feira (18) em Janaúba, suspeito de forçar relações sexuais entre ele, a esposa e o filho dela, de 10 anos. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito obrigou, durante meses, que a companheira e o filho dela fizessem sexo na sua frente. A última das agressões, ocorrida nesta quinta-feira (17), foi denunciada pela mãe após o homem forçar sexo a três entre ele, a mulher e a criança. A PC acredita que os abusos tenham ocorrido durante dois anos e meio de relacionamento.

A mulher, de acordo com a polícia, era ameaçada de morte pelo companheiro para que não denunciasse as agressões. Em depoimento, a vítima chegou a mencionar que fazia sexo com o filho sob ameaça de um facão. Ela contou ainda que o abuso pode ter ocorrido mais de 20 vezes. O suspeito já tinha passagens por violência doméstica, roubo e porte de armas, e estava em liberdade condicional. A PC acredita que a vítima tenha se encorajado a denunciar o caso por saber que o companheiro seria preso por quebrar a condicional.

De acordo com a delegada Márcia Miguel Meira, a denúncia foi feita na última quinta-feira, e a prisão foi concedida pelo juiz na manhã desta sexta (18), quando o suspeito foi encontrado no Bairro Padre Eustáquio. “A prisão preventiva foi concedida e, no mesmo momento, a polícia o encontrou na casa dele”, diz a delegada.

A criança já passou por exame de corpo de delito no IML, segundo a PC, que vai indiciar o homem suspeito pelos abusos. A mãe, ainda segundo a polícia, não será investigada, a não ser que fique claro algum indício de omissão por parte dela. “Como ele revela-se perigoso, a justificativa pode ser procedente. Se a polícia percebesse que ela contribuiu ou auxiliou, a mãe passaria a ser investigada. Até então, não há indício algum da autoria dela, portanto, é tratada como vítima. Ele não relatou qualquer omissão por parte dela e negou parcialmente o crime”, explica Márcia Miguel.

O suspeito pode ser condenado a cumprir pena referente ao crime de estupro de vulnerável, que é de 8 a 15 anos de reclusão. De acordo com a PC, a pena pode ser acrescida, caso o homem seja enquadrado, além do código penal, em crime contra proteção de crianças e adolescentes, previsto no ECA.

O homem foi ouvido pela Polícia Civil durante a tarde desta sexta-feira e depois levado ao Presídio de Janaúba.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Em Espinosa e Francisco Sá, Polícia Militar recupera veículos roubados


Polícia Militar recuperou dois carros, nesta quarta-feira (16), que tinham sido roubados, no Norte de Minas.


Francisco Sá
Um carro que foi levado, nesta terça-feira (15), próximo ao Ginásio Poliesportivo Municipal de Francisco Sá, foi recuperado pela PM, na manhã desta quarta-feira (16).

Segundo a PM, foi desencadeada uma operação Cerco e Bloqueio em vários locais possíveis de rotas de fuga. O veículo foi localizado em uma plantação de eucaliptos na estrada de Santa Marta.

O suspeito já foi identificado.

Espinosa
A Polícia de Meio Ambiente encontrou um carro roubado em Espinosa, nesta quarta-feira (16).

Segundo a PM, durante patrulhamento os militares foram informados que havia um veículo parado em atitude suspeita, na estrada da comunidade de Barreiro, zona rural de Espinosa. No local, estava abandonado um veículo, com placa do Estado da Bahia e jogado ao lado da estrada, uma televisão.

Foi confirmado que o veículo foi roubado, na , na comunidade de Vila Santana. Ele foi removido ao pátio credenciado pelo Detran, sendo colocado à disposição da Justiça juntamente com o televisor.

Gari de 37 anos dá à luz uma menina com mais de seis quilos em Porteirinha; bebê e mãe passam bem

Luzia e Eloá passam bem


(G1) Uma bebê nasceu pesando seis quilos e 58 centímetros em um hospital de Porteirinha, no Norte de Minas. Por telefone, nesta quarta-feira (16), a mãe contou ao G1 que a filha passa bem e que ainda não voltou ao pediatra para nova pesagem. Além de Jenifer Eloá, a mulher tem outras quatro meninas, entre 3 e 15 anos, e dois filhos, de 16 e 19. Depois de cinco dias de nascimento, a criança se alimenta apenas com o leite materno.

“Até agora, eu tô conseguindo dar o leite no peito, mas pode ser que eu precise entrar com algum suplemento, como leite em pó. Ela continua muito saudável e está vestindo as roupinhas que separei para ela usar quando tivesse com seis meses (risos). Hoje, a agente de saúde fez o encaminhamento para ela começar o acompanhamento regular com o pediatra. Eu acho que daqui uns 10 dias ela já vai fazer nova consulta e eu vou saber da evolução do peso e tamanho”, contou a mãe Luzia Ferreira de Oliveira, de 37 anos.

A família mora na Comunidade Paciência, a 20 quilômetros de Porteirinha, e vive com o salário da licença médica. O pai está desempregado e a mãe é gari há 5 anos. Uma das irmãs tem ajudado no cuidado da recém-nascida enquanto a mãe se recupera do parto cesariana. “Eu ajudo a trocar a fraldinha, a dar banho e também de noite quando ela chora”, disse Isabela Ferreira Rocha, de 13. Os demais filhos da gari nasceram de parto normal e com peso dentro da média brasileira.

O ginecologista obstetra Antônio Carlos Mendes Silva foi quem fez o parto na sexta (11). Ele informou que o peso médio esperado para recém-nascido é entre 2,5 a 3,5 kg, com 46 a 50 centímetros. No dia, ele foi chamado pelo hospital para acompanhar a gestante. Ele é médico há 28 anos e foi a primeira vez que viu o nascimento de uma criança com 6,120 kg.

“O parto estava evoluindo para ser um parto normal – inclusive por conta do histórico de nascimento dos demais filhos dela –, mas depois de avaliada, a equipe percebeu que a cirurgia seria mais indicada e por isso eu fui chamado em casa e fui ‘na hora’. Eu só tinha visto crianças com cinco quilos, até então, e parte de ter dado tudo certo foi porque a equipe médica soube fazer uma avaliação proativa e precisa”, explicou ao G1.

Mãe e filha ficaram internadas por três dias e passaram bem após a cesariana. De acordo com o médico, o resultado dos exames antes da alta, na segunda (14), foram todos normais.

“Ela fez o pré-natal na comunidade e a gestação foi tranquila, pelo relato dela. Após o nascimento, foram feitos todos os exames pelo serviço de pediatria; mãe e a criança são saudáveis. Não encontramos nenhuma patologia nem causa específica para este peso e tamanho. Então, entendemos que é um feto constitucionalmente grande e isto nos deixa muito feliz, porque a maioria dos casos que fogem da normalidade apresentam alguma doença”, completou o médico.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Janaúba sedia discussão sobre lavagem de dinheiro

(Por Girleno Alencar) A lavagem do dinheiro de corrupção marcará o inicio do “Pint of Science”, evento internacional de divulgação científica, que ocorre nesta segunda-feira (14), em Janaúba, e simultaneamente em 58 cidades brasileiras e em 21 países de cinco continentes, onde pesquisadores das principais universidades de Minas Gerais, como São João Del Rey e Uberlândia, além da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Unimontes e Instituto Federal do Norte de Minas Gerais mostrarão os seus trabalhos em várias áreas.

É a primeira vez que o Norte de Minas sedia esse evento, que prossegue até o dia 16. O curioso é que sua realização ocorre em barzinhos da cidade, com entrada gratuita e temas relacionados à pesquisa e extensão em um ambiente descontraído.

Esse tipo de evento surgiu em Londres, depois que dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um encontro com pesquisadores, em 2012. Pessoas com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos cientistas e ver de perto as pesquisas que realizavam.

A experiência foi tão inspiradora que a dupla decidiu propor um evento em que pesquisadores pudessem sair das universidades, laboratórios e institutos de pesquisa para conversar diretamente com as pessoas e assim, em 2013, surgiu o Pint of Science. De lá para cá, o evento cresceu e nesse ano serão 21 países, sendo 56 cidades no Brasil e dentre elas 13 em Minas Gerais.

A versão janaubense do evento contará com palestras com os temas “Como as tecnologias disruptivas estão mudando nossas vidas”, por Felipe Cézar de Castro Antunes; “Tecnologia na prevenção à lavagem do dinheiro”, por Willian Gigliotti; “A filosofia da cachaça”, por Admilson Eustáquio Prates; e “A física da cerveja”, por Ricardo de Carvalho Falcão.

Na terça-feira (15) os temas serão “Big Data/Analytics, Blockchains e Internet das Coisas: O que é tudo isso e como está influenciando no mercado de trabalho”, por Alexandre Bento Melo; “Blockchain aplicado a contratos inteligentes”, por Marcelo Ferreira Rego; e “Empreendedorismo Digital”, por Renan Teixeira.

Porteirinha: Corpo de criança é encontrado às margens da Cachoeira do Serrado


O corpo de uma criança de oito anos foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros às margens da Cachoeira do Serrado, na zona rural de Porteirinha. Segundo informações dos militares, no fim da tarde deste sábado (12), o pai da criança procurou ajuda e relatou que o menino havia desaparecido. 

O corpo foi encontrado dentro de uma mata que fica no local, em cima de rochedos. Para os bombeiros, o menino pode ter caído de uma altura de pelo menos 50 metros.

A criança foi encontrada com múltiplos traumas e ferimentos pelo corpo. O pai do menino, morador da localidade, informou ao Corpo de Bombeiros que trabalhava consertando tubulações de água acompanhado pelo filho, quando eles se desencontraram. O homem relatou aos bombeiros que acredita que o menino possa ter se perdido.

Buscas foram feitas dentro da cachoeira e nas imediações utilizando “materiais e técnicas de busca em locais de difícil acesso”, informaram os bombeiros. Após a retirada do corpo do local, com ajuda de moradores da localidade, a perícia da Polícia Civil foi acionada.

Segundo os bombeiros, no momento não foi possível identificar as possíveis causas de queda da criança. O corpo do menino foi encaminhado a uma funerária do município de Porteirinha.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

MPMG propõe ação contra ex-prefeito de Verdelândia e um vereador por atos de improbidade administrativa

Tião de Mozart
Foi proposta nesta quinta-feira, 10 de maio, uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra Sebastião Eustáquio, mais conhecido como Tião de Mozart, ex-prefeito de Verdelândia – município pertencente à comarca de Janaúba, no Norte de Minas Gerais –, um vereador da atual legislatura e o irmão do parlamentar. Os três estariam envolvidos em um esquema de dispensa de licitação para locação de um imóvel pelo município. A propriedade seria pertencente ao irmão do vereador.

Os investigados estão sujeitos à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público pelo prazo de dez anos.

Segundo a Promotoria de Justiça de Janaúba, a Ouvidoria do MPMG recebeu informações dando conta que dois vereadores possuíam imóveis locados pelo o município de Verdelândia.

Após receber as informações, a Promotoria de Justiça de Janaúba instaurou um Inquérito Civil para verificar os fatos. Para o MPMG, ficou comprovado que um dos imóveis locados pelo município pertence a um dos vereadores. Conforme declarado à Justiça Eleitoral, o imóvel (casa), situado na rua Ursino Cardoso, pertence ao vereador. A informação foi ratificada na declaração à Receita Federal, exercício 2013, ano-calendário 2012.

Em relação ao outro imóvel (praça Santana), o MPMG não verificou nenhuma irregularidade.

Sobre a dispensa de licitação, feita com a anuência do então prefeito, o município alegou que estaria fundamentada na Lei 8.666/93, que trata da dispensa de processo licitatório nos casos de locação de imóvel destinado ao atendimento das finalidades essenciais da administração, cujas necessidades de instalação e localização condicionem a sua escolha, desde que o preço seja compatível com o valor de mercado.

Para o MPMG, “ficou comprovado que o vereador locou o imóvel para o ente público em que exerce suas funções e que o então prefeito (2013/2016) o auxiliou, por meio de dispensa de licitação. Nesse caso, ambos violaram os princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade, referencial orientador dos processos licitatórios. A participação indireta do vereador, por meio do irmão, que tratou dos trâmites junto ao município, agride o princípio e frustra a objetividade que o Direito persegue quando manda a Administração Pública licitar as obras e serviços de que necessita”.

No entendimento da Promotoria de Justiça de Janaúba, “verifica-se que o ex-prefeito praticou ato de improbidade administrativa, incidindo na Lei de Improbidade, uma vez que concorreu para que os demais réus incorporassem, no patrimônio particular, valores integrantes da cidade de Verdelândia, de forma indevida, causando dano ao erário municipal”.

De acordo com a Promotoria de Justiça, “cópia do IC foi encaminhada à Câmara Municipal de Janaúba para as apurações devidas, uma vez que os fatos narrados podem implicar, inclusive, em perda do mandato, conforme Regimento Interno da Câmara de Verdelândia”.

Os investigados, a partir da notificação, terão 15 dias para se manifestarem à Justiça.

AMAMS SOLICITA REGULARIZAÇÃO DE REPASSES PARA HOSPITAIS MICRORREGIONAIS


O presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS), Marcelo Felix, prefeito de Januária, solicitou ao governador Fernando Pimentel, ontem de manhã, que regularize o repasse de recursos dos hospitais microrregionais do Norte de Minas, que estão com dificuldades e com risco de suspender o atendimento ou paralisar as atividades e ainda para pagar o Transporte Escolar, pois nenhum mês desse ano foi pago. Marcelo Felix participou da reunião promovida pelo Estado no Palácio da Liberdade, com os presidentes de associações microrregionais dos municípios. O presidente da AMMESF, José Raul Reis também participou do evento.

Foi a primeira vez que o novo presidente da AMAMS se encontrou com o governador, depois de sua posse. Na reunião, ele expôs as demandas do Norte de Minas, citando a dificuldade dos hospitais microrregionais, que correm risco de fechar as portas e ainda a dificuldade das Prefeituras em manter o transporte escolar, correndo o risco de paralisar o serviço. Felix pediu uma atenção especial nessas áreas. 

Depois se reuniu com o subsecretário de Assuntos Municipais, Marco Antônio Viana Leite, que prometeu pagar os valores do transporte escolar e do Prohosp a partir de junho e colocar em dia o repasse da saúde de forma geral a partir de julho.

O governador Fernando Pimentel anunciou a quitação do repasse do IPVA para todos os municípios mineiros. A confirmação foi feita pela Secretaria de Estado da Fazenda. 

“Nós, ontem, conseguimos regularizar a situação do IPVA dos municípios. Nós já tínhamos começado antes e agora chegamos a 100% dos municípios, conforme prometemos aos prefeitos”, confirmou Pimentel. O governador também destacou o esforço da atual gestão em estar mais próximo dos municípios.

“A importância de a gente estar junto, de a gente escutar as pessoas, ouvir e dar voz a cada um é imensa. Se você não ouve os prefeitos, não tem como você saber o que está acontecendo. É importante vocês saberem que a gente está trabalhando para sairmos dessa crise. Fizemos o Regularize (programa de regularização de débitos), que melhorou o repasse do ICMS para os municípios. Nem sempre conseguimos tudo, por isso é importante essa convivência próxima e sincera para dividir e deixar todos vocês cientes sobre o problema e, assim, acharmos o caminho. Por isso, todos os prefeitos são importantes”, reforçou.

Presente no encontro, o secretário de Fazenda, José Afonso Bicalho, que é de Grão Mogol, relembrou as ações do Estado para melhorar a arrecadação e, consequentemente, o repasse às prefeituras. “Um primeiro aspecto que nós podemos olhar em relação ao Estado com os municípios é o compartilhamento de receitas. Graças ao esforço do Estado em aumentar a arrecadação, principalmente as receitas correntes e as de dívidas ativas, isso tem feito com que os repasses aos municípios tenham aumentado muito acima do que seria o normal.

Também participaram do evento os secretários de Estado de Governo, Francisco Moreira; de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, Epaminondas Pires de Miranda; de Casa Civil e Relações Institucionais, Marco Antônio Teixeira; de Cidades e Integração Regional, Carlos Murta; o subsecretário de Assuntos Municipais, Marco Antônio Leite; e o advogado-geral do Estado, Onofre Batista; além do deputado federal Odair Cunha e dos deputados estaduais Paulo Guedes, João Magalhães e Tadeu Martins Leite.


Ascom | AMAMS

quarta-feira, 9 de maio de 2018

MPMG propõe ação contra prefeito de Janaúba, vereador e outras duas pessoas por favorecimento em dispensas de licitação


O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, propôs nesta quarta-feira, 9 de maio, uma Ação Civil Pública (ACP) por improbidade administrativa contra o atual prefeito de Janaúba, na Região Norte do estado, um vereador e duas mulheres. Os investigados teriam fraudado processo licitatório para locação de imóveis pelo município. Eles estão sujeitos a perda da função pública (nos casos do prefeito e vereador), proibição de contratar com o Poder Público, ressarcimento ao erário entre outras sanções impostas pela Lei nº 8.429/92.

Além dos políticos, as outras duas pessoas citadas na ACP seriam a esposa do vereador investigado e a mãe de um ex-secretário municipal de obras, apoiador político do atual prefeito nas eleições municipais de 2016. “Referidos fatos já denotam um possível direcionamento e utilização do pagamento de aluguel, através de dispensa, em favor de apadrinhados políticos” destaca um trecho da ACP. Na ação o MPMG indaga: teria o membro do Poder Legislativo Municipal a independência, a lisura e a autonomia de fiscalizar o prefeito diante dessa peculiar contratação?

Conforme a ACP, os fatos vieram ao conhecimento do Ministério Público por meio das redes sociais e um Inquérito Civil (IC) foi instaurado para apurar as possíveis irregularidades. As investigações realizadas confirmaram as notícias e demonstraram que os procedimentos de dispensa de licitação, para locação de alguns imóveis pelo município, foram montados de maneira fraudulenta. Um deles teria sido locado por mais do que o dobro do valor de mercado, durante pouco mais de um ano.

Segundo o Ministério Público, “tais procedimentos realizados pelo município de Janaúba, com apoio do atual prefeito, tiveram o objetivo de dar um falso ar de legalidade nos atos ímprobos praticados, com nítido desvio de finalidade, objetivando favorecer seus apadrinhados políticos.

Para a Promotoria de Justiça de Janaúba, “a abertura do processo de dispensa, o parecer de justificativa, a assinatura do contrato, emissão da Nota de Autorização de Fornecimento, emissão da nota de empenho, avaliação do imóvel, parecer jurídico e a dispensa de licitação ocorreram em velocidade incomum para os padrões burocráticos municipais, a sugerir que o procedimento foi apenas montado. Uma das dispensas e todo o trâmite foi realizado no primeiro dia de mandato do atual prefeito”, destaca a ação por improbidade administrativa.

As investigações demonstraram ainda que um dos imóveis locados pelo município, que seria utilizada como depósito, tinha função residencial e estava em péssimo estado de conservação. Na ação é ressaltado pelo Ministério Público que o município dispunha de outras opções para tal propósito.

De acordo com a Promotoria de Justiça, “o MPMG encaminhou à Câmara Municipal de Janaúba cópia do IC para as apurações devidas, uma vez que os fatos narrados podem implicar, inclusive, em perda do mandato, conforme Lei Orgânica Municipal e regimento interno do Câmara”.

terça-feira, 8 de maio de 2018

Vinte e três pessoas são presas em operação de combate ao tráfico de drogas no Norte de Minas

Detidos em Taiobeiras durante operação
Bom Jardim, contra o tráfico de drogas

Vinte e três pessoas foram presas nesta terça-feira (8) em uma operação de combate ao tráfico de drogas, associação para o tráfico e associação criminosa em Taiobeiras, no Norte de Minas. Ao todo, foram expedidos 24 mandados de prisão temporária e 37 de busca e apreensão. A operação Bom Jardim foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Polícia Militar.

Os mandados foram cumpridos em Taiobeiras, Montes Claros e São Bernardo do Campo (SP). Segundo a PM, 22 pessoas foram presas por meio de mandados e uma foi detida em flagrante. Foram apreendidos drogas, dinheiro e munições.

Segundo o Gaeco, as investigações tiveram início em agosto de 2017 e foi constatada a atuação de uma associação criminosa armada voltada para o tráfico de drogas, comércio ilegal de armas, posse e porte de armas de fogo e munições, além de tentativas de homicídios em Taiobeiras. Ainda de acordo com o Gaeco, os crimes tinham envolvimento de traficantes da cidade, e também de Montes Claros e de outros municípios do Norte de Minas.

A operação recebeu o nome Bom Jardim porque a principal associação criminosa investigada é a ‘Facção Bom Jardim’, que atua em um bairro que tem o mesmo nome em Taiobeiras. Cães da Polícia Militar de Montes Claros, 110 PMs e 28 viaturas participam da ação.

AMAMS realiza solenidade de posse da nova presidência com evento marcado pelo pedido de união


O Novo presidente da AMAMS – Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene, Marcelo Felix, prefeito de Januária, é empossado em evento solene na noite desta segunda (07/05) na sede da Associação e destacou a união do Norte de Minas, como forma de fortalecimento regional.

O evento foi marcado pela presença de prefeitos e deputados da região que reforçaram a defesa da união regional, além da participação entidades de classe.

Na abertura do evento, o ex-presidente da AMAMS, José Reis lembrou as várias parcerias que fixou desde janeiro de 2017, quando assumiu a presidência da AMAMS e abriu as portas da entidade para todas as correntes políticas da região. Em sua fala, José Reis destacou também a necessidade do engajamento da sociedade para uma renovação na política, pois na década de 90 o Norte de Minas tinha 10 deputados estaduais e quatro federais e agora, está apenas com e metade. O impacto disso é o enfraquecimento político e salientou que a área mineira da Sudene sempre fica na sombra do Nordeste brasileiro. A AMAMS, mesmo com o cenário de crise, viabilizou com seus parceiros, mais de R$ 20 milhões de emendas para o Norte de Minas no orçamento federal.

O prefeito Humberto Souto, de Montes Claros, lamentou que o Governo esteja sufocando os municípios, ao “reter de forma criminosa e desumana os recursos das Prefeituras”. Citou que o Norte de Minas está sofrendo menos por causa das chuvas que aliviaram os impactos causados pela seca. O pior, segundo ele, é a falta de perspectivas no cenário estadual e nacional, nas eleições desse ano. Souto entende que a região tem de buscar lideranças fortes para ajudar no seu desenvolvimento.

O deputado Gil Pereira anunciou que o Norte de Minas terá 20 plantas de produção de energia solar, que é a nova alternativa para a economia regional. Pediu ainda, ajuda para viabilizar as barragens para a região e entende que isso passa pelo fortalecimento da união regional. A deputada Raquel Muniz lembrou o trabalho desenvolvido pelo presidente José Reis à frente da AMAMS e que a união da classe política poderá ajudar o Norte de Minas a resolver suas demandas, nas áreas de saúde, estradas e recursos hídricos. O deputado Saraiva Felipe salientou que a AMAMS é uma entidade forte por ser a voz dos municípios e que esse papel vem sendo muito bem feito e também enfatizou a importância da união.

O novo presidente da AMAMS, Marcelo Felix, lembrou seu desafio de fazer uma administração como a de José Reis. Ele afirma que essa solenidade entrou para a história, pela aula histórica e política dada por pessoas experientes, como Humberto Souto e demais políticos que falaram no evento. Explicou que em sua gestão, quer levar a AMAMS para os municípios, com reuniões itinerantes, onde os técnicos ajudarão os municípios a resolver os seus problemas. Na sua visão, o Norte de Minas tem de cobrar um olhar diferencial do Governo, o que não ocorre e pediu ainda, uma maior participação dos municípios, como forma fortalecer a AMAMS e consequentemente a sua representatividade.

Ascom | AMAMS

domingo, 6 de maio de 2018

Tragédia em Janaúba ainda traz preocupações, mesmo sete meses depois


(WebTerra) Era manhã de 5 de outubro. A vida gorutubana nunca mais foi à mesma. Um dia para ser como os outros na rotina da comunidade escolar. Mas aquela manhã a vida de milhares de pessoas tomou outros rumos, alguns de desolamento, perdas irreparáveis. Para outros, esperança. Mas no coração de todas as pessoas o mesmo sentimento de injustiça. Questionamentos? Dos mais variados.

A tragédia foi provocada pelo vigia, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, que entrou na unidade e ateou fogo nos funcionários, alunos e no próprio corpo, deixando 14 mortos, sendo dez crianças, duas professoras, a auxiliar de professora e o autor do crime. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

A comoção foi nacional. Ajuda veio de todos os lugares do País.

Após sete meses de uma das maiores tragédias de Minas Gerais, o Webterra apresenta como estão às vítimas e os familiares da Creche Gente Inocente, em Janaúba, Norte de Minas, como tem sido o apoio da Prefeitura, como foi o repasse dos recursos.

Uma conta bancária foi criada à época, para receber doações, a SOS Gente Inocente, que arrecadou cerca de R$ 900 mil.

“Ficou acertado que o recurso seria distribuído em escala de gravidade. Então, as pessoas que tiveram óbito na família e danos graves receberiam três salários mínimos, danos intermediários, dois salários e danos leves ou sequelas respiratórias, um salário mínimo”, explica o Promotor de Justiça, Jorge Barreto.

De acordo com a Assessora Especial de Planejamento e Gestão da Secretária de Saúde, Cecília Moreira Freitas, há um dinheiro na conta que será entregue e logo após será encerrada.

“Até semana passada, quando pagamos as últimas parcelas de abril, tinha R$ 480 mil. Dessa quantia, R$ 250 mil será destinado ao projeto de reforma das casas e o restante será dividido de forma igual às 80 famílias”, esclarece a Cecília, gestora da conta.

Repasse de verbas
Luiz Carlos Batista, marido da professora Heley de Abreu Silva Batista, é presidente de uma associação fundada pelas vítimas, a AVTJana. Ele é que está gerindo os recursos arrecadados com eventos promocionais, como o Leilão e o 
Festival Solidário.

“Temos vivido certo abandono, porque a prefeitura recuou a ajuda aos familiares, após a fundação da associação, além da crise que se enfrenta no município. Tem faltado medicamento, transportes para levar as crianças para o tratamento e elas chegam aos hospitais da cidade e não têm médicos”, relata Luiz Carlos.

No dia 18 de março, um dia após a inauguração da nova creche, a associação recebeu um cheque no valor de R$ 100 mil. Luiz Carlos queixa a demora no repasse do dinheiro, já que o leilão foi realizado em novembro.

“Em um leilão, não são todas as pessoas que pagam a vista. Então, neste realizado pelo Sindicato teve muita compra parcelada e a entidade aguardou o pagamento integral e então criou a Avinc. Mas, havia uma dificuldade dos familiares buscar os recursos com a equipe da associação, porque eles trabalhavam e então havia um empecilho e foi decidido criar a AVTJana, que incorporou os direitos e deveres e, por isso, demorou o período de receber o valor”, esclarece o promotor Jorge Barreto.

Segundo o promotor, no dia 26 de abril foi pago mais R$ 60 mil à associação.

“Essa verba é para pagar remédios e cosméticos que não são entregues pelo SUS e cirurgias reparadoras para as vítimas. A primeira prestação de conta será no dia 17 de maio”, afirma.

80% queimado
Flávia Nayara Dias Silva, de 4 anos, teve o corpo 80% do corpo queimado, por causa disso, ela não pôde continuar na casa que morava antes da tragédia.

“Estou morando de aluguel há seis meses e a dona da casa já pediu ela de volta, eu não sei para onde vamos. Estamos aguardando liberar a verba para a reforma das casas, para que eu possa voltar para a minha. Hoje a renda que temos é da indenização que a prefeitura tem nos dado”, explica o pai da criança, Flávio de Oliveira Silva.

Foi acordado, em ata, que parte do valor arrecadado seria destinada à reforma de 14 casas, porque as vítimas não puderam voltaram para as mesmas casas e a construção seria de responsabilidade da prefeitura.

“Acontece que a prefeitura precisaria licitar essa construção e é uma concorrência muito burocrática, que demoraria de oito meses a um ano para finalizar. Então foi feita uma reunião entre a prefeitura e as vítimas para acordar que as vítimas realizariam essas reformas, mas que a prefeitura cederia o projeto, um engenheiro e um pedreiro. Essas reformas foram orçadas em R$ 250 mil. A Câmara autorizou e o valor será repassado a AVTJana”, esclarece o promotor.

Mas, de acordo com Luiz Carlos, presidente da associação, ele escreveu um carta negando o recebimento desse dinheiro e transferindo-o para a prefeitura.

“Nós nos reunimos com nosso advogado, fomos orientados e achamos por bem, após o desgaste de pedir e implorar, a demora que houve, decidimos protocolar uma carta na Câmara que não iríamos assumir mais. A prefeitura prometeu há muito tempo que iria nos entregar um valor para já adiantar, mas depois disse que tinha toda uma burocracia e então mexemos com isso. A conversa de que o dinheiro sair é antiga”, desabafa.

Falta de atendimento
Diversas famílias denunciaram ao Webterra a falta de atendimento dos Hospitais Regional e Fundajan.

A reportagem do Portal entrou em contato com os dois hospitais. No Regional, as ligações não foram atendidas. Já no Fundajan, os dois diretores interinos não estavam disponíveis para atender à equipe.

Foram duas semanas tentando falar com os hospitais, sem nenhuma resposta.

Segundo o promotor Jorge, as vítimas precisam criar a cultura de passar pelo Centro Viva Vida.

“Tanto a Fundajan quanto o Hospital Regional recebem consulta médica após regulação no Centro Viva Vida, o paciente da Gente Inocente precisa ir ao centro, fazer uma triagem e depois saber a qual dos dois hospitais. Se não passar pelo centro, ele será tratado como qualquer outro paciente”, explica.

Assistência às famílias
Além do dinheiro doado à conta SOS Gente Inocente, uma ação civil pública está em tramitação para definir a indenização que a prefeitura dará às vítimas. Para os casos mais graves, o dinheiro já está sendo adiantado, como é o caso da Flávia.

“Durante 12 meses, a partir de fevereiro, a prefeitura iria antecipar o valor, R$ 1.000 para as vitimas graves e R$ 500 para as leves e eles já estão recebendo esse valor. Se ao final do processo estabelece que a indenização será, por exemplo, de R$ 50 mil, a prefeitura termina de pagar os outros R$ 38 mil”, explica.

Segundo Flávio, pai da menina Flávia, a única doação que eles recebem atualmente é esta indenização da prefeitura.
Sobre a falta de medicamentos às vítimas, em nota a prefeitura alega que “Toda a assistência tem sido prestada às vítimas, desde médicos especializados, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, medicamentos, transportes e demais necessidades”.

Já sobre a falta de gasolina, que tem impactado no tratamento de algumas crianças, a prefeitura nega as denúncias dos familiares.

“O que ocorreu, em um intervalo de 24 horas, foi transição de processos licitatórios, em todas as Secretarias Municipais, tão logo sendo restabelecido o abastecimento”.

De acordo com Jorge Barreto, promotor da cidade, as pessoas que denunciam à Promotoria a falta de assistência, uma ação judicial é feita.

“Todas as pessoas que procuram, individualmente, a promotoria cobrando medicamentos, eu tenho requisitado que em 48 horas a prefeitura entregue. Em casos que há urgência e não é entregue, eu entro com uma ação judicial pedindo bloqueio de verba. Inclusive, fizemos isso com uma paciente que teve um tratamento bem custoso, até oncológico. Eu entrei com a ação e a prefeitura não deu o que ela precisava, eu pedi então, o bloqueio de R$70 mil da conta e continua bloqueado, porque não ofereceu o tratamento que ela precisava”, afirma.

A prefeitura garante que, após acabar o valor de doações e indenização, o apoio continuará sendo dado.
“A assistência continuará sendo prestada da mesma forma, uma vez que, a assistência às famílias está sendo realizada com recursos próprios do Município”, assegura em nota.

Dinheiro retirado
R$ 42 mil foram retirados das doações da conta SOS Gente Inocente para construir uma ala de queimados no Hospital Fundajan, mas, a população está descrente.

“Eu não acredito que essa ala será construída, pegou um dinheiro das doações para essa área, que não vai funcionar nunca”, afirma Luiz Carlos Batista.

O valor foi repassado em cheque para a Fundajan e ele permanece em uma conta, já que o hospital está sob intervenção judicial e toda movimentação financeira precisa ser prestada conta ao Juiz.

“Apenas um dos equipamentos custa R$ 42 mil. Para implantar uma ala de queimados com a qualificação que o SUS exige, é necessário cerca de R$ 250 mil, para isso é preciso de apoio, doações e amparo do poder público”, explica o promotor Jorge.

Após sete meses sustentando as famílias e vítimas, o dinheiro da doação tem se esgotado e o que resta a essas pessoas, é a indenização que a prefeitura pagará.

Operação da PM de Meio Ambiente fiscaliza 15 municípios; multa foi de mais de R$ 250 mil


Um homem foi preso por posse irregular de arma de fogo durante uma Operação de Fiscalização a Supressão Vegetal, em 15 municípios no Norte de Minas, que começou no dia 30 de abril e encerrou na noite desta sexta-feira (4). A idade do homem não foi divulgada. 

De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente, foram fiscalizados 62 locais de desmate nos municípios de Januária, Manga, São Francisco, Juvenília, Miravânia, Montalvânia, Pintópolis, Icaraí de Minas, Campo Azul, Ponto Chique, Brasília de Minas, Bonito de Minas, Pedras de Maria da Cruz e Luislândia.

Foram autuados proprietários de 101,47 hectares de desmate irregular, 19 metros cúbicos de produção de carvão ilegal, 281 estéreos de lenha. Foram apreendidas uma rede utilizada em caça, quatro armadilhas tatuzeiras, um alçapão, casco de Tatu, quatro pássaros silvestres, além de diversos frascos contendo pólvora, esferas e espoletas.

Nove armas de fogo e 45 munições também foram encontradas com um homem que foi detido por posse irregular.

Ao todo foram lavrados autos de infração no montante de R$ 257.927,06 por crimes ambientais.

sábado, 5 de maio de 2018

Morre Pedro Roberto ex-prefeito de Janaúba

Janaúba amanheceu nessa sexta feira, 04 de maio, com a triste noticia do falecimento de mais uma de suas lideranças políticas. A cidade perdeu o pecuarista e ex-prefeito de Janaúba Pedro Roberto de Menezes, vítima de um Acidente Vascular Cerebral-AVC.

O ex-prefeito foi vítima recentemente de criminosos que o atacaram em sua propriedade rural e o agrediram gravemente. Após a agressão os criminosos que aterrorizam a zona rural de Janaúba nos últimos anos, fugiram levando a sua caminhonete e o deixaram amarrado, juntamente com outros funcionários da fazenda.


Na ocasião Pedro Roberto foi socorrido por vizinhos e encaminhado ao Hospital Regional de Janaúba, posteriormente foi transferido para Montes Claros onde ficou internado.

Após melhora significativa, o ex-prefeito recebeu alta médica e retornou a Janaúba ainda necessitando de cuidados, mas, já consciente e tranqüilo. Porém, na noite dessa sexta-feira, foi vítima de um acidente vascular cerebral – AVC, que popularmente também é conhecido por “derrame” e veio a óbito.

Quem conheceu Pedro Roberto pessoalmente, pode desfrutar da companhia de uma pessoa atenciosa e prestativa. Sempre envolvido nas decisões políticas do município, Pedro Roberto se tornou prefeito de Janaúba em fevereiro de 1995, após a morte do então prefeito Edílson Brandão Guimarães.

Teve uma gestão marcada por controvérsias, porém foi o responsável pela instalação de uma das mais importantes aquisições para o município, a implantação do primeiro curso superior público de Janaúba, o curso de agronomia da Universidade Estadual de Montes Claros- Unimontes.
O Corpo de Pedro Roberto será velado na Câmara Municipal de Janaúba de onde sairá para o sepultamento em local e horário a confirmar.

A criminalidade faz mais uma vítima em Janaúba. Mesmo em sua própria casa ou propriedade, teoricamente inviolável até pela justiça, o cidadão é refém da criminalidade. Fica a pergunta até onde a sociedade irá suportar esse tipo de situação?

sexta-feira, 4 de maio de 2018

AMAMS realiza solenidade de troca da Presidência


A Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS, realiza na próxima segunda (07-05) a partir das 20:00h, a solenidade de troca e posse do seu novo presidente, Marcelo Felix, prefeito de Januária. O novo presidente tomou posse, quando o então presidente José Reis Nogueira de Barros, prefeito de Bonito de Minas, se afastou do cargo para ser pré-candidato na eleição desse ano.

Marcelo Felix é o terceiro januarense a assumir a presidência, pois antes dele, também foram presidentes, João Ferreira Lima, de 1987 a 1988; José Reis de 2017 a maio de 2018 e agora Marcelo Felix. A origem política de José Reis foi Januária, de onde Bonito de Minas se emancipou.

Marcelo Félix explica que seu objetivo é levar a AMAMS para outras microrregiões e por isso, está programando reuniões com nas principais cidades do Norte de Minas, visando abrir um espaço de interlocução entre as demandas dos municípios e os governos Estadual e Federal.

Os presidentes da história da AMAMS foram Antônio Lafetá Rebello (1977 a 1982), José Mário Pena, de  Francisco Sá (1983 a 1986), João Ferreira Lima, de Januária (1987 a 1988), Joel Cruz Santos, de Taiobeiras (1989 a 1990), Sinval Soares Leite, de Claro dos Poções (1991 a 1992), Arlen Santiago, de Coração de Jesus (1993 a maio de 1996), Manoel Capuchinho Andrade, de São João do Paraíso (maio a dezembro de 1996); Oswaldo Fernandes, de Salinas (1997 a 1998), Ronaldo Mota Dias, de Coração de Jesus, de (1999 a 2002).

Foram presidentes também, Antônio Dias Neto, de Olhos D’água (maio a dezembro de 2000), Getulio Braga, de Brasília de Minas (2003 a 2004), Valmir Morais de Sá, de Patis (2005 a 2014), José Barbosa Zinga, de Catuti (maio a dezembro de 2008), Carlúcio Mendes, de Mirabela (2013 a 2014), César Emilio Oliveira, de Capitão Enéas (2015 a maio de 2016), Luiz Rocha Neto, de São Francisco (maio a dezembro de 2016); José Reis Nogueira de Barros, de Bonito de Minas (2017 a abril de 2018) e agora Marcelo Felix, de Januária.


Ascom | AMAMS

quarta-feira, 2 de maio de 2018

MP recomenda a prefeitura de Janaúba que cancele licitação

Na tarde desta quarta-feira (02), o Ministério Público de Minas Gerais, através do seu representante, o promotor Daniel Castro e Melo, tornou pública a recomendação feita a prefeitura de Janaúba para cancelamento da licitação 039/2018. Esse pedido do MP se refere a licitação de locação veículos e máquinas, que está prevista para ocorrer no dia 04 de maio. Segundo o MP, tal licitação não obedeceu aos requisitos mínimos que a legislação exige, como por exemplo: a publicidade e seleção de proposta mais vantajosa para a administração municipal. Em outras palavras, o MP observou que houve indícios que apenas 1 concorrente estaria na disputa, podendo tornar o processo vicioso e tendencioso a favorecer apenas uma empresa.

Fica clara a intenção do promotor Daniel, que é mais uma tentativa do poder judiciário em orientar e ajudar a gestão municipal a endireitar e acertar, já que caso o processo ocorra poderá imediatamente ser caracterizado como crime de improbidade administrativa.

Até o momento a administração tucana de Janaúba não se manifestou. 





Vereador de Verdelândia é condenado a perda do mandato por fornecer almoço e cerveja para eleitores

(G1) Um vereador de Verdelândia, no Norte de Minas, foi condenado a quatro anos de prisão em regime aberto, a perda do mandato e suspensão de direitos políticos por fornecer almoço e cerveja para eleitores no dia das eleições, realizada em 2016.

A decisão foi publicada pelo Ministério Público nesta quarta-feira (2). Segundo o MP, a sentença substitui a pena de quatro anos de reclusão por prestação de serviços à comunidade pelo mesmo prazo. O vereador do Partido Social Cristão (PSC) deverá pagar indenização de R$ 5 mil para suprir o dano à coletividade, além do pagamento de 200 dias-multa com valor unitário de 1/15 do salário mínimo vigente e pagar um salário a uma entidade com destinação social.

De acordo com a denúncia oferecida pelo MP, policiais militares e um promotor eleitoral flagraram várias pessoas com latas de cerveja na mão saindo da casa do vereador no dia das eleições. No imóvel, também foram encontrados latas de cervejas vazias e pratos de refeições sujos.

“Duas testemunhas informaram que estavam passando de moto em frente à residência do vereador quando ele os convidou para entrar. Uma delas disse que almoçou a convite e que a bebida e a comida teriam ficado à disposição de 10 a 20 pessoas por mais de duas horas. Uma outra testemunha afirmou ter visto também “santinhos” da campanha eleitoral disponíveis na residência do vereador”, diz o MP.

Segundo a sentença, “foi provado que o vereador agiu com dolo específico e que seu comportamento foi antijurídico, culpável e típico”. O G1 entrou em contato com a Câmara Municipal de Verdelândia, mas as ligações não foram atendidas.