Blog com notícias de Janaúba e região!

quinta-feira, 21 de março de 2019

Norte de Minas vai ao Ceará conhecer produção de mel


Uma comitiva do Norte de Minas, formada por 15 produtores de mel e sete técnicos, está na cidade de Limoeiro do Norte, no Ceará, para conhecer as novas técnicas nessa atividade. Isso faz parte das ações de fortalecimento da cadeia produtiva da apicultura no vale do São Francisco, em Minas Gerais e o intercambio é viabilizado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A comitiva fica no Ceará até o próximo sábado, dia 22. O curioso é que o Norte de Minas produz o melhor mel do Brasil, denominado de Aroeira.

O grupo de visitantes está conhecendo as experiências de outras associações e cooperativas de apicultores cearenses, para subsidiar o fortalecimento dos trabalhos de associativismo e cooperativismo em Minas. Ao todo, serão mais de 50 horas de treinamento no Apiário de Altamira, acompanhado pelo engenheiro agrônomo Afonso Odério, que é professor e pesquisador da Faculdade de Tecnologia Centec, em Limoeiro do Norte (CE).

Dentre os assuntos abordados durante a visita, destacam-se as técnicas de manejo e operações de controle da criação; apicultura avançada: convencional e orgânica; aspectos legais para comercialização do mel; análise econômica e financeira de projetos apícolas, além de outros temas voltados à capacitação do apicultor.

A economista doméstica da Codevasf em Minas Gerais, Cleonice Santos, afirma que essa missão técnica visa não somente oportunizar a capacitação dos apicultores e técnicos da Companhia, mas, também, a profissionalização a partir de técnicas enquadradas em uma realidade semelhante à da região mineira. “Dessa forma, os apicultores se sentirão mais preparados para o desenvolvimento dessa atividade, que tem contribuído fortemente para a economia do vale sanfranciscano em território mineiro”, enfatiza.

Para o apicultor Pedro Vitor Meira, do município de Guaraciama, essa visita está possibilitando o conhecimento e a troca de experiências de organizações de apicultores em associações e cooperativas, focando na gestão, na comercialização para mercado interno e externo e na produção de mel e derivados. Na avaliação do superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais, Rodrigo Rodrigues, iniciativas como essa fortalecem a cadeia produtiva apícola na região do semiárido mineiro. 

“Nos últimos anos, já promovemos treinamentos para mais de 70 apicultores e técnicos do setor. Outras missões técnicas também estão programadas para este ano”, finaliza.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Em Gameleiras, jovens são detidos com tatu abatido e revólver durante operação da PM


Um jovem de 19 anos e uma adolescente, de 16, foram detidos na manhã desta terça-feira (19) durante uma operação da Polícia Militar em Gameleiras, no Norte de Minas. De acordo com a PM, diversas denúncias apontavam que a casa dos suspeitos, no Centro da cidade, era utilizada para o tráfico de drogas.

Os policiais fizeram levantamentos sobre o caso e conseguiram um mandado de busca e apreensão, que foi cumprido nesta terça-feira. No local, foram apreendidos duas buchas de maconha, um revólver calibre 32, munições, anotações sobre o tráfico de drogas, duas motos com sinais de adulteração e ainda um tatu abatido, o que é considerado crime ambiental.

Os dois detidos foram levados para a Delegacia de Plantão em Janaúba.

Em Janaúba, Justiça determina que valor de R$ 2 mil da fiança paga por um agressor seja revertido para vítima da agressão


A Defensoria Pública de Minas Gerais iniciou um trabalho de identificação das vítimas de violência doméstica em Janaúba, no Norte de Minas, que tenham processos em andamento na comarca do município. Segundo a Defensoria, o objetivo é ingressar com ações que possibilitem a reparação de danos morais sofridos pelas vítimas durante as agressões.

No início deste mês, a Justiça determinou que o valor de R$ 2 mil da fiança paga por um agressor durante o registro do caso fosse revertido em reparação à vítima. A determinação é inédita na comarca.

"Neste caso específico, o agressor foi condenado pela Justiça Criminal e junto havíamos solicitado a indenização por dano moral sofrido pela vítima e o juiz reconheceu. 

Geralmente, as vítimas demoram a ser beneficiadas com as indenizações por danos morais, mas com este tipo de ação se torna uma medida mais simples e eficiente", explica o defensor Gustavo Dayrell.

Somente no ano de 2018, 82 pessoas foram presas em flagrante devido à violência doméstica. Neste mesmo período foram registrados sete tentativas de homicídio e um homicídio relacionado a este tipo de crime. Em 2019, 19 pessoas já foram autuadas em flagrante por agressão doméstica.

Para o defensor, em alguns destes casos os agressores já respondem criminalmente, mas as vítimas podem pedir reparação por danos morais. "O objetivo é identificar estas vítimas e fazer este pedido. Aquele caso em que identificarmos que o agressor já depositou algum valor em pagamento de fiança, iremos solicitar que a Justiça determine o pagamento de indenização usando este recurso".

As vítimas interessadas em pedir a indenização pode procurar informações junto à Defensoria Pública, que fica na Rua São João da Ponte, 427, Centro, Janaúba.

MP ajuíza ação contra prefeito de Nova Porteirinha por uso de dinheiro público para pagar reportagens de cunho pessoal

Prefeito de Nova Porteirinha, de boné branco, ao
lado do vice — Foto: Ascom prefeitura/Divulgação

O Ministério Público ajuizou nesta quarta-feira (20) uma ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Nova Porteirinha, Juracy Fagundes Jácome (MDB), e um servidor público responsável pela assessoria de comunicação da cidade. Segundo o MP, o prefeito e o assessor utilizaram dinheiro público para pagamento de reportagens de cunho pessoal, para enaltecer Juracy Fagundes, em dois jornais da região. Foram gastos mais de R$ 25 mil com as matérias pagas, entre os anos de 2017 e 2019.

A ação foi ajuizada pela Promotoria de Justiça de Janaúba. Foram analisados mais de 100 jornais, tendo sido verificadas ao menos 143 reportagens de cunho pessoal, além de publicações no próprio site da Prefeitura de Nova Porteirinha, no blog do servidor público investigado e em um canal de vídeos online. A prática viola aos princípios da moralidade, impessoalidade e legalidade, segundo o MP.

Em nota, a defesa do prefeito Juracy Fagundes afirmou que desconhece sobre a existente da ação do MP e que não houve qualquer citação a respeito do mesmo, "portanto, é fato novo que se desconhece no presente momento, caso, eventualmente tenha qualquer ação neste sentido, oportunamente apresentar-ta-se-á defesa".

Ação contínua
De acordo com o promotor de Justiça de Janaúba, Daniel Castro e Melo, em março de 2017, com pouco mais de dois meses da administração de Juracy Fagundes, o MP já havia identificado irregularidades na prática de exposição das reportagens de cunho pessoal do prefeito. Uma recomendação foi encaminhada para que o chefe do Executivo se regularizasse, mas logo as reportagens foram retomadas.

"Ficou uma semana e voltou. São dois anos de publicidade particular com dinheiro público. Quando fizemos as oitivas, os responsáveis pelos jornais disseram que essas matérias vinham prontas, já mandavam para os jornais. As reportagens eram elaboradas pelo assessor, que tem cargo comissionado na prefeitura. A prática é sistemática e contínua", diz Daniel Castro e Melo.

Na ação o MP pede a retirada de qualquer publicação de cunho pessoal, no prazo de 48 horas, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia de não cumprimento, o pagamento da multa de R$ 5 mil para cada nova publicação, o pagamento de R$ 102.892,64 referente ao dano ao erário e à multa aplicada, além do ressarcimento integral do dano, perda da função pública e suspensão dos direitos políticos.

Como o pedido é liminar, não existe um prazo estipulado para uma resposta, o que fica a critério da Justiça se acata ou arquiva o pedido.

Outros processos
Fagundes também é alvo de um processo no Tribunal Regional Eleitoral por abuso de poder político e compra de votos, baseada em uma denúncia do Ministério Público. Na denúncia, o MP afirma que o prefeito eleito em 2016 forneceu combustível para captar votos. Durante as investigações, o MP apreendeu 244 tickets que teriam sido trocados por litros de gasolina. A denúncia aponta também que nos tickets havia as iniciais do nome de uma pessoa que, segundo o Ministério Público, faz referência a um homem que trabalhou para o prefeito eleito durante a campanha.

Ao todo, de acordo com a denúncia, foram adquiridos 1.575 litros de combustíveis, distribuídos aos eleitores do município e aos apoiadores da campanha de Juracy. Em uma primeira decisão, o TRE cassou o mandato do prefeito e do vice. Os envolvidos recorreram, mas em fevereiro de 2018 a decisão foi mantida e os políticos ficariam inelegíveis por oito anos.

A defesa do prefeito entrou com recursos de embargo de declaração, que serão julgados na pauta do próximo dia 27 de março, no próprio TRE. Juracy Fagundes foi eleito em 2016 com 45,87% dos votos válidos, correspondente a 2.109 votos.

terça-feira, 19 de março de 2019

Em Janaúba, Polícia Militar encontra crack e R$ 1022 em uma 'boca de fumo' e apreende três jovens


Um rapaz e uma jovem, ambos com 19 anos, e um adolescente, de 15, foram detidos em Janaúba na noite dessa segunda-feira (18), suspeitos de terem envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo informações da Polícia Militar, os três estavam em um imóvel do Bairro Esplanada. Moradores informaram à polícia que substâncias ilícitas estavam sendo comercializadas na casa chamada de “boca de fumo”; a suspeita é de que o local fosse gerenciado pelo menor de 15 anos.

Ainda de acordo com a PM, quando os militares chegaram ao local, viram o rapaz de 19 anos arremessando uma embalagem plástica do outro lado do muro da casa. A polícia encontrou na embalagem 21 pedras de crack. Dentro do imóvel, o menor de 15 anos foi surpreendido enquanto contava dinheiro; R$ 1022 foram apreendidos. O adolescente relatou aos militares que levantou a quantia vendendo drogas.

A jovem de 19 anos estava dentro da casa e também foi presa. A PM acredita que ela seja coautora do crime de tráfico de drogas. Os três envolvidos foram levados à delegacia. A droga e dinheiro foram apreendidos.

Detentos de presídio em Janaúba cavam túnel dentro de cela para tentar fugir; cerca de 40 fugiriam


Agentes penitenciários da unidade prisional de Janaúba descobriram, na noite de segunda-feira (18), um túnel que estava sendo cavado por detentos. Segundo informações da Polícia Militar, a seção de inteligência foi informada pela direção do presídio que os encarcerados abriram um buraco em uma das celas, o que permitiria que cerca de 40 presos conseguiriam sair do local.

Ainda de acordo com a PM, o buraco liga o Presídio de Janaúba a um imóvel onde já funcionou uma delegacia de Polícia Civil. Não há informações sobre quais detentos especificamente estiveram envolvidos na ação. Os funcionários da unidade disseram à PM que a suspeita é de que os homens tenham utilizado pedaços de metal e copos descartáveis para cavar.

Os detentos foram remanejados e o presídio informou que já adotou medidas para tampar o túnel. A polícia informou que tem feito rondas nas proximidades da unidade, e que encaminhou a ocorrência para que seja registrada pela Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP). O G1 tentou falar com a pasta para solicitar uma nota sobre o caso, mas até esta publicação não houve retorno.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Homem condenado a 48 anos de prisão por matar sargento da Polícia Militar foge de presídio


(G1) Um homem de 25 anos, condenado a 48 anos por matar um sargento da Polícia Militar, fugiu do Presídio de Manga na madrugada desta segunda-feira (18). Segundo informações da PM, Marcos Vinícius Barbosa Silva cortou as grades debaixo da cela em que estava preso, conseguiu passar pelo espaço e pulou um dos muros da unidade prisional. Câmeras de segurança registraram a ação do detento.

O G1 fez contato com a unidade, mas não há informações sobre como o detento conseguiu ferramentas para cortar as grades. Uma funcionária do local informou que Marcos Vinícius pode ter utilizado uma serra repassada por albergados, homens que cumprem pena em regime semiaberto.

De acordo com a polícia, a fuga foi por volta das 00h30. Os agentes perceberam que Marcos Vinícius fugiu minutos depois. Até esta publicação, militares fazem rastreamento para recapturá-lo. A Secretaria de Estado de Administração Prisional informou que deve se manifestar ainda nesta segunda.

Entenda o caso
Marcos Vinícius e outros dois autores foram condenados por matarem o sargento da Polícia Militar, João José Machado. O julgamento do trio ocorreu no dia 13 de março, e Marcos Vinícius fugiu cinco dias depois. Os homens foram condenados pelo homicídio qualificado consumado do militar e também por tentativa de homicídio contra outros três policiais, que estavam junto a João José Machado no momento da abordagem e também foram baleados.

Marcos Vinícius Barbosa Silva teve a pena determinada em 48 anos, Rafael Viera de Souza a 38 anos e Maicon Jonas de Souza Maciel a 32 anos; as penas somadas chegam a mais de 100 anos de reclusão.

O sargento da Polícia Militar foi baleado na noite do dia 4 de março de 2017 em Jaíba, durante uma operação no Bairro Morada do Sol, para averiguar informações sobre a presença de homens em atitude suspeitas. Ao descer da viatura, ele e três colegas militares foram recebidos a tiros, vindos de um matagal. O tiro atingiu a cabeça de João José Machado Neto, que foi socorrido e levado ao hospital da cidade, mas precisou ser transferido para a Santa Casa em Montes Claros. Ele ficou 12 dias internado e não resistiu aos ferimentos.

Marcos Vinícius Barbosa Silva se entregou à Polícia Civil no dia 16 do mesmo mês, ainda em 2017.

Defensoria Pública de Janaúba consegue na justiça destinação à vítima de violência doméstica do valor da fiança paga pelo agressor


No dia internacional da mulher, 08 de março, foi publicada decisão da 2a Vara Criminal permitindo que mulher vítima de violência doméstica levantasse o valor da fiança paga pelo agressor. O agressor foi condenado pela justiça criminal que, além da pena, determinou também o pagamento à vítima de R$ 2.000,00 a título de indenização por danos morais. A Defensoria Pública então pediu que o valor da fiança - paga pelo o acusado para que respondesse o processo em liberdade - fosse destinado à mulher vítima. Dr. Gustavo Dayrell enfatizou a importância da medida para reparação dos danos sofridos pelas vítimas de violência doméstica (processo no. 0351.18.004593-9).

Em Gameleiras, autor de homicídio durante festa de casamento é preso


Um homem, de 45 anos, foi preso nesse sábado (16) durante cumprimento de mandado de prisão em Gameleiras, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, o homem é condenado por um homicídio em Montes Azul e também é acusado de cometer um homicídio durante uma festa de casamento, no povoado de Mocambinho, em Jaíba.

A vítima, Walter Medeiros dos Santos, de 31 anos, e o autor participavam da festa quando se desentenderam. A PM afirma que a vítima foi esfaqueada duas vezes, no tórax e no braço. O crime teria sido cometido por ciúmes de uma mulher. A faca usada no homicídio foi apreendida.

Militares receberam informações que o autor estava se deslocando da cidade de Monte Azul para Gameleiras neste sábado. Os policiais montaram uma operação com militares das duas cidades para tentar interceptar o homem. Durante o rastreamento, o autor foi encontrado e preso no Povoado de São Sebastião.

A polícia afirma que este foi o segundo homicídio cometido pelo autor. Ele foi levado para delegacia de Janaúba.

sábado, 16 de março de 2019

Espinosa: Chapecoense rescinde contrato de goleiro acusado de agressão


O goleiro Ivan Soares da Silva teve seu contrato rescindo pela Chapecoense nesta sexta-feira, 15, dias depois de ser acusado de agressão e roubo contra um ex-namorada e outro homem. “A Associação Chapecoense de Futebol comunica, oficialmente, o desligamento do goleiro Ivan dos quadros do Clube”, informou o clube em comunicado.

A diretoria da Chapecoense se reuniu com o atleta na última quinta-feira 14, após ele desembarcar em Chapecó e teria liberado Ivan das atividades da equipe até a próxima semana. No entanto, com a repercussão que o caso tomou, a diretoria antecipou a tomada de decisão sobre o caso.

Ivan, que era reserva e tinha contrato válido até o fim de 2019, permaneceu pouco mais de um ano no clube catarinense, que não deve se pronunciar mais sobre o ocorrido.

Crime motivado por ciúmes
O crime foi registrado na cidade de Espinosa (MG). A polícia foi acionada por um jovem de 21 anos, o primeiro a ser vítima do atleta, no bairro São Cristóvão. Acreditando que um rapaz estava saindo com sua ex-companheira, Ivan o abordou e, simulando estar armado, exigiu que ele entregasse o celular.

Em seguida, o acusado foi até um salão de beleza onde se encontrava a mulher de 30 anos com quem se relacionou. Munido com uma faca, ele também a obrigou a entregar o telefone. O objetivo seria conferir se os dois estariam trocando mensagens, mas como o celular da ex tinha senha, ele retornou ao salão e exigiu que ela desbloqueasse o aparelho. A mulher se negou e houve briga, ocasião em que ela cedeu, após ter a faca encostada em seu pescoço.

Durante a confusão, móveis e outros objetos do 
estabelecimento foram danificados. A mulher feriu-se após a faca cair sobre seu pé esquerdo, ocasionando uma fratura. Ela foi levada ao hospital. A proprietária do salão confirmou esta versão e contou que o atleta se mostrava muito alterado.

Em Janaúba, pais reclamam de superlotação em transporte escolar municipal


Pais de estudantes que precisam do transporte escolar municipal em Janaúba reclamam da superlotação durante o trajeto até a escola do Bairro Jacarezinho. Eles afirmam que a van chega a transportar mais de 50 crianças na região, aumentando o risco de acidentes, já que muitos precisam seguir viagem em pé e sem o uso de cinto de segurança.

"Tenho um sobrinho de dois anos que precisa do transporte. Ele é um dos primeiros a entrar, por isso vai sentado, mas tem muitas outras crianças que vão em pé. É um percurso muito grande e muitos estudantes passam mal na viagem", diz a tia de um aluno que não quis se identificar.

O ônibus passa pelos bairros Jacarezinho, Monte Alto I e II, Lagoa Grande e Pajeú; um percurso de mais de uma hora até que todas as crianças cheguem ao destino. "Para ir para a creche, às 6h, vão apenas as crianças de dois a cinco anos, mas na volta, às 17h, crianças acima de seis anos também são transportadas", afirma Irisleia Silva, que tem um filho de dois anos e um sobrinho de oito que utilizam o ônibus diariamente.

Este é o primeiro ano que o filho de Irisleia Silva vai para a escola, mas ela afirma que a expectativa de ver o filho frequentar as aulas se torna um tormento, devido à preocupação com o trajeto dentro do ônibus. "As aulas começaram agora, há uma semana, mas a experiência não está sendo a melhor, não está sendo legal. Fico com o coração na mão".

O serviço de transporte fornecido pela prefeitura é acompanhado por uma monitora. "Nós não temos reclamações sobre o serviço do motorista e da monitora, mas a prefeitura podia colocar pelo menos mais um ônibus para ajudar neste trajeto. Tem crianças do Bairro Pajeú que chegam em casa por volta de 19h", afirma Selma Santos.

A Secretaria Municipal de Educação de Janaúba enviou uma nota nesta sexta-feira (15) alegando que a superlotação relatada na denúncia é um problema que ocorre todo início de ano letivo.

"O cadastro escolar feito no ano passado muitas vezes não reflete a realidade das matrículas. Como as aulas começaram no dia 07 de março e os alunos voltaram efetivamente essa semana, muitos pais deixaram para matricular somente agora. Tal situação elevou o número de alunos dependentes do transporte. Diante desta situação, a Secretaria Municipal de Educação já está apurando o número de alunos para posteriormente fazer as adequações nas rotas que necessitarem, seja na redistribuição ou licitando nova rota", diz a nota.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Em Espinosa, goleiro da Chapecoense fere ex-namorada com uma faca, rouba celulares e destrói salão



(G1)A polícia procura por um homem de 35 anos suspeito de ter ferido a ex-namorada em Espinosa e roubado os celulares dela e de um rapaz, usando uma faca. Gilsivan Soares da Silva suspeitava que os dois tivessem um relacionamento amoroso e tentou se certificar da relação através dos celulares do casal. Gilsivan é goleiro profissional da Associação Chapecoense de Futebol, de Santa Catarina, segundo a Polícia Militar. Ele usa o nome profissional de Ivan Soares, e estava na cidade porque tem família no Norte de Minas e tentava retomar a relação com a ex.

O rapaz de 21 anos, que teve o celular roubado pelo goleiro, foi quem acionou a polícia. Ele relatou aos militares que passava pelo Bairro São Cristóvão quando foi surpreendido por Ivan Soares. Simulando ter uma arma no porta-luvas do carro que conduzia, o autor obrigou o rapaz a entregar o celular. Logo em seguida, a ex-namorada do goleiro também procurou a polícia.

A mulher, de 30 anos, disse que estava em um salão no mesmo bairro, na Rua Montes Claros, quando Ivan Soares entrou no local e pediu para falar com ela. Poucos minutos depois, ele solicitou que ela o entregasse o celular. A ex-namorada contou que foi forçada a entregar o aparelho com uma faca no pescoço. O goleiro saiu do salão com o celular, mas retornou quando percebeu que precisaria de uma senha para acessar as informações que desejava.

A vítima relatou que ela se recusou a digitar os números e os dois entraram em luta corporal; ele chegou a quebrar a mobília do estabelecimento. Quando conseguiu imobilizar a vítima novamente com a faca no pescoço, a mulher digitou a senha, mas ficou ferida quando a arma caiu com a ponta no dorso do pé dela. Segundo a PM, a ex-namorada do goleiro foi levada ao hospital de Espinosa e sofreu uma fratura na falange próxima do pé esquerdo.
 

A dona do salão também foi ouvida e relatou aos militares que a discussão começou repentinamente, e o autor visivelmente foi motivado por ciúmes. Até esta publicação, o goleiro não foi encontrado.

O que diz a Chapecoense

O G1 fez contato com a assessoria de comunicação da Associação Chapecoense de Futebol. No site do clube, Ivan Soares integra a parte de elenco profissional como goleiro. A Chapecoense disse por telefone que não vai comentar o caso até se inteirar completamente dos fatos. O time informou ainda que deve se pronunciar oficialmente até o fim da tarde.

quinta-feira, 14 de março de 2019

Jaíba: Justiça condena a mais de 100 anos de prisão três envolvidos na morte de sargento da PM



A Justiça condenou a 118 anos de prisão os três homens acusados de participação na morte do sargento da Polícia Militar João José Machado Neto, assassinado durante uma troca de tiros em Jaíba, em 2017. O julgamento começou por volta das 9h desta quarta-feira (13) e terminou às 18h30. 

Os homens foram condenados pelo homicídio qualificado consumado do militar e também por tentativa de homicídio contra outros três policiais, que estavam junto a João José Machado no momento da abordagem e também foram baleados. Marcos Vinícius Barbosa Silva teve a pena determinada em 48 anos, Rafael Viera de Souza a 38 anos e Maicon Jonas de Souza Maciel a 32 anos. Todos eles vão cumprir regime fechado. 

Relembre o caso 
O sargento da Polícia Militar foi baleado na noite do dia 4 de março em Jaíba, durante uma operação no Bairro Morada do Sol para averiguar informações sobre a presença de homens em atitude suspeitas. Ao descer da viatura, ele e três colegas militares foram recebidos a tiros, vindos de um matagal. O tiro atingiu a cabeça de João José Machado Neto, que foi socorrido ao hospital da cidade, mas precisou ser transferido para a Santa Casa em Montes Claros. Ele ficou 12 dias internado e não resistiu aos ferimentos. 

Um dos autores do crime, Marcos Vinícius Barbosa Silva, se entregou à Polícia Civil no dia 16 do mesmo mês, ainda em 2017.

Porteirinha: Homem é morto com dois tiros enquanto passava de moto por estrada rural



Um homem de 61 anos foi morto a tiros na zona rural de Porteirinha, no Norte de Minas, na noite dessa quarta-feira (13). Segundo informações da Polícia Militar, Diógenes Barbosa Dantas Filho estava próxima à Comunidade de Guarazinho e seguia de motocicleta para a região central de Porteirinha. No caminho, ele foi surpreendido por homens armados que estavam em uma moto. Moradores das proximidades acionaram à PM e relataram que estava acontecendo um tiroteio na região.

Quando os militares chegaram ao local já encontraram a vítima caída na estrada; o Samu foi acionado e constatou o óbito. O homem foi baleado na cabeça e tórax, de acordo com os socorristas. Testemunhas disseram aos militares que viram duas motocicletas em alta velocidade passarem pela mesma estrada.
 

Até esta publicação, a motivação do crime não foi esclarecida e os autores não foram identificados. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Janaúba.

quarta-feira, 13 de março de 2019

Realengo, Janaúba e outros: episódios de ataques em escolas no Brasil


O ataque a tiros desta quarta-feira (13) na Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano (SP), não é único na história do país. Considerado um problema crescente nos Estados Unidos, esse tipo de crime já aconteceu pelo menos outras oito vezes no Brasil.

Dois criminosos encapuzados mataram ao menos 10 pessoas dentro da instituição em Suzano. Eles cometeram suicídio em seguida, segundo a polícia. Cinco das vítimas eram estudantes, outra era funcionário da escola. Os assassinos e as vítimas ainda não foram identificados.

O massacre é o maior já registrado em São Paulo. No Rio, em abril de 2011, 12 crianças morreram e 13 ficaram feridas quando um homem de 23 anos atirou contra salas de aula lotadas em uma escola do bairro de Realengo.


Após o episódio, o então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que as medidas de segurança em escolas do estado seriam avaliadas (relembre abaixo outros ataques em escolas do Brasil).

Medianeira (2018)
O episódio mais recente aconteceu em setembro do ano passado, no Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, no oeste do Paraná, a 60 km de Foz do Iguaçu.

Um adolescente de 15 anos entrou armado e atirou contra colegas de classe. Dois alunos, um de 15 e outro de 18 anos, ficaram feridos.

Dois adolescentes foram apreendidos. Um deles disse à polícia que sofria bullying na escola e tinha como alvos ao menos nove colegas. Ele contou que saiu de casa decidido a praticar o ataque, planejado por dois meses.

Janaúba (2017)
Oito crianças e uma professora morreram após um segurança colocar fogo em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, em outubro de 2017.

O vigia do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente jogou álcool em crianças e nele mesmo. Em seguida, ateou fogo. No horário havia 75 crianças e 17 funcionários na escola.

O agressor, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, chegou a ser internado, mas morreu horas depois. Ele era funcionário do lugar desde 2008 e estava de licença médica. 

No dia do ataque, disse que iria à creche para entregar um atestado médico.

Goiânia (2017)
Um estudante de 14 anos atirou dentro do Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental, em Goiânia. Dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos. O caso aconteceu em outubro de 2017.

Testemunhas relataram que o autor do ataque, filho de policiais militares, estava dentro da sala de aula e, no intervalo, tirou da mochila uma pistola e efetuou os disparos. 

Em seguida, quando ele se preparava para recarregar o revólver, foi convencido pela coordenadora a travar a arma.

O garoto foi apreendido. Nesse caso, a polícia também citou bullying como possível motivação do ataque.

João Pessoa (2012)
Dois adolescentes, de 16 e 13 anos, foram apreendidos após um tiroteio na escola estadual Enéas Carvalho no Centro de Santa Rita, na Grande João Pessoa, em abril de 2012. Um deles fez seis disparos, ferindo três alunos.

De acordo com a polícia, o alvo da dupla era um adolescente de 15 anos. As outras duas vítimas foram atingidas por estarem próximas ao garoto.

São Caetano do Sul (2011)
Um aluno de dez anos atirou contra uma professora na Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, em São Caetano do Sul (SP). em setembro de 2011. Em seguida, ele atirou contra a própria cabeça e morreu no hospital.

O estudante, filho de um guarda-civil municipal, usou um revólver calibre 38 no ataque. A professora, de 38 anos, sobreviveu.

Realengo, Rio de Janeiro (2011)
Um homem de 23 anos atirou contra alunos em salas de aula lotadas na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu em abril de 2011.

Doze crianças morreram e 13 ficaram feridas, todas com idades entre 12 e 14 anos. O atirador, Wellington Menezes de Oliveira, usou dois revólveres, que chegou a recarregar várias vezes. Em seguida, ele foi atingido por um policial e se suicidou.

Wellington era ex-aluno da instituição. Segundo testemunhas, ele entrou no colégio dizendo que faria uma palestra. Antes do crime, o autor do ataque deixou uma carta com informações desconexas, em que manifestava a determinação de se suicidar depois da tragédia.

Taiúva (2003)
Um ex-aluno também foi responsável pelo ataque a tiros à Escola Estadual Coronel Benedito Ortiz, em Taiúva (SP), em janeiro de 2003. Cinco alunos, o caseiro, a zeladora e uma professora da instituição ficaram feridos.

Um dos estudantes, atingido por um tiro na coluna, ficou paraplégico. Não houve vítimas fatais.

O atirador, Edmar Aparecido Freitas, tinha 18 anos na época do crime. Ele invadiu o local armado com um revólver calibre 38 e um punhal, fez os disparos e se suicidou em seguida. 

Segundo a polícia, o jovem era vítima de bullying escolar.

Salvador (2002)
Em 2002, um aluno de 17 anos matou a tiros duas colegas da escola particular Sigma, do bairro de Jaguaribe, em Salvador. O adolescente atirou contra as duas dentro de uma sala de aula. Em seguida, se entregou à polícia ainda dentro da escola.

Em Capitão Enéas duas pessoas ficam feridas em acidente entre carro e caminhão na MG-122


Dois homens, de 20 e 27 anos, ficaram feridos em um acidente na MG-122, no trevo que dá acesso a Capitão Enéas, na noite dessa terça-feira (12). As vítimas estavam em um carro que foi atingido por um caminhão.

Segundo informações da Polícia Militar, o motorista do veículo saía de Capitão Enéas e entrou na rodovia sem obedecer a sinalização. Com o impacto da batida, o caminhoneiro perdeu o controle e tombou na pista. A cabine ficou destruída e ele não teve ferimentos; o caminhão tinha placas de Manga (MG) e transportava batatas.

Os dois ocupantes do carro tiveram escoriações e foram socorridos pelo Samu e encaminhados ao hospital de Capitão Enéas.

terça-feira, 12 de março de 2019

Norte de Minas pede Romeu Zema para manter secretaria regional


(Por Girleno Alencar) O Norte de Minas passou a contar desde essa segunda-feira (11) com a Frente Parlamentar, formada pelos oito deputados eleitos pela região e ainda pelas entidades de classes, sendo que a primeira missão será no dia 22 de março, quando o governador Romeu Zema estará em Montes Claros para a posse da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS) e receberá a pauta de reivindicação da região, aprovada ontem à tarde. 

A principal pauta é a manutenção da Secretaria Estadual do Norte de Minas, que está sendo extinta na reforma administrativa enviada pelo Estado para apreciação da Assembleia Legislativa. Outra demanda é a viabilização do Anel Rodoviário Norte, em Montes Claros.

A reunião realizada ontem na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais-Núcleo Norte de Minas contou com as presenças dos deputados Carlos Pimenta, Gil Pereira, Marilene Leninha, Marcelo Freitas, Paulo Guedes, Tadeuzinho e Zé Reis, além dos presidentes de todas as entidades. Todos os deputados defenderam a manutenção da secretaria estadual, devidamente melhorada. Carlos Pimenta lamentou que a região esteja se distanciando da Sudene. O principal pleito foi pela utilização das emendas parlamentares para viabilizar as grandes obras. O deputado Carlos Pimenta entende que são poucos recursos. Tadeuzinho Leite informou que elas passaram a ser impositivas este ano. Zé Reis se dispôs a encaminhar suas emendas para essa finalidade.

A pauta das entidades de classes pediram a duplicação da BR-251 e a pavimentação do trecho final da BR-135, entre Itacarambi e Manga e ainda o Anel Rodoviário de Montes Claros. O deputado Zé Reis pediu a inclusão da BR-479, que ligará Januária a Brasília. O deputado Gil Pereira salientou que a Barragem de Jequitaí já tem R$24 milhões no orçamento e tem de ser retomada. Propôs que o Exercito Brasileiro assuma essa obra. A deputada Leninha lembrou que o Anel Rodoviário passaria dentro de vários bairros da cidade e ficou feliz em saber que seu traçado será melhorado. Alertou para a região sair em defesa da Unimontes, pois ela está sendo levada para a Secretaria da Educação e sem suporte orçamentário.

O deputado Marcelo Freitas salientou a importância das barragens de Berizal, Congonhas e Jequitaí, além de evitar o esvaziamento da Barragem da Caatinga, mas lembrou que existe necessidade das lideranças da região pararem de ficar no discurso e partirem para as ações. Se dispôs a marcar as audiências em Brasília. Propôs o fortalecimento da saúde, principalmente com os hospitais microrregionais. 
Pediu que as entidades ajudassem na discussão sobre a reforma da previdenciária, para depois vir a reforma fiscal.

O deputado Tadeuzinho Martins salientou que aquele momento era histórico, pois unia a classe política com a sociedade civil e que os políticos enfim entenderam que deveria ter suas divergências apenas no período eleitoral. O deputado Paulo Guedes apoiou as causas levantadas, mas alertou que é preciso reativar a secretaria estadual do Norte de Minas, que nos últimos anos injetou R$1 bilhão na economia regional. Afirmou que a reforma da previdência acaba com a aposentadoria regional e quebrará vários municípios do Norte de Minas, que tem nessa receita a principal fonte de renda.

Em Janaúba após denúncias, homem é preso com pedras de crack, arma e munições


Um homem de 25 anos foi preso na tarde desta terça-feira (12) no Bairro Santa Cruz, em Janaúba, Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, após uma denúncia anônima, foi apurado e constatado que o suspeito estava com um mandado de prisão em aberto. A guarnição se deslocou até o endereço, na Rua Mestre Luiz Gonzaga, onde confirmou que o rapaz estava realizando tráfico de drogas. Ao avistar os policiais, o suspeito tentou fugir, pulando o muro da sua residência.

Os militares conseguiram montar uma operação e prenderam o indivíduo. Durante as buscas na residência do homem foram encontradas 34 munições calibre 38, 19 munições calibre 32 e 01 coldre de nylon para revólver.

Dentro de uma bolsa, embaixo da mesa da cozinha da casa, a PM apreendeu ainda um revólver calibre 38, com seis cartuchos intactos, 12 pedras de crack pequenas e quatro pedras maiores da mesma droga, pesando aproximadamente 183 gramas, além de uma balança de precisão e quatro aparelhos celulares sem procedência.

De acordo com a PM, o homem tem passagens na polícia por homicídio, porte ilegal de armas, tráfico de drogas, associação criminosa e desobediência. Ele foi preso e encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Janaúba.

segunda-feira, 11 de março de 2019

Na zona rural de Jaíba homem é morto a golpes de faca durante uma festa


Um homem de 31 anos morreu na zona rural de Jaíba na madrugada de domingo (10) vítima de golpes de faca. Segundo informações da Polícia Militar, Walter Medeiros dos Santos estava em uma festa na área chamada de B3 no Projeto Jaíba, quando se desentendeu com o autor do crime e foi esfaqueado duas vezes, no tórax e no braço. O autor, de 45 anos, teria cometido o crime por ciúmes de uma mulher.

Walter Medeiros morreu no local da festa. O Samu e a perícia da Polícia Civil também compareceram para realizar os trabalhos. A faca utilizada foi encontrada e apreendida.

Depois do trabalho da perícia, o corpo foi liberado para familiares. A PM informou que o suspeito já tinha passagens por homicídio e possui um mandado de prisão em aberto pelo mesmo crime. Até esta publicação, a PM faz rastreamentos para encontrá-lo.

sexta-feira, 8 de março de 2019

Carro pega fogo na MG-401, próximo a Verdelândia


Os bombeiros combateram um incêndio em um carro na MG-401, próximo a Verdelândia, na noite dessa quinta-feira (7). O motorista contou que o fogo começou no motor e ele conseguiu estacionar no acostamento.

Segundo os bombeiros, o condutor saiu do veículo em chamas e não teve ferimentos. Ele é morador de Verdelândia e retornava de uma viagem.

Os militares utilizaram cerca de 2 mil litros de água para conter as chamas; o carro ficou completamente destruído. A rodovia precisou ser parcialmente interditada durante o combate e em seguida, os bombeiros e a PM arrastaram o veículo para fora da pista.