Site com notícias de Janaúba e do Norte de Minas!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

3º homicídio em Janaúba: Homem é assassinado no bairro Boa Vista

No final da tarde desta sexta-feira (05), por volta das 18 horas, no bairro Boa Vista, a cidade de Janaúba testemunhou seu 3º homicídio neste ano. Um homem identificado como Rubens Helói de 41 anos, conhecido como Rubão, foi brutalmente assassinato por disparos de arma de fogo, próximo a rodovia MG-401. As Polícias Militar e Civil estão local, a fim de obter mais informações. O SAMU foi acionado e confirmou o óbito da vítima, que morreu ainda no local do crime. Com mais esse homicídio, a cidade de Janaúba continua na mesma sequencia de terror de 2015, ano que houve 48 assassinatos.



Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Cinco são detidos com drogas durante operação em São Francisco

Parte dos materiais apreendidos pela polícia.
Uma operação conjunta entre as Polícia Militar e Civil prendeu dois homens, de 20 e 22 anos, por tráfico de drogas, nesta quinta-feira (4), em São Francisco (MG). Três adolescentes, de 17 anos, também foram apreendidos.
A polícia recebeu denúncias de que havia drogas guardadas em uma casa na Vila Vicentin. Uma equipe foi até o local e encontrou os envolvidos embalando os entorpecentes.
Foram apreendidas 181 pedras e 110 gramas de crack, 10 papelotes de cocaína, uma balança, munição, algumas de uso restrito, duas motos e oito bicicletas. Todos os envolvidos foram levados para a delegacia.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV

Homem é encontrado morto com sinais de perfuração, em Pirapora

Um jovem de 26 anos foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (04), em Pirapora, com marcas de facadas no peito e no pescoço. Segundo informações da PM, ele foi localizado por militares na Rua Adão Jesus Freitas, Bairro São Geraldo, após denúncia anônima.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, estava caído ao chão do quintal da casa em que morava. A polícia acredita que ele havia sido morto há algumas horas. Não há informações sobre a motivação do crime ou possíveis suspeitos.
A Polícia Civil vai investigar o caso, e o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV

MPMG recomenda que Prefeitura de Mato Verde não use recursos públicos em Carnaval

O Ministério Público de Minas Gerais emitiu uma recomendação para que a Prefeitura de Mato Verde, no Norte de Minas Gerais, não utilize recursos públicos para realizar o Carnaval. Segundo o prefeito da cidade, Generino Sales Pinto, o município está financeiramente organizado e que o Carnaval foi planejado com antecedência. São esperadas cerca de três mil pessoas durante a festa, que está orçada em R$ 75 mil, recurso que é do município.
No documento, o promotor Márcio Ayala destaca que os municípios brasileiros passam por uma crise econômico-financeira, inclusive com a diminuição do repasse dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios.
Ayala ainda ressalta que há uma demanda por parte da população, relacionada aos direitos básicos, como educação e saúde, que precisa ser priorizada. O promotor cita como exemplos do segundo aspecto, o fechamento do hospital municipal, a deficiência da rede de esgoto e estruturação das unidades de acolhimento de crianças e adolescentes.
A recomendação orienta a Administração Municipal a não repassar, mesmo que indiretamente, recursos para a iniciativa para custear, por exemplo, a contratação dos artistas, montagem das estruturas físicas.
“Assim, eventuais empenhos (notas de empenho emitidas) devem ser canceladas; eventuais atos jurídicos orçamentários de liquidação e ordens de pagamento devem ser anuladas, com fundamento no principio republicano”, afirma o documento.
Apesar da recomendação, o promotor diz que as festividades podem ser realizadas e que a Prefeitura poderia ceder os espaços públicos para que os eventos carnavalescos patrocinados, exclusivamente pela iniciativa privada, sejam realizados.
O prefeito Generino Sales Pinto disse também que não pode confirmar ainda se a programação do Carnaval será mantida. Ele deve se reunir na tarde desta sexta-feira (5) com o promotor.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV

Exame indica caso de zika em gestante de Montes Claros

Um exame feito em um laboratório de Montes Claros (MG) apontou que uma mulher no início da gestação está com o zika vírus. O resultado saiu na quinta-feira (4). No laboratório onde o sangue dela foi coletado foram feitos mais 1.200 procedimentos do mesmo tipo, sendo que oito deram positivo para a doença. Todas são grávidas.
As amostras coletadas são enviadas para Belo Horizonte e, segundo o biomédico Rilder Zuquin, “o teste de PCR [que detecta segmentos de material genético do vírus] é 100% específico, isso quer dizer que a gente consegue excluir as outras possibilidades”, afirma.
Apesar do resultado ter dado positivo para o zika, para que o caso entre nas estatísticas do Ministério da Saúde é preciso que outra análise seja feita.
“O caso tem que ser notificado, tem que ser coletada uma amostra e só vai entrar como caso confirmado do vírus por meio da confirmação laboratorial pelo SUS”, explica Valdemar Rodrigues, coordenador de Vigilância e Saúde da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros.
Ainda de acordo com Valdemar Rodrigues, as amostras são encaminhadas para o laboratório macrorregional e, posteriormente, vão para a Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, e seguem ainda para a Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.
“Muitas vezes nós nem ficamos sabendo dos exames feitos nos laboratórios particulares”, fala o coordenador de Vigilância e Saúde. O exame nestes locais custa em torno de R$ 550.
Oitenta e uma amostras de sangue colhidas em pacientes do Norte de Minas Gerais já foram enviadas para a Fiocruz, mas os resultados ainda não foram divulgados. Em Minas Gerais, 50 casos de microcefalia associados ao zika estão sendo investigados.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Homem é encontrado morto com sinais de perfuração, em Pirapora

(G1) Um jovem de 26 anos foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (04), em Pirapora, com marcas de facadas no peito e no pescoço. Segundo informações da PM, Ednaldo Lopes foi localizado por militares na Rua Adão Jesus Freitas, Bairro São Geraldo, após denúncia anônima.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, Ednaldo estava caído ao chão do quintal da casa em que morava. A polícia acredita que ele havia sido morto há algumas horas. Não há informações sobre a motivação do crime ou possíveis suspeitos.
A Polícia Civil vai investigar o caso, e o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

São João da Ponte ganha subseção da OAB

(Por Fábio Oliva) O presidente da OAB/MG, Antônio Fabrício Gonçalves, instalou nesta sexta-feira (29/1), a 224ª subseção da OAB mineira: São João da Ponte. A cerimônia de instalação foi realizada no plenário do Tribunal do Júri no Fórum Juiz Francisco de Borgia Valle.
Segundo o conselheiro da OAB Montes Claros, a instalação da subseção é um compromisso de campanha, que a diretoria eleita da OAB cumpriu no primeiro mês de mandato. O presidente da subseção de Brasília de Minas, Celso Almeida Filho, destacou o empenho de toda a diretoria seccional para atender os advogados do município.
Rodrigo D’Angelis Gusmão, presidente da 224ª subseção, ressaltou a força dos advogados de São João da Ponte e agradeceu o reconhecimento da seccional mineira aos profissionais do Norte de Minas.
“Este é um dia importante para todos nós. A instalação da subseção proporcionará uma maior interlocução da OAB e sociedade. A OAB atuará para defender as prerrogativas e reafirmar o compromisso de estar presente em todos os municípios do estado”, afirmou Antônio Fabrício.

Posse da diretoria e inauguração da sede
Após a instalação da subseção, a diretoria foi empossa na sala da OAB no município. O padre Márcio Antônio abençoou as instalações que atenderão os advogados. Em seguida foi descerrada a placa de inauguração da sede. Na oportunidade, também foi empossada à diretoria da OAB Jovem da Subseção.
A diretoria da 224ª Subseção é composta ainda pelo vice-presidente, Douglas Fonseca Santos; secretário geral, Wagner Cordeiro Lima; secretário geral adjunto, Dirceu Batista Antunes e pelo tesoureiro, Charles Jefferson Santos.
Participaram da cerimônia o secretário geral adjunto da OAB/MG, Charles Vieira; o diretor tesoureiro adjunto da Seccional , Adriano Cardoso; o Conselheiro Federal , Eliseu Marques; o prefeito de São João da Ponte, Sidney Pereira da Silva; o juiz de Direito da Comarca, Leopoldo Mameluque; o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Geraldo Filogonio da Silva; o presidente da Subseção de Januária, Marcelo Gonzaga; o ex-presidente da Subseção de Montes Claros, Sebastião José Vieira Filho; o advogado Bernardo Brant; além de advogados de São João da Ponte, Brasília de Minas, Januária e Montes Claros.

Correição
Ainda em São João da Ponte, a nova diretoria da OAB/MG participou da Correição Ordinária do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Após expulsão de famílias de casas, PC prende traficantes no Norte de MG

Oito pessoas foram presas durante operação (Foto: Thiago França / Inter TV)
(G1) Uma investigação que começou com a expulsão de uma família, beneficiada pelo “Minha Casa, Minha Vida”, de um conjunto residencial em Montes Claros (MG) ajudou a Polícia Civil a identificar um grupo criminoso de traficantes de drogas. Depois de seis meses de apuração, oito pessoas foram presas na operação “Unidos do Cárcere”, realizada nesta quinta-feira (4). Foram cumpridos também 11 mandados de busca e apreensão.
O delegado Daniel Botelho, que coordenou a investigação, explica que suspeitou de uma ocorrência envolvendo uma família, que teve a residência invadida e foi forçada a sair de um residencial. O grupo de pessoas que entrou no imóvel estava armado e fez ameaças aos moradores, que tiveram que deixar o lugar.
“Notamos que havia algo de errado, principalmente por causa da violência. Suspeitamos que não se tratava apenas de uma expulsão e começamos a investigar, assim identificamos o grupo e o vínculo dos integrantes com o tráfico”, explica o delegado.
Segundo Daniel Botelho, antes da expulsão, uma das pessoas da família foi abordada algumas vezes pelos investigados. Sem saber o motivo e com medo, procurou por ajuda. As pessoas que moravam na casa não possuem envolvimento com tráfico.
“Quem se opunha as atividades criminosas, era colocado para fora para não atrapalhar. Quando a polícia era acionada esses moradores sofriam sanções, a intenção era impedir que a polícia estivesse no local e atrapalhasse as atividades ilícitas do grupo”, fala.
O delegado destaca ainda que há relatos de que outras famílias também deixaram o lugar após ameaças. “Eles buscavam entorpecentes em Minas Gerais e em outros estados. Em Montes Claros, realizavam a distribuição, comercializando para usuários e também para quem revendia as substâncias”, esclarece Botelho.
De acordo com a investigação, a droga comercializada não era armazenada dentro da casa dos integrantes do grupo. Para dificultar a ação da polícia, a substância era guardada no meio do mato, por exemplo.

Preso tinha projeto de futebol
Segundo as investigações, um dos presos é coordenador de um projeto de futebol na área do residencial onde as famílias moravam.
“Ele atuava repassando informações, ao perceber a presença da polícia na área, avisava. Geralmente, as ações eram frustradas, quando a polícia chegava eles [traficantes] não eram mais localizados”.
O projeto é vinculado ao Montes Claros Futebol Clube. Em nota, a diretoria do clube afirmou que o homem preso não é monitor e não tem vínculo com a escolinha.

Prefeitos pedem volta da CPMF

(Por Marcelo da Fonseca) “Falta dinheiro para pagar o reajuste dos professores.” “Estão atrasados convênios firmados com o governo federal para quitar serviços da saúde.” “É fraquíssima a mobilização dos deputados para defender uma reforma federativa.” “Não existe vontade política por parte da presidente Dilma Rousseff (PT) para atender reivindicações dos municípios.” Não faltaram reclamações no encontro que reuniu, na manhã desa terça-feira (2), em Belo Horizonte, mais de 200 prefeitos mineiros para discutir formas de sair da crise e tirar as contas das prefeituras do vermelho no último ano do mandato dos gestores municipais. Vários prefeitos descartaram pagar o piso mínimo aprovado para os professores e cobraram uma flexibilização na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para evitar problemas judiciais ao deixarem as prefeituras.
E em busca por novas formas de arrecadação, os prefeitos se demonstraram favoráveis ao retorno da CPMF e prometeram uma grande mobilização para convencer os deputados que voltar com o imposto é uma “questão de sobrevivência”. “Temos que assumir esse desgaste com a opinião pública. É difícil defender aumento de imposto em um momento tão complicado, mas é uma questão de sobrevivência. Não adianta fazer marcha em Brasília, ficar em hotéis cinco estrelas, e não ter qualquer retorno”, disse Luiz Rocha (PMDB), prefeito de São Francisco, município do Norte de Minas.
O presidente da AMM, Antônio Júlio, também defendeu a volta da CPMF, mas afirmou que os prefeitos só se mobilizarão para a aprovação do imposto no Congresso se o texto prever uma parte dos recursos para as prefeituras. “Temos condições de apoiar o retorno da CPMF, principalmente por meio da pressão nos deputados. Mas, para isso será preciso uma divisão desse novo tributo. Se for só para ajudar a União, o tributo não resolverá nada”, ressaltou Antônio Júlio.
Com medo de processos judiciais, os administradores municipais vão fazer pressão também para a flexibilização do Lei da Responsabilidade Fiscal.

Em Nova Porteirinha PM apreende munição 'envenenada' com menores

(G1) Dois adolescentes, de 15 de 17 anos, foram detidos com uma arma no Povoado de Paraguaçu, em Nova Porteirinha (MG), nesta quarta-feira (3). Durante a abordagem, os policiais estranharam a coloração da munição, que também foi apreendida com a dupla.
Ao serem questionados, os menores disseram para a Polícia Militar que a cor era resultante do uso de uma substância utilizada na agricultura. A intenção, segundo eles, era que as vítimas que resistissem aos tiros, morressem envenenadas.
De acordo com a PM, os adolescentes, que foram abordados depois de denúncias anônimas, não disseram quem pretendiam matar. Eles foram levados para a delegacia de Janaúba (MG).

Janaúba: Homem é morto com seis tiros no Bairro São Lucas

Um homem, de 45 anos, foi morto com seis tiros, no Bairro São Lucas, em Janaúba (MG), nesta quarta-feira (3). A vítima foi identificada como Pedro Batista Silva de 43 anos.
Uma testemunha contou que ouviu o barulho dos disparos e, ao sair de casa, viu o corpo do homem caído no chão, na Rua São Joaquim. A Polícia Militar acionou uma equipe do Samu, que confirmou a morte.
Segundo a PM, a vítima foi atingida no braço, cabeça, perna, pescoço e na região lombar. Ele tinha passagens por ameaça e porte ilegal de armas. Nenhum suspeito do crime foi preso e a motivação do homicídio é desconhecida. Com mais esse assassinato, Janaúba chega ao seu 2º homicídio em 2016.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Polícia Civil não fará expediente durante carnaval em Janaúba

(Por Ivo Júnior) No último ano a criminalidade assustou a cidade de Janaúba e região. Muitos foram os crimes e poucas foram às resoluções dos crimes ocasionados na cidade. Diversas são as justificativas para a não eficácia das investigações. Falta de material humano e equipamentos adequados são dois deles, segundo informa a corporação.
O fato é que mesmo em situação de abandono por parte dos governos, a polícia civil, ainda desempenha um papel importante na sociedade.
Mas, essa semana a redação da Rádio Onda Norte foi surpreendida com um comunicado da Policia Civil avisando que durante o período carnavalesco não haverá expediente. Segundo o comunicado nos dias 08,09 e 10 haverá apenas expediente interno na delegacia de plantão.
Juntamente com o comunicado da polícia está um comunicado do governador Fernando Pimentel em que decreta ponto facultativo nas repartições públicas no período carnavalesco, porém, no decreto do governador ficam ressalvados os serviços básicos incluindo a segurança pública.
Com esse comunicado a sensação é de insegurança na população de Janaúba, pois, o período é justamente o que a criminalidade tende a aumentar.
É do conhecimento público que o uso de álcool e drogas aumenta bastante no período de carnaval, estudos técnicos científicos alertam que a maior parte da criminalidade é ocasionada na base pelo consumo de drogas e álcool. Juntando esses dois fatores aumento de álcool e drogas e falta de policiamento ostensivo, faz que a população se sinta desprotegida e abandonada pelo estado que tem o dever de proteger e prestar a segurança necessária ao cidadão.

Comunicado da Polícia Civil
Em comunicado via telefone com a redação da Rádio Onda Norte FM, nesta terça feira, 03 de fevereiro, após repercussão da matéria, a investigadora de Policia Neidilene Barbosa Ferreira, explicou que haverá expediente normal, porém, os agentes ficarão na Delegacia de Plantão. Ainda segundo ela o que não haverá é o policiamento ostensivo.
Segue abaixo comunicado da Policia Civil:

Homem é preso com cocaína e maconha dentro de casa em Salinas

Um homem, de 28 anos, foi preso por tráfico de drogas no Bairro São José, em Salinas (MG), nesta terça-feira (2).
A Polícia Militar recebeu informações de que havia drogas na casa dele. Uma equipe entrou no local com a autorização dele e apreendeu buchas de maconha, um papelote de cocaína e R$ 500.
Segundo a PM, durante as buscas o telefone dele não parava de tocar, várias pessoas ligavam querendo comprar drogas. O homem foi levado para a delegacia de Taiobeiras (MG) e ficará preso na cadeia de Salinas. Ele tem passagem por direção perigosa.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1

TRE mantém cassação do prefeito e vice de Pedra Azul por unanimidade

(G1) O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve, por unanimidade, a cassação do prefeito de Pedra Azul (MG) Daniel Pires de Oliveira Costa (PR) e do vice dele Ailton Sousa Leite (PMDB). Eles são acusados de abuso de poder econômico e compra de votos.  
Segundo o TRE, além de cassar os diplomas dos dois, eles ainda foram declarados inelegíveis por oito anos e condenados a pagar multa. Foi determinada também a diplomação da segundo colocada nas eleições.  Eles ainda podem recorrer.
Segundo a ação, proposta pelos adversários da coligação “Pedra Azul é para Todos”, o prefeito e o vice distribuíram combustível gratuitamente no dia de um evento político e fizeram a doação de um enxoval de bebê em troca de votos.
O relator do processo, juiz Carlos Roberto de Carvalho, considerou que “há prova robusta da prática da conduta ilícita da compra de votos, diante das provas documentais juntadas – vales para abastecimento para grande número de motociclistas – e da prova pericial que comprova a participação de pessoa ligada à campanha dos réus nos atos de compra de votos”. Em relação à segunda questão, não ficou comprovado que houve a compra do enxoval.
Daniel Costa foi eleito com 6.397 votos, o que equivale a 50%. A segunda colocada teve 6.089, totalizando 47,6%.
O G1 entrou em contato com a Prefeitura, mas nenhum representante da Administração Municipal foi encontrado.

Mato Verde: Polícia procura por assaltantes que levaram R$ 5.883 de lotérica

A polícia procura por dois homens que assaltaram uma casa lotérica no Centro de Mato Verde (MG), nesta terça-feira (2). Eles fugiram levando R$ 5.883.
Os criminosos chegaram armados no estabelecimento, que fica na Rua Domingos do Bem, entraram e anunciaram o assalto. Eles ordenaram para que uma funcionária abrisse a porta que dá acesso aos caixas. Todos os empregados e os clientes foram obrigados a deitar no chão.
Segundo a Polícia Militar, a ação dos assaltantes foi flagrada pelas câmaras de segurança e as imagens serão utilizadas na identificação deles.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Dívida da Prefeitura de Janaúba com a Previjan já ultrapassa R$ 10 milhões

Criado há mais de 15 anos, o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (Previjan) convive nos últimos anos com uma situação preocupante. Tem algo em torno de R$ 10 milhões a receber da prefeitura, porém não há nenhuma perspectiva de que essa dívida seja sanada a considerar que o executivo não vem cumprindo as obrigações referentes a parcelamento anterior de dívida. O instituto ainda contabiliza o desfalque de R$ 300 mil por um ex-funcionário e se ver com a possibilidade da prestação de contas de 2009 ser rejeitada pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.
O conselheiro Wanderley Ávila, do TCEMG, solicitou vista ao processo sobre a prestação de contas do Previjan referente ao ano de 2009 quando o instituto era presidido por Deraldino Rodrigues da Silva. Em julho do ano passado a Procuradoria do Ministério Público de Contas havia opinado pelo reconhecimento da prescrição da pretensão punitiva. Porém, no mês seguinte o conselheiro José Alves Viana decidiu revê o processo que agora passa para análise do conselheiro Wanderley Ávila.
No dia 29 de dezembro passado, o prefeito de Janaúba, Yuji Yamada, encaminhou à Câmara Municipal dois projetos de lei propondo a negociação de débito entre a prefeitura e o Previjan. Um dos projetos trata do parcelamento de dívida no prazo de 60 meses (5 anos). A outra proposição é pelo parcelamento de um parcelamento em vigência. Os projetos de lei foram distribuídos às comissões permanentes da Câmara na reunião extraordinária do dia 18 de janeiro.
Os vereadores desde então analisam a solicitação do prefeito. Não há previsão de quando a matéria será votada, mas pelo que foi demonstrado na reunião ordinária dessa segunda-feira, 1º de fevereiro, o caso está sendo tratado com cautela diante da complexidade do executivo em cumprir as normas expressas na renegociação. O presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas, vereador Carlos Isaildon Mendes, foi taxativo no pronunciamento feito nesta semana. “O mais grave é que (a prefeitura) deixou de pagar os valores anteriores com valores menores, de R$ 8 mil, R$ 10 mil”, alertou o vereador ao acrescentar “por que ficar inadimplente com valores tão pequenos?”. Isaildon entende que o aceitável seria preservar a adimplência do que está negociando
O presidente da Comissão de Finanças mencionou que até pouco tempo o caixa do Previjan era em torno de R$ 23 milhões, no entanto esses valores foram reduzidos drasticamente devido ao não repasse por parte do executivo municipal. A dívida da prefeitura com o instituto, conforme consta no projeto, seria de R$ 9,001 milhões. “Não se pagou nada em dezembro e nem em janeiro”, frisa o vereador Carlos Isaildon para quem, de acordo com os cálculos da previdência municipal, a dívida aproxima de R$ 10,5 milhões isso porque não foi inserido o valor em torno de R$ 1,5 milhão do que foi descontado dos funcionários.
“Penso que o não pagamento da parte funcional, o que foi descontado, não merece nem que a gente comece a analisar porque é inadmissível essa inadimplência”, declarou o presidente que convocou para, ainda esta semana, nova reunião da Comissão de Finanças no sentido de aprofundar o caso para, assim, emitir o parecer sobre o parcelamento da dívida. Entretanto, Carlos Isaildon sugeriu que os vereadores, inclusive os da Comissão de Finanças, juntamente com a assessoria jurídica da Câmara, tenham uma audiência com os representantes do Ministério Público da Comarca de Janaúba e, se possível, com os Promotores do Patrimônio Público, em Montes Claros, sobre a postura a ser tomada.


Denúncia
Em julho de 2015 nosso jornalismo protocolou no Ministério Público Estadual e apresentou à Câmara Municipal de Janaúba (veja aqui), denúncia referente a dívida da Prefeitura de Janaúba com a Previjan, que naquele momento era em torno de R$ 5 milhões. Não sabemos se por comodismo ou falta de interesse, mas Câmara, MPMG, Prefeitura e a própria Previjan não tomaram nenhuma providência e ficaram inertes diante da grave denúncia feita pela nossa reportagem. E agora estamos assistindo o estrangulamento da Instituição que é patrimônio do funcionalismo público, vendo seu caixa ser reduzido substancialmente.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Janaúba

Moradora flagra ouriço em antena de televisão em Capitão Enéas

Ouriço estava na antena de televisão
(G1) Uma moradora de Capitão Enéas, no Norte de Minas, flagrou na manhã desta terça-feira (2) um ouriço pendurado em uma antena de televisão. Kátia Theislane fotografou o animal e enviou ao G1.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, não é comum encontrar este tipo de animal em áreas urbanas, mas ele não oferece risco à população. Os bombeiros alertam que por causa dos espinhos não se deve tocar no ouriço sem luvas de proteção.
Na tarde desta terça-feira, o animal foi capturado pela Polícia Militar de Meio Ambiente e levado para a sede do Ibama em Montes Claros.

Oito pessoas são detidas por fraude em pregão eletrônico em Bocaiuva

Três dos envolvidos têm ligação com vereadores da cidade
(G1) Oito pessoas foram detidas na tarde desta terça-feira (2) suspeitas de fraudes em um pregão eletrônico em Bocaiuva, Norte de Minas. Segundo informações da Polícia Civil, três dos detidos são ligados a dois vereadores do município; dois são filhos do vereador José Vieira e um é cunhado do vereador Gilmar do Machado.
O pregão foi realizado para licitar 35 linhas de ônibus escolares do município, e, segundo a Polícia Civil, o grupo detido já havia vencido 11 linhas. “Todos os oito estavam em uma lan house e combinavam os valores para prejudicarem os outros concorrentes do pregão. As linhas vencidas pelo grupo pertencem ao reduto eleitoral dos vereadores. Estamos investigando para saber se houve fraude nas outras linhas licitadas”, explica o delegado Leonardo Diniz.
A investigação começou em dezembro, segundo o delegado. “Nós recebemos a denúncia sobre o envolvimento de vereadores em licitações, o que não é permitido. Desde então, passamos a monitorar algumas pessoas e percebemos que elas estão concorrendo em licitações para os vereadores da cidade”.
Leonardo Diniz afirmou também que uma lista foi apreendida contendo os nomes dos possíveis vencedores das 35 linhas licitadas no pregão.
O vereador Gilmar do Machado negou envolvimento com fraude em licitação no município. “Quando fui procurado, por telefone, informei que a licitação não podia ser combinada, deveria ser uma concorrência justa. Se a polícia estava monitorando vai ter isso gravado. Estou tranquilo”, afirma.
O vereador José Vieira confirmou que os filhos estavam concorrendo na licitação do transporte escolar, mas afirmou não ter informações sobre a operação da PC.
Por telefone, o assessor da prefeitura de Bocaiuva, Carlos Roberto Pereira Dias, disse que o delegado esteve na prefeitura e nada foi encontrado de forma irregular no setor de licitação, e, se ocorreu uma possível fraude, foi fora do âmbito da prefeitura. A assessoria informou ainda que o pregão foi suspenso até o fim das investigações
Todos os detidos foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos.

Tecnologia de captação de água da chuva beneficia famílias no Norte e Nordeste de Minas

Obras conduzidas pela Sedinor garantem maior qualidade de vida para a população que enfrenta e convive com a seca no território mineiro

O Governo do Estado vai beneficiar mais 4.810 famílias, no semiárido mineiro, com a construção de 962 pequenas barragens com maior capacidade de captação de água de chuva. A informação é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), responsável pela execução das ações de enfrentamento à seca em todo o território mineiro.
Estas pequenas barragens, especificamente, vão conseguir captar volume médio de 7 mil a 7,5 mil metros cúbicos de água, com atendimento a 151 municípios compreendidos na área mineira da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). A Sedinor, que já recebeu projetos, prevê para este mês de fevereiro a publicação do edital que vai definir as empresas responsáveis pela análise das propostas reunidas para a obra.

Período de chuvas
Neste início de ano, que registra uma temporada de chuvas com níveis acima da média histórica, para o período, moradores do Norte e Nordeste do estado já contam com aproximadamente 120 barreiros e 872 barraginhas implantadas e em funcionamento para a captação de água. As obras, realizadas pela Sedinor durante o período seco, são uma garantia para a população.
“As tecnologias instaladas, por meio do programa Água para Todos, são importantes justamente para este momento, para estas regiões que enfrentam e convivem com o problema da seca”, explica o coordenador das Barraginhas da Sedinor, Rodrigo Padovani. “Nosso objetivo é levar qualidade de vida ao morador do semiárido, no Norte e Noroeste de Minas Gerais”, acrescenta.
Para este ano, a Sedinor planeja concluir, no período seco, as obras de implantação dos barreiros (chegando ao total de 133), para beneficiar 665 famílias. Estão no escopo, ainda, outras 864 barraginhas, chegando a um total de 1.736 barraginhas, número que também corresponde ao total de famílias que serão contempladas pelas intervenções. Desse total, alguns municípios começarão a ser atendidos pela primeira vez: Bonito de Minas, Cônego Marinho, Itacarambi, Miravânia, Juvenília, Nova Porteirinha e Montalvânia.

Barraginhas e barreiros

As barraginhas são soluções para captação de água da chuva em terrenos com perfil declinado. A água, depois de acumulada, se infiltra no lençol freático e forma bolsões d’água. Depois disso, pode ser oferecida por meio de poços de água potável.
O total de 1.736 pequenas barragens (ou barraginhas) vai contemplar 24 municípios mineiros. São eles: São João da Ponte, Patis, Lontra, Pedras de Maria da Cruz, Bonito de Minas, Januária, Cônego Marinho, Itacarambi, Miravânia, Jaíba, Verdelândia, Nova Porteirinha, Riacho dos Machados, Matias Cardoso, Juvenília, Montalvânia, São João das Missões, Espinosa, Mamonas, Mato Verde, Rio Pardo de Minas, Pai Pedro, Catuti e Gameleiras.
Já os barreiros são reservatórios que armazenam água da chuva que escoa da superfície de uma área pré-determinada. O volume acumulado serve, por exemplo, para pequenas irrigações em estiagens prolongadas entre períodos de chuva e também para a criação animal. Cada barreiro é capaz de acumular 3,5 milhões de litros de água.
No caso dos 133 barreiros, são 17 os municípios beneficiados pelas obras: Capitão Enéas, Francisco Sá, Grão-Mogol, Cristália, Josenópolis, Padre Carvalho, Fruta-de-Leite, Novorizonte, Salinas, Taiobeiras, Rio Pardo de Minas, Indaiabira, São João do Paraíso, Ninheira, Vargem Grande do Rio Pardo, Santo Antônio do Retiro e Montezuma.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: Governo de Minas Gerais

Governo de Minas Gerais nomeia 1.000 investigadores da Polícia Civil

Os novos policiais vão tomar posse no dia 12 de fevereiro e, em seguida, vão iniciar o curso de formação na Acadepol

A Polícia Civil de Minas Gerais dá mais um passo em direção ao fortalecimento e modernização da instituição. No último sábado (30/1) foram nomeados 1000 novos investigadores aprovados no último concurso, realizado em 2014. A lista completa dos nomeados foi publicada no Diário Oficial do Estado e também está disponível nos endereços eletrônicos www.fumarc.com.br e www.acadepol.mg.gov.br. Clique aqui para conferir a lista completa com as nomeações.
Os novos servidores da instituição vão tomar posse no dia 12 de fevereiro e vão iniciar o curso de formação técnico-profissional na Academia de Polícia Civil de Minas Gerais (Acadepol), em Belo Horizonte, no dia 15 de fevereiro. Após o curso, os novos policiais civis irão reforçar o trabalho de investigação em todo o estado, possibilitando maior agilidade na solução de crimes, melhoria da segurança pública e o aumento da sensação de segurança dos mineiros.
Em 18 de setembro de 2015, o governador Fernando Pimentel, durante o lançamento do Fórum Regional de Governo do Território Oeste, em Divinópolis, já havia determinado à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) a nomeação dos aprovados. Agora, com as nomeações efetivadas, a corporação também poderá iniciar novos projetos.
“Os novos investigadores de Polícia são muito bem-vindos já que farão parte de um novo projeto de gestão da Polícia Civil, que busca elevar a instituição à real condição de uma agência de investigação criminal, cuja atuação tenha impacto direto na redução da violência e da criminalidade, melhorando a vida da população do estado, além de prestar serviços de excelência”, enfatiza a chefe da Polícia Civil, Andrea Vacchiano.
O diretor da Acadepol, delegado Anderson Alcântara, destaca que o curso terá duração de cinco meses. “Após tomarem posse, iremos realizar na Acadepol o curso de formação. Os investigadores serão divididos em 36 turmas, que compõem as disciplinas específicas de acesso ao cargo de investigador”, comenta o delegado.
Anderson ainda destaca a importância da nomeação. “O quadro de servidores da Polícia Civil está defasado, e com esses novos investigadores ganhamos um novo fôlego para o combate à criminalidade”, frisa.

Perfil dos investigadores
A faixa etária predominante entre os 1.000 novos investigadores nomeados é de 26 anos a 35 anos. Cerca de 55% são do sexo masculino. Mais de 900 candidatos moram em Minas Gerais, sendo que 43% residem na capital. Entre os nomeados, 438 são formados em Direito e 56% possuem dois cursos superiores ou especialização e/ou mestrado.
Durante o concurso, 10% das vagas foram oferecidas a candidatos portadores de deficiência aprovados, observada a exigência de compatibilidade entre a deficiência e as atribuições do cargo. Inexistindo candidato portador de deficiência aprovado, as vagas foram preenchidas por candidatos não portadores de deficiência, observada a ordem de classificação.
De acordo com o edital, em caso de empate, a classificação adotou critérios de preferência. Tiveram prioridade os candidatos com idade igual ou superior a 60 anos. Em seguida, foi considerado como critério as notas obtidas na prova objetiva. Ainda segundo o edital, o vencimento básico inicial para o cargo da carreira de investigador de polícia, nível 1, grau A, corresponde R$ 2.766.94, com carga de trabalho de 40 horas semanais. Clique aqui para ler o edital na íntegra.
O investigador terá como função, dentre outras, cumprir e formalizar diligências policiais, colher as impressões digitais para fins de identificação civil e criminal, captar e interceptar dados, comunicações e informações, assegurar a custódia provisória de pessoas no curso dos procedimentos policiais, realizar inspeções e operações policiais e promover a mediação de conflitos.

Bateria de testes
Antes de serem nomeados, os candidatos passaram por uma intensa bateria de testes. Cada um deles foi submetido à prova objetiva e às avaliações psicológica, biomédica e biofísica.
A avaliação psicológica tem como objetivo avaliar o candidato nos seus aspectos de inteligência, aptidões específicas e características de personalidade adequadas ao exercício profissional. Os exames biomédicos aferiram se os candidatos gozavam de boa saúde física, se não são portadores de doenças, sinais ou sintomas que os inabilitem ao exercício da função policial.
Os exames biofísicos, por sua vez, avaliaram aspectos relacionados à capacitação e à sanidade física. Aferiram se o candidato apresenta condições de saúde condizentes com peso, altura e idade, além de capacidade física para suportar os exercícios a que será submetido durante o curso de formação e as tarefas típicas do policial civil.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: Governo de Minas Gerais