Blog com notícias de Janaúba e região!

sábado, 24 de dezembro de 2016

Produtores de queijo e outros derivados de leite de Porteirinha recebem Certificação de Inspeção Municipal

Conquista contou com apoio do Sebrae Minas

(Por Cida Santana) Produtores de queijo e outros derivados de leite de Porteirinha, na região da Serra Geral, no Norte de Minas, conseguiram a Certificação de Inspeção Municipal. Com o selo, eles têm o direito de comercializar seus produtos sem nenhuma restrição em qualquer estabelecimento comercial da cidade e da região, agregando valor ao negócio.

O certificado de inspeção é concedido pela Prefeitura mediante a avaliação das condições sanitárias e higiene, sendo verificadas também as formas de transporte do queijo e demais derivados do leite. Desta forma, é atestado o padrão de qualidade dos produtos junto aos consumidores.

O selo de certificação foi obtido após um trabalho de consultoria e capacitação realizado pelo Sebrae Minas e parceiros que começou em 2014. “Auxiliamos na criação de uma associação para que os produtores pudessem trabalhar unidos. Oferecemos cursos de capacitação, além de viagens técnicas a regiões como a Serra da Canastra, onde eles conheceram de perto o processo de fabricação e de venda. Vamos continuar trabalhando para que mais produtores consigam a certificação”, afirma o analista técnico do Sebrae Jadilson Borges.

Contemplada com o selo que garante a livre comercialização, a produtora Maria da Saúde Oliveira Silva, 61 anos, comemora a conquista e espera aumentar ainda mais as vendas. “Trabalho há cerca de 40 anos com a produção de queijo e sempre procurei fazer tudo com qualidade. Receber essa certificação é um sonho realizado e o reconhecimento que nos incentiva a melhorar cada vez mais”, afirma Maria da Saúde. Ela produz cerca de 200 quilos de queijo por semana. A maior parte da produção é vendida no Mercado Municipal de Porteirinha.

Everson Pereira, conhecido como "Toko do Requeijão", também conseguiu atender às normas exigidas e foi contemplado com certificação que atesta a qualidade dos seus produtos. "Todo o apoio e acompanhamento que recebemos do Sebrae e de todos os envolvidos foram fundamentais para alcançar este certificado. Agora quero melhorar e ampliar ainda mais minhas vendas. Assim posso conseguir outras certificações”, comemora o produtor de requeijão.

No município, cerca de 20 produtores continuam recebendo acompanhamento do Sebrae e de parceiros para se adequarem as normas, em busca da certificação.

Em Bonfinópolis de Minas, homens amarram funcionários de fazenda e roubam defensivos

Oito homens fortemente armados assaltaram uma fazenda em Bonfinópolis de Minas, na madrugada deste sábado (24). Os funcionários foram amarrados pelos criminosos durante a ação.

Segundo a PM, eles chegaram ao local com um caminhão e roubaram uma grande quantidade de defensivos agrícolas. O material havia sido entregue na fazenda um dia antes ao crime. A polícia acredita que os bandidos tinham informações privilegiadas.

Além dos defensivos, eles levaram celulares dos funcionários, correntes de ouro e duas caminhonetes da fazenda. Os veículos foram abandonados cerca de 10 km do local.

A polícia realizou buscas, mas até o momento ninguém foi preso.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Em Janaúba, bandido entra em hospital, rende funcionário e rouba dinheiro

A polícia procura dois criminosos suspeitos de assaltar o hospital Fundajan em Janaúba, no Norte de Minas, nessa quinta-feira (22). Um funcionário disse à PM que estava na sala de reuniões, quando foi surpreendido por um dos bandidos; ele estava armado e exigiu que fosse repassado dinheiro. A vítima foi levada para o setor financeiro e o homem roubou do cofre R$ 500 e documentos de pacientes. Em seguida, fugiu de moto com o comparsa que o aguardava do lado de fora.

A polícia registrou também mais sete assaltos em estabelecimentos comerciais na cidade. No Bairro Isaías Pereira, uma padaria foi alvo de bandidos. Dois homens entraram no local e pediram um lanche. Minutos depois, um deles sacou um revólver e anunciou o assalto, levando R$ 280 e um celular da funcionária.

No Bairro Saudade, um homem invadiu uma mercearia e após ameaçar as vítimas com uma arma roubou R$ 40, oito carteiras de cigarro e dois celulares. Ele fugiu de moto com um comparsa.

Um posto de combustíveis também foi assaltado no Bairro São Lucas. Dois jovens, aparentemente menores, abordaram o frentista e roubaram R$ 200. Os criminosos fugiram em uma bicicleta.

E no Bairro Padre Eustáquio, bandidos assaltaram uma loja de produtos de informática e levaram dois notebooks, um celular e R$ 100. Eles fugiram em uma motocicleta.

De acordo com a PM, até o momento nenhum suspeito foi preso. As buscas continuam.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1 e PM

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Em Varzelândia oito pássaros silvestres, mantidos em cativeiro, são apreendidos

Animais silvestres apreendidos em Varzelândia

A Polícia de Meio Ambiente apreendeu na tarde desta quinta-feira (22) oito pássaros silvestres, mantidos em cativeiro, no município de Varzelândia (MG). Dois homens foram presos e vão responder por crime ambiental, além de pagar multa de R$ 600.

Segundo informações da polícia, a apreensão foi na comunidade de São Vicente, onde também foram recolhidos 56 pacotes de carvão sem registro ambiental. Os homens foram encaminhados para a delegacia da cidade. As aves foram levadas para o centro de triagem de animais silvestres do Ibama, em Montes Claros.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1

APAC de Janaúba passa para bairro Isaías Pereira

(Por José Ambrósio Prates) A Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) teve sua localização mudada e será construída no bairro Isaías Pereira. A localização anterior seria na comunidade de Vila Nova dos Poções, o que contraria as normas desse programa, que em todas as localidades funciona nas cidades. A APAC é um modelo prisional diferenciado na recuperação do preso. A assinatura da escritura pública do terreno foi oficializada em reunião entre os representantes da Prefeitura e diretores da APAC. Agora o próximo passo é lançar a pedra fundamental e iniciar as obras, o que deve ocorrer em fevereiro do ano que vem. A informação é do presidente da APAC Janaúba, o advogado Leonardo Francisco de Souza.

De acordo ele, a iniciativa para implantação de uma unidade do novo modelo prisional de recuperação do preso em Janaúba, surgiu de um projeto de extensão e pesquisa da Faculdade Vale do Gorutuba - FAVAG, com o apoio de professores, direção e acadêmicos. Leonardo Francisco completa que essa iniciativa tem ainda o apoio da comunidade, em especial dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, Polícias Civil e Militar, além de entidades sem fins lucrativos, como Lojas Maçônicas de Janaúba e Associação Comercial e Empresarial de Janaúba (ACIJAN). O advogado Leonardo, ressaltou a relevância da participação da sociedade civil organizada, e a comunidade em geral, na instalação da APAC, pois só assim, esse projeto sairá do papel, já que a entidade sobrevive do voluntariado.

A APAC contará com uma área de 8.232,50 metros quadrados, que foi doada pelo Município de Janaúba, e está localizada na Vila Izaías. O ato de assinatura se deu em dois momentos, sendo o primeiro em reunião da Câmara Municipal, dia 12 de novembro e, em seguida no gabinete do prefeito, Yuji Yamada, dia 13, com a presença do próprio prefeito, presidente da APAC, Leonardo Francisco, o professor da Favag e Tabelião do Cartório de Serviço Notarial do 2° Ofício de Janaúba, Dênio Pinheiro de Carvalho, o presidente da Câmara Municipal, Armando Peninha Batista, o procurador do Município Carlos Eduardo Serapião e Vadilson Reis Cardoso.

Uma vez concluída, A APAC irá contribuir para o desafogamento do superlotado presídio de Janaúba, já que possibilitará a criação de 120 novas vagas para recuperação de presos no município. Não bastasse esse ponto positivo, outro ganho que interessa diretamente à sociedade, é que dados estatísticos apontam índices de recuperação de detentos que podem chegar a 95%, enquanto que, no modelo prisional atualmente em funcionamento no país, o resulto é inverso. Durante a reunião da Câmara Municipal de Janaúba, dia 12 de novembro, quando ocorreu o ato de assinatura da escritura pública que oficializou a doação do terreno, o vereador e presidente da Câmara Municipal, Armando Peninha Batista, destacou a importância da implantação da entidade em Janaúba que, nos últimos anos, tem carregado a fama de ser uma das cidades mais violentas do país, resguardada a devida proporção.

Segundo Peninha, a APAC é uma forma de se tentar minimizar o quadro da violência no município, que é considerado grave. No entanto, lembrou que é importante que o próximo prefeito Carlos Isaildon Mendes, invista na família, ou seja, na criança, no adolescente e no jovem. Sugeriu ainda, ao novo gestor municipal, que revise todos os projetos sociais, aliados essenciais do poder público municipal, geralmente voltados aos mais necessitados. O dirigente do legislativo municipal defendeu a participação de todos os segmentos da sociedade civil organizada, na concretização da APAC Janaúba.

O prefeito eleito e atual vereador, Carlos Isaildon Mendes, também ressaltou a relevância da instituição APAC para o município, e disse que está articulando, no sentido de, o orçamento de 2017, contemplar mais recurso destinado à segurança pública. Para isso, ele e seu secretariado irá apreciar o orçamento da Prefeitura, referente ao exercício do ano que vem. Ainda na sessão legislativa, o vereador Adauri Cordeiro, enalteceu o trabalho da comissão de instalação da APAC ao reconhecer que a iniciativa em muito vai ajudar a conter a violência na cidade, mas disse que são necessárias ações mais efetivas, visando desarmar as pessoas que cometem crimes contra pessoas de bem no município.

Chuvas de dezembro em Janaúba já chegam a 166 milímetros

A Barragem do Bico da Pedra (Foto: Divulgação)

(Por José Ambrósio Prates) As chuvas em dezembro na região de Janaúba surpreenderam pela quantidade e regularidade. Segundo informações de João Batista, técnico responsável pela estação de meteorologia instalada na EPAMIG, o mês de dezembro deste ano já registrou 166,33 milímetros de chuva até agora. Isso representa mais de 12 vezes a quantidade registrada em dezembro do ano passado, quando a chuva foi de apenas 13 milímetros. Apesar do bom momento, com chuvas dentro da média em outubro, novembro e dezembro a recuperação do nível da Barragem do Bico da Pedra é lenta. O nível subiu apenas 50 centímetros em Dezembro.

Atualmente a barragem tem cerca de um metro e dez centímetros a mais em seu nível do que tinha neste mesmo dia do ano passado. Apesar das chuvas terem vindo com maior intensidade e maior regularidade a situação ainda e de preocupação, tendo em vista que é a água retida na represa que mantém a irrigação do Projeto de Irrigação que sustenta a economia de Janaúba e Nova Porteirinha. Com a água represada até esse momento não há como manter o projeto em funcionamento até o final do ano. Isso, de fato representa uma grande preocupação. A torcida é que 2017 comece com muita chuva.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Secretaria Municipal de Saúde inaugura UBS Vila Nova dos Poções

Prefeito Yuji Yamada e a Secretária Municipal de Saúde
Dayane Cristina Souza Rocha. (Foto: Paulo Nunes)

(Por Idalice Martins) Localizada à Rua João Martins S/N a UBS Vila Nova dos Poções foi inaugurada na última terça-feira, 20/12/2016, por sua reforma e ampliação. Estiveram presentes: o Prefeito Yuji Yamada, a Secretária Municipal de Saúde Dayane Cristina Souza Rocha, o Secretário Municipal de Obras e Serviços Urbanos Domingos Pereira da Silva, os vereadores João Pereira da Silva, Paulo Roberto de Oliveira, Adauri Cordeiro, a diretora da Atenção Primária Cecília Moreira Freitas, entre outros profissionais da saúde e convidados.

Representantes da comunidade agradeceram ao Prefeito Yuji Yamada e a Secretária M. de Saúde Dayane Cristina pelo empenho em reformar e ampliar a unidade de saúde, tão importante para a população.

Como forma de valorizar a cultura local houve uma apresentação com um grupo de dança do Projeto Escola Aberta e também uma dança típica dos quilombolas com o grupo Bem Viver. E para finalizar foi descerrada, a placa de inauguração da UBS Vila Nova dos Poções.

Adolescentes são detidos em Janaúba com armas e moto roubada

Armas apreendidas pela polícia após a ação dos autores

Dois adolescentes foram apreendidos na manhã desta quarta-feira (21), em Janaúba (MG), com armas e uma moto roubada. A Polícia Militar recebeu informações de que os dois menores estavam em atitude suspeita próximos a uma casa lotérica na Rua José Augusto de Souza, no Centro da cidade.

Uma equipe de militares foi ao local e encontrou um dos adolescentes, de 16 anos, sentado na motocicleta em frente ao estabelecimento. Com ele foram encontrados uma faca e um aparelho celular; o aparelho havia sido roubado no dia 16 de setembro deste ano.

Durante a abordagem, o segundo envolvido, de 17 anos, saiu da lotérica e também foi abordado. Com ele foi encontrado um revólver calibre .38. Os dois adolescentes e os materiais apreendidos foram levados para a delegacia da cidade.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1

Em Porteirinha, homem morre após ser atropelado por moto na MG-120

Moto foi apreendida pela polícia

Um homem de 54 anos, Antonio Martins de Melo, morreu após ser atropelado por um motociclista na MG-120, zona rural de Porteirinha (MG), nessa terça-feira (20).

De acordo com a Polícia Militar, o condutor da moto, de 18 anos, transitava pela rodovia no sentido Porteirinha/Riacho dos Machados, quando houve o atropelamento. Antonio teve diversos ferimentos e faleceu no local. Um familiar disse à PM que ele estava a caminho de um bar, que fica a 150 metros da casa dele, quando foi atingido.


O condutor da moto ficou ferido e foi conduzido para o hospital da cidade, onde recebeu os primeiros socorros. Posteriormente, ele foi transferido para um hospital em Montes Claros. De acordo com a assessoria do hospital, o rapaz teve alta na madrugada desta quarta-feira (21). A moto dele foi apreendida.

A Polícia Civil de Porteirinha informou que vai instaurar um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente. De acordo com a Polícia Civil, o condutor da moto e os demais envolvidos na ocorrência serão intimados para depoimento. A perícia compareceu ao local do acidente.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV e PM

Em Porteirinha, Polícia encontra corpos de casal na MGC-122

Moto foi apreendida no local do crime

Um homem, Ronaldo Pereira da Silva de 28 anos, e uma mulher, Ozita Almeida da Silva de 29, foram encontrados mortos na MGC-122, em Porteirinha (MG), na noite dessa terça-feira (20). Os corpos estavam próximos à entrada da comunidade rural de Várzea.

De acordo com a Polícia Militar, as vítimas foram assassinadas a tiros. No local do crime, os militares apreenderam uma motocicleta com a placa adulterada, que consta queixa de roubo em Jaíba, em dezembro de 2015.

A perícia foi acionada e recolheu cápsulas e projeteis de arma de fogo, além de celulares. A PM informou que as vítimas não tinham passagens e a motivação do crime será investigada.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Janaúba (MG).


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV e PM

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Em Francisco Sá, ação de criminosos gera transtornos a usuários de banco

Interior do banco ficou danificado

A explosão de caixas eletrônicos do Banco do Brasil em Francisco Sá (MG), ocorrido no início deste mês, tem gerado transtornos aos moradores. O problema é que a única agência do banco na cidade não está realizando transações que envolvam dinheiro, por medidas de segurança.

Com isso, muitos trabalhadores que recebem os salários pela a agência não conseguem sacar o dinheiro desde o dia da explosão. A professora Édila Marta Soares Oliveira Bicalho é uma das pessoas que estão quebrando a cabeça para fechar as contas deste mês.

“Eu tive que ir a Montes Claros, mas não consegui em uma agência, tive de ir em outra agência e fiquei a tarde toda na fila. Sem contar os riscos que corremos na BR-251, que todos conhecem os perigos que ela oferece, e os gastos com alimentação e passagem; este dinheiro seria para pagar uma outra conta”, lamenta a professora.

Cerca de 30% dos servidores da prefeitura municipal recebem pelo Banco do Brasil e sofrem com o mesmo problema; são cerca de 300 servidores municipais, além do próprio município, que recebe alguns repasses pela agência.

“Muitos de nossos recursos são depositados nestas contas. [Algumas transações] estão sendo feitas por meio eletrônicos mesmo. Uma ou outra situação estamos chamando na porta e tentando atendimento”, explica o secretário municipal de administração e finanças, Isaac Batista Neto.

Parte do problema tem sido suprido pela agência dos Correios na cidade. Mas o aumento desta demanda prejudicou os demais serviços oferecidos, segundo usuários.

O problema se estende aos comerciantes da cidade. A empresária Neliane Prado está à frente de uma loja que possui mais de 50 anos. Ela comenta que a conta corporativa da empresa sempre foi no Banco do Brasil e diz que consegue pagar as contas da empresa em agências em Montes Claros, mas lamenta que as compras realizadas pelos clientes no crediário não estão em dia. “Fazemos vendas a prazo e tem o dia de pagar. Então tivemos o transtorno de vencimentos; a gente não está recebendo em dia”.

Na ação criminosa, a porta giratória do banco ficou destruída. A gerência da agência informou que não pode receber clientes enquanto a porta não estiver funcionando. Além disso, parte da estrutura do prédio ficou comprometida.

O governo de Minas afirma que a cada dois dias uma ocorrência envolvendo este tipo de crime é registrado no estado. As regiões que mais sofrem com as explosões são o Norte e Vale do Jequitinhonha, segundo o delegado Renato Nunes. Ele diz que além dos caixas eletrônicos, os criminosos estão explodindo também os cofres das agências.

“Eles sitiam as cidades, sitiam o quartel, uma parte da equipe fica em frente ao quartel e delegacia efetuando disparos; assim os policiais ficam aquartelados e não podem sair. Nisso, a outra parte entra no banco e explodem os caixas eletrônicos. Este tipo de ataque está acontecendo mais aqui no norte por causa da proximidade com o estado do nordeste. Essas quadrilhas são, em sua maioria, com os integrantes dos estados do nordeste”, diz.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV e PM

Em Janaúba quadrilha de assaltantes é presa após roubo a casa lotérica

Armas e drogas foram apreendidas com os presos
Sete homens foram presos na tarde desta terça-feira (20) em Janaúba, no Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, a quadrilha assaltou uma casa lotérica no bairro Santo Antônio e fugiram em um carro que havia sido roubado nesta segunda-feira (19). Imagens do circuito interno de segurança da lotérica mostram a ação rápida dos autores e o porte das armas usadas na abordagem.

Após o roubo na lotérica, o grupo foi seguido por um policial que estava no estabelecimento. Ele percebeu quando os assaltantes entraram em uma casa no Bairro Ribeirão do Ouro e acionou outros policiais que cercaram o local. Quando os militares iniciaram a abordagem, o grupo tentou fugir pulando muros de várias residências, mas sete deles foram localizados e presos. Com eles foram aprendidas uma submetralhadora, uma espingarda calibre 12, um revólver, uma carabina, drogas e dinheiro.

A PM afirma que um dos presos é da cidade de Janaúba e os outros são dos estados de São Paulo e Espírito Santo. Os militares realizam na tarde desta terça-feira buscas na cidade para tentar localizar outro janaubense, que seria o dono da residência onde a quadrilha estava escondida.

Para a PM, os criminosos da cidade eram os responsáveis por passar informações aos outros integrantes do grupo.







Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1 e PM

Governo Federal reconhece situação de emergência em quatro cidades do Norte de Minas

Reconhecimento garante benefícios aos municípios (Foto: Divulgação)

O governo federal reconheceu, nesta sexta-feira (16/12), situação de emergência em quatro cidades de Minas Gerais por conta do extenso período de seca e estiagem. São elas, Itacambira (estiagem), Pai Pedro (seca), Pedras de Maria da Cruz (seca) e Verdelândia (seca). A medida tem vigência de 180 dias.

A portaria do Ministério da Integração Nacional foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e vai garantir que as prefeituras solicitem apoio federal para restabelecimento de serviços essenciais.

Além de fornecer água tratada à população por meio da Operação Carro-Pipa Federal, o reconhecimento também garante outros benefícios aos municípios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a retomada da atividade econômica nas regiões afetadas.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Prefeito de Francisco Sá quer retomar terreno doado à Eletrozema

(Foto: Vicente Alberto)

(Por Vicente Alberto) O prefeito de Francisco Sá, Denílson Silveira (PMDB), entrou com projeto de lei na Câmara Municipal, no dia 05/12, solicitando autorização para revogar a Lei 1.386/2012, que doou um terreno de 60.000 m² para o Grupo Zema construir um Centro de Distribuição. O motivo seria o descumprimento de uma das condicionantes para a doação, pois a empresa teria de gerar e manter pelo menos 100 empregos na unidade, mas no final de julho paralisou as atividades e dispensou os funcionários.

No projeto de lei, o prefeito pede ainda autorização para o Município alienar o bem à empresa, ou seja, vender o terreno ao Grupo Zema, pelo preço de R$ 686.000,00, a ser pago em parcela única no dia 15 de dezembro. O valor arrecadado com a transação, segundo Denílson seria revertido ao pagamento dos valores devidos pelo Município ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Francisco Sá – Previbrejo.

Na verdade, os entendimentos entre a Prefeitura e o Grupo Zema já estão adiantados. Em correspondência enviada ao prefeito no dia 10 de agosto, o presidente do Grupo, Romeu Zema Neto, enfatiza que a paralisação é temporária e ressalta o desejo de retomar as atividades o quanto antes, mas coloca-se à disposição “em indenizar o imóvel doado, seja sob o modo de permuta por outro imóvel indicado pelo Município ou com indenização financeira a ser arbitrada em avaliação encaminhada por expertos”. A Prefeitura, por sua vez, contratou, através de processo licitatório, uma empresa para avaliar o preço de mercado do imóvel, recebendo no dia 17 de novembro um laudo apontando o valor de R$686.000,00.

Os vereadores ainda estão analisando o projeto. De acordo com o presidente do Legislativo, Charles Daniel (PMDB) ainda não foi marcada sessão para votação.

O Centro
O Centro começou a ser implantado no mandato do prefeito José Mário Pena, quando o Município doou o terreno de 60 mil metros quadrados para a obra, além de incentivos fiscais, como a isenção de IPTU por 20 anos. A ideia da empresa era atender o sul da Bahia e o Norte de Minas, onde o grupo possui mais de 100 lojas. Financiada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) em R$ 23, 7 milhões, a obra, segundo informações da Zema, teve custo final de R$30 milhões.

Em Janaúba rapaz fica ferido nas nádegas após ser atingido por tiro

Um rapaz de 18 anos ficou ferido após ser atingido por um tiro durante uma tentativa de homicídio na manhã desta segunda-feira (19) em Janaúba. De acordo com a Polícia Militar, o crime foi na Rua Agenor Ferreira dos Santos, no Bairro Rio Novo.

A vítima contou aos militares que andava pela rua quando foi surpreendida por dois homens em um carro preto. Os autores dispararam várias vezes contra a vítima, que foi atingida nas nádegas. O jovem foi socorrido pelo Samu e levado a um hospital da cidade.

O jovem repassou informações a polícia sobre os autores, mas a PM afirma que, mesmo com as buscas, nenhum dos envolvidos foi preso até o início da tarde desta segunda-feira.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: PM e InterTV

"No Grupo YS os colaboradores são tratados com estrelas"


Reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar e comemorando seu grande crescimento no setor óptico, o Grupo YS realizou no último dia 16 de dezembro uma extraordinária homenagem a todos os colaboradores da empresa, no salão Fênix eventos na cidade de Monte Azul.

Cada colaborador foi tratado como uma estrela desde a entrada da festa até a saída, foram muitas homenagens personalizadas para cada um incluído um lindo vídeo de um membro da família falando um pouco sobre cada um. Foram muitas emoções e junto com ela o orgulho de fazer parte de uma empresa que ama seus colaboradores. Além disso, teve champanhe com rótulos personalizados, fotos em uma linda estrela para cada colaborador, passarela da fama, fotos nas mesas de cada colaborador em acrílico, reconhecendo que ele é uma estrela... Cada colaborador ainda teve a oportunidade de levar um acompanhante para prestigia-lo como estrela. Além de uma linda cesta de final de ano.

A ideia dos organizadores é que cada colaborador se sentisse como uma verdadeira estrela que na realidade é o que eles representam para a YS. E que ficassem cientes do quanto o grupo YS tem orgulho da sua equipe, que são os responsáveis pelo seu crescimento!



www.grupoys.com.br

Janaúba doa terreno à APAC e obras iniciam em fevereiro

JANAÚBA - Após todo o trâmite burocrático referente à doação da área, pelo Município à Associação de Proteção aos Condenados (APAC) que é um modelo prisional diferenciado na recuperação do preso, que culminou na assinatura da escritura pública do terreno entre representantes do Executivo e da própria APAC, agora o próximo passo é lançar a pedra fundamental, isto é, iniciar as obras, o que deve ocorrer em fevereiro do ano que vem. A informação é do presidente da APAC Janaúba, o advogado Leonardo Francisco de Souza.

De acordo ele, a iniciativa para implantação de uma unidade do novo modelo prisional de recuperação do preso em Janaúba, surgiu de um projeto de extensão e pesquisa da
Faculdade Vale do Gorutuba - FAVAG, com o apoio de professores, direção e acadêmicos.

Ele completa que essa iniciativa tem ainda o apoio da comunidade, em especial dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, Polícias Civil e Militar, além de entidades sem fins lucrativos, como Lojas Maçônicas de Janaúba e Associação Comercial e Empresarial de Janaúba (ACIJAN).

O advogado Leonardo, ressaltou a relevância da participação da sociedade civil organizada, e a comunidade em geral, na instalação da APAC, pois só assim, esse projeto sairá do papel, já que a entidade sobrevive do voluntariado.

A APAC contará com uma área de 8.232,50 metros quadrados, que foi doada pelo Município de Janaúba, e está localizada na Vila Izaías.

O ato de assinatura se deu em dois momentos, sendo o primeiro em reunião da Câmara Municipal, dia 12 de novembro e, em seguida no gabinete do prefeito, Yuji Yamada, dia 13, com a presença do próprio prefeito, presidente da APAC, Leonardo Francisco, o professor da Favag e Tabelião do Cartório de Serviço Notarial do 2° Ofício de Janaúba, Dênio Pinheiro de Carvalho, o presidente da Câmara Municipal, Armando Peninha Batista, o procurador do Município Carlos Eduardo Serapião e Vadilson Reis Cardoso.

Uma vez concluída, A APAC irá contribuir para o desafogamento do superlotado presídio de Janaúba, já que possibilitará a criação de 120 novas vagas para recuperação de presos no município.

Não bastasse esse ponto positivo, outro ganho que interessa diretamente à sociedade, é que dados estatísticos apontam índices de recuperação de detentos que podem chegar a 95%, enquanto que, no modelo prisional atualmente em funcionamento no país, o resulto é inverso.

Durante a reunião da Câmara Municipal de Janaúba, dia 12 de novembro, quando ocorreu o ato de assinatura da escritura pública que oficializou a doação do terreno, pelo Município à APAC, o vereador e presidente da Câmara Municipal, Armando

Peninha Batista, destacou a importância da implantação da entidade em Janaúba que, nos últimos anos, tem carregado a fama de ser uma das cidades mais violentas do país, resguardada a devida proporção.

Segundo Peninha, a APAC é uma forma de se tentar minimizar o quadro da violência no município, que é considerado grave. No entanto, lembrou que é importante que o próximo prefeito Carlos Isaildon Mendes, invista na família, ou seja, na criança, no adolescente e no jovem. Sugeriu ainda, ao novo gestor municipal, que revise todos os projetos sociais, aliados essenciais do poder público municipal, geralmente voltados aos mais necessitados.

O dirigente do legislativo municipal defendeu a participação de todos os segmentos da sociedade civil organizada, na concretização da APAC Janaúba.

O vereador Carlos Isaildon Mendes, o próximo prefeito de Janaúba, a partir de janeiro de 2017, também ressaltou a relevância da instituição APAC para o município, e disse que 
está articulando, no sentido de, o orçamento de 2017, contemplar mais recurso destinado à segurança pública. Para isso, ele e seu secretariado irá apreciar o orçamento da Prefeitura, referente ao exercício do ano que vem.

Ainda na sessão legislativa, o vereador Adauri Cordeiro, enalteceu o trabalho da comissão de instalação da APAC ao reconhecer que a iniciativa em muito vai ajudar a conter a violência na cidade, mas disse que são necessárias ações mais efetivas, visando desarmar as pessoas que cometem crimes contra pessoas de bem no município.

Atualmente, apenas três municípios conta com o modelo prisional APAC no Norte de Minas: Grão Mogol, Januária e Pirapora.


Fonte: (Assessoria de Imprensa da Comunicação de Janaúba).

Em Francisco Sá, carga de algodão pega fogo na BR-251

Chamas foram controladas pelos bombeiros

O Corpo de Bombeiros controlou um incêndio em uma carga de algodão, na BR-251, em Francisco Sá (MG), neste domingo (18). A pista foi interditada pela Polícia Rodoviária Federal por duas horas e as causas do incêndio são investigadas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o caminhão, que transportava o algodão, tombou no sábado (17) e o material foi colocado na beira da rodovia. O fogo começou no domingo. Ainda segundo a PRF, não há indícios de que o incêndio possa ter sido criminoso. Ninguém ficou ferido.

De acordo com o Tenente do Corpo de Bombeiros, Franklin Soares, foram gastos 11 mil litros de água para combater às chamas. “O rescaldo foi feito com ajuda de populares que colaboraram para revirar a carga de 120 blocos de algodão, com peso de 25 quilos cada”.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: InterTV

domingo, 18 de dezembro de 2016

Um município em frangalhos aguarda pelo prefeito eleito Carlos Isaildon Mendes

Dívidas, déficits em várias áreas, escassez de recursos, frustrações de recursos/convênios, criminalidade recorde, ruas esburacadas, cidade suja, inadimplência, descrédito e, o pior, uma imagem comprometida junto aos governos federal e estadual e seus organismos e também pela população municipal e dos municípios circunvizinhos, esta é a Janaúba de hoje, 17 de dezembro de 2016.

Os desafios de governar Janaúba são enormes. Isso é fato. Porém, ainda não se sabe ao certo qual o seu verdadeiro tamanho. Pois, existem problemas expostos, esses que todos estamos vendo, como deficiências graves na limpeza pública, graves na gestão de sobras de construção, graves na conservação de ruas e estradas vicinais, graves na conservação de prédios, graves na conservação de praças, graves em relação a animais soltos nas ruas, além de muitos outros.

Existem também os desafios que ainda não são mensuráveis ao certo, como por exemplo, qual é mesmo o tamanho da dívida que será herdada em curto prazo? Qual valor será empurrado de restos a pagar de 2016 para 2017? Já se tem informações reais que a conta de 2016 não fechará – por lei deveria fechar. A princípio, o valor empurrado seria em torno de 15 milhões de reais, isso para ser pago ou negociado nos primeiros dias de governo em 2017, mas não se sabe ao certo se é isso mesmo, qual é o real valor devido aos fornecedores? Como, por exemplo, transportadora, oficina, posto de combustíveis, merenda escolar?

Tem outro problema que se junta a esse. Esse citado ligeiramente acima é criança é novinho, foi feito “agora”, no entanto, existem cerca de 40 milhões já renegociados e que as parcelas são descontadas nas receitas do município, na fonte.

Mas a gravidade é ainda maior, a prefeitura está inadimplente, recursos estão voltando, por exemplo, agora na primeira semana de dezembro o deputado Rodrigo de Castro, a pedido do prefeito eleito, Carlos Isaildon Mendes, destinaria uma emenda de 400 mil reais para Janaúba e, não foi possível, o deputado e o prefeito eleito tentaram de todas as maneiras, entretanto a inadimplência do município não permitiu que o dinheiro chegasse, a verba foi para outro município.

Antes que alguém pergunte: o deputado perderia os recursos caso ele não o colocasse em outra cidade neste exercício 2016, sendo assim, não poderia esperar 2017.

Todavia os problemas continuam, existem convênios – obras paralisadas, que estão emperrados, o dinheiro que falta entrar para dar continuidade aos serviços já não dá mais para concluir o objeto.

Vista de ângulo privilegiado, a quebradeira da prefeitura de Janaúba tem nome: falta de gestão pública desenvolvimentista, e é histórica, a prova disso é que, mais de 80% da receita do município vem de repasses governamentais, a receita própria é muito acanhada, a cidade funciona como município anão. E município como Janaúba que se qualificou em estender o pires aos governos, inteira sua sobrevivência por meio de programas governamentais que, agora, por força da fraqueza financeira, vêm sendo cortados. Hoje, aproximadamente 393 programas são disponibilizados pela União para os municípios se conveniarem, nas áreas de saúde, educação e assistência social. Mas os municípios alegam que os repasses da União não acompanham o crescimento dos gastos, as verbas são consideradas insuficientes para cobrir a maior parte dos custos desses programas. De outro ângulo, o governo federal alega que os recursos são suficientes. Para a União falta gestão municipal.

Existem ainda problemas futuros que Janaúba não escapará, são certos: a receita irá cair, os repasses governamentais serão menores, os convênios serão mais escassos – significa menos dinheiro, os programas e projetos estaduais e federais serão em menor proporção. Isso devido ao cenário econômico nacional e a situação de dificuldade financeira que o estado de Minas Gerais, sobretudo se embrenhou. Se o quadriênio 2013/2016, já foi asfixiante, os próximos anos, conforme previsão de renomados economistas, serão piores ainda, eles sublinham que a crise política comprometeu o desempenho da economia e, por enquanto, não há, ainda, ancoragem das expectativas, isto é, a nossa economia está sobre um terreno pantanoso.

Mas nem tudo é espinhoso, existe esperança. A população acredita que será possível superar as dificuldades.



Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Janaúba se junta em nome da paz

Caminhada pela paz. (Foto: Pablo de Melo)

Sexta-feira, 16 de dezembro de 2016 a cidade de Janaúba parou suas atividades para uma reflexão pela paz.

O município passa por um momento de criminalidade desenfreada, figurando-se como um dos mais violentos do estado de Minas Gerais.

São crimes que estão tirando os bens mais valiosos da humanidade: a vida e o direito de ir vir ou permanecer.

A sociedade se vê acoada diante da descontrolada situação. Muitos assaltos, muitos homicídios encurralam o profissional liberal, o empresário rural e urbano, o investidor, o comerciante e o comerciário, o cliente, o visitante, ao ponto de muitos, muitos comerciantes serem obrigados a fecharem o seu estabelecimento.

É feia a situação e não adiante tentar esconder. Crianças, jovens, adultos, idosos todos estão apreensivos, amedrontados, recolhidos, sofrendo sem poder sair, sem poder se divertir, e muitas pessoas, muitas mesmo pensam em mudar-se da cidade.

Não é só em Janaúba o alto índice de violência, mas existem cidades brasileiras, ou melhor, mineiras, ou melhor ainda norte mineiras em que o índice de criminalidade é bem menor. Local onde se pode trabalhar e viver.

O comércio aderiu ao movimento e fechou mais cedo às 16h em prol do movimento, uma caminhada que começou no bairro Santo Antônio, passando pelas avenidas Manoel Athayde e Comércio e concentração na praça da catedral.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Prefeitos vão debater a segurança pública da Serra Geral

JANAÚBA (por Luiz Cabrine) - O vereador e prefeito eleito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes (PSDB), já trabalha no sentido de encontrar mecanismos para conter problemas relacionados à violência no município.

O primeiro passo será dado dia 6 de janeiro de 2017, as 10hs, quando ele, juntamente com o comandante do 51° Batalhão de Polícia Militar de Janaúba, Tenente-Coronel Marcelo Alves, realizará na cidade um encontro com todos os prefeitos da região da Serra Geral de Minas. O local do evento ainda foi definido, segundo Isaildon.

Na pauta, a violência que atinge cidades da região, como Janaúba, Jaíba e Verdelândia, onde ultimamente, têm sido registrados índices elevados de crimes, como homicídio, roubos e furtos.

O anúncio do encontro foi feito pelo próximo chefe do executivo janaubense, Carlos Isaildon, durante reunião da Câmara Municipal, na noite do dia 12 de novembro, oportunidade em que os vereadores e representantes da comissão responsável pelo processo de instalação da Associação de Proteção e Assistência aos Presos Condenados (APAC) no município, discutiam o quadro grave de insegurança pública que vive Janaúba.

De acordo com o futuro gestor municipal, a partir da mobilização dos prefeitos, a ideia é demonstrar força política e, assim, sensibilizar o governo do Estado, os deputados estaduais e federais, votados na região quanto á alocação de recursos para a criação no município, da (APAC), Casa do albergado e o Centro de ressocialização de menores em conflito com a lei, que inclusive já conta com terreno adquirido pelo Estado.

Para Isaildon, ações como essas podem contribuir para melhoria do sistema de segurança pública no município, que hoje registra índices alarmantes de crimes na cidade, como homicídios.

Só para se ter uma ideia da grave situação em que vive a segurança de Janaúba, somente entre 2015 e até o fechamento desta edição, dia 16 de novembro de 2016, segundo dados estatísticos da Polícia Militar, 83 pessoas foram assassinadas na cidade. Desse total, a grande maioria dos crimes têm ligação com o tráfico de drogas e o que é mais grave, a participação de menores.

Em São João do Paraíso, bandidos atiram mais de 100 vezes durante roubo a cofre de banco

Eles atiraram na porta da agência

Bandidos colocaram instrumento cortante
na rodovia para dificultar trabalho da PM
Cerca de 15 criminosos armados roubaram dinheiro do cofre de uma agência bancária, em São João do Paraíso, no Norte de Minas, na madrugada desta sexta-feira (16). De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, eles entraram no banco utilizando um maçarico, cortaram a tampa do cofre e pegaram o dinheiro. A quantia levada não foi divulgada.

Ainda segundo a PM, enquanto um grupo atirava para cima nas ruas do fundo e frente do quartel, os outros bandidos faziam disparos na porta do banco. A PM informou que eles efetuaram cerca de 130 disparos de fuzil. Ninguém ficou ferido.

Para dificultar o trabalho da polícia, os bandidos colocaram um instrumento cortante em 15 km da rodovia que liga São João do Paraíso a Taiobeiras. O material foi colocado nas curvas e furou os pneus de vários veículos que transitavam pelo local.

Os bandidos fugiram sentido Bahia e até o momento não foram presos. A polícia faz rastreamento na região.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Fonte: G1 e PM

Em Porteirinha e Pai Pedro, vereadores esquecem a crise e aumentam os próprios salários

Na cidade de Porteirinha, os vereadores aprovaram incrementos
nos próprios salários; o prefeito e o vice também foram contemplados

(Por Janaína Oliveira e Tatiana Lagôa) Enquanto milhões de brasileiros não conseguem repor as perdas com a inflação nos acordos salariais, penam com o parcelamento dos vencimentos, perdem os empregos, sofrem com a recessão econômica e têm pela frente regras mais duras para a aposentadoria, vereadores de Minas aproveitam o apagar das luzes de 2016 para reajustar os próprios rendimentos e os do Executivo. Em alguns casos, o “plus” no contracheque chega a 100%.

Em Raposos, na Grande BH, cidade com menos de 16 mil habitantes, a Câmara Municipal aprovou um pacote de benesses para prefeito, vice, secretários e parlamentares.
A partir do ano que vem, o rendimento do chefe do Executivo será o dobro do atualmente pago, saltando de R$ 11 mil para mais de R$ 21 mil. Já o salário do vice pulou de R$ 5 mil para R$ 11 mil, o equivalente a um incremento de 80%. No caso dos vereadores, o aumento chegou a 75%, saindo de R$ 3.800 para R$ 6.643.

Conforme o assessor jurídico da Câmara Municipal de Raposos, Igor Bruno Góes, o atual prefeito, Carlos Alberto Coelho (PSDB), derrotado nas urnas nas últimas eleições, não sancionou o projeto. Mas o veto foi derrubado pelos vereadores. “Por isso, hoje, o Projeto de Lei que trata do aumento dos subsídios está em vigor”, afirmou.

Para Góes, não há nada de errado com o PL. “Tecnicamente, ele é legal e respeita os limites de gastos impostos pela legislação”, pontuou.

Em Timóteo, no Vale do Aço, os vereadores conseguiram “emplacar” até uma espécie décimo quarto salário. Além do subsídio e do décimo terceiro no valor de R$ 7.560,33 cada, eles vão receber uma parcela de aproximadamente R$ 9 mil para cobrir perdas retroativas, segundo a servidora da Procuradoria Geral da Câmara, Maria do Pilar Barroso.

Incremento

Na pequena Córrego Fundo, no Centro-Oeste de Minas, os vereadores engordaram o próprio contracheque em 35%. Os nove parlamentares passarão a ganhar R$ 4.910 mensais, ante os R$ 3.600 recebidos até este ano.

O presidente da Câmara, Danilo José da Costa (PT), afirma ter argumentado com os colegas que o momento não era propício em função da crise, mas não foi ouvido. “Cheguei a propor uma redução nos vencimentos, mas eles votaram e pronto”, observou Costa.

Em Porteirinha, no Norte de Minas, os vereadores passarão a receber R$ 6.400 por mês. O salário do prefeito subiu de R$ 15 mil para R$ 19 mil, enquanto o do vice saltou de R$ 7.500 para R$ 9.500. Já os vencimentos dos secretários subiram de R$ 4.500 para R$ 6 mil.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, Etelvino José da Silva Filho, o “Theo”, o reajuste dos vereadores obedece o teto de 30% do valor dos rendimentos dos deputados estaduais. “Por causa da crise, só aumentamos R$ 1.400 nos vencimentos, valendo para os próximos quatro anos”, contou.

A economia da cidade é baseada na produção de leite, queijo e pecuária de corte. “Dependemos da chuva. Quando chove, circula dinheiro”, disse.
Em Pai Pedro, município com menos de 6 mil habitantes no Norte de Minas, todos os políticos também tiveram os salários reajustados.

O vencimento dos nove vereadores saiu de R$ 2.400 para R$ 3 mil. O prefeito, que até então ganhava R$ 7.700, a partir de 2017 receberá R$ 11.800 por mês. Já o contracheque do vice-prefeito saltou de R$ 3.800 para R$ 5.900.

O Hoje em Dia ligou várias vezes para a Câmara Municipal, mas ninguém atendeu às ligações.

Eleitores e Justiça barram acréscimos em subsídios no Estado
Se em algumas cidades mineiras os vereadores conseguiram quase dobrar seus subsídios, em outras, a pressão popular serviu como empecilho. Nos casos em que o clamor dos eleitores não foi suficiente, os aumentos foram barrados na Justiça.

Em Leme do Prado, no Vale do Jequitinhonha, foi votado um aumento do teto do subsídio de 22%. Dessa forma, os vencimentos dos vereadores poderiam passar de R$ 3.500 para R$ 4.270 na cidade com pouco mais de 5 mil habitantes.

Porém, como foi votada após as eleições, em outubro, a elevação feriu as regras previstas na Lei Orgânica do Município que proíbe alterações nos subsídios após o dia 30 de agosto do último ano de legislatura.

Mesmo com a proibição, o acréscimo foi aprovado pelos vereadores e seguiria para a sanção do Executivo. Porém, a população se uniu, por intermédio do grupo “Não à Corrupção em Leme do Prado”, e conseguiu reverter a situação.

Pressionados, os próprios vereadores desistiram. “A gente não sabia dessa proibição. Quando as pessoas começaram a nos procurar é que ficamos sabendo”, afirma o presidente da Câmara, Eustáquio do Perpétuo Socorro.

Abaeté
Outro caso de reação popular foi o da tentativa de aumento de 11,27% sobre os subsídios dos vereadores em Abaeté, na região Central. Caso aprovado, a remuneração dos vereadores passaria dos atuais R$ 4.265,78 para R$ 4.745,68.

Além disso, como seria retroativo a janeiro, cada vereador receberia também uma diferença. Em 12 meses, o impacto sobre a folha de pagamentos somaria cerca de R$ 55 mil.

A população fez uma Petição Pública e um dos vereadores, Marcelo Vargas, recorreu à Justiça para barrar a alta. Por meio de uma liminar, o reajuste foi suspenso.

A presidente da Câmara, Celeste Maria Menezes Gontijo, disse que o “único erro” foi o projeto não ter entrado na pauta no dia da votação. “Não tinha nada de errado, estávamos só repondo as perdas. Todo ano tem esse reajuste”, afirma.

Pelo Brasil
O aumento dos subsídios neste ano de crise não foi um privilégio apenas dos vereadores das cidades mineiras. Em todo o Brasil existem situações parecidas.
É o caso de Juazeiro do Norte, no Ceará, onde os vereadores aumentaram em 20% os próprios salários, passando de R$ 10 mil para R$ 12,6 mil, mesmo diante de protestos da população.

Na cidade de Goiás, no Estado homônimo, conhecida como “Goiás Velho”, foi aprovado um projeto que garante aumento de 36% nos salários dos parlamentares, chegando aos R$ 7,5 mil. De autoria da presidente da Casa, Eliane de Bastos (PDB), o projeto elevou também o salário do prefeito de R$ 14,5 mil para R$ 17 mil.

Os vereadores de Aracaju também receberão um “plus” no contracheque. A alta, de 25%, fará com que os parlamentares deixem de ganhar um pouco mais de R$ 15 mil e passem a contar com vencimentos mensais de R$ 19 mil a partir do ano que vem.

Enquanto isso, apenas 24% das negociações salariais ocorridas no primeiro semestre deste ano, analisadas pelo Dieese, tiveram ganhos reais nos salários.

Para 36,8% das categorias, o percentual de aumento é equivalente à inflação do período anterior. E uma gama de 38,8% delas não irão recompor o índice inflacionário, ou seja, terão perdas.


Fonte: Hoje em Dia

Sebrae Minas capacita gestores públicos em Porteirinha e Espinosa para fomentar compras locais

Programa de gestão de compras públicas municipais coloca em prática benefícios da Lei Geral de Micro e Pequenas Empresas

(Por Cida Santana) O Sebrae Minas realiza, desde novembro, na região Norte de Minas Gerais, o Programa Gestão de compras públicas municipais. A capacitação é direcionada para os gestores públicos que irão administrar os recursos públicos a partir de 2017. Consultores contratados pelo Sebrae começaram o primeiro de três módulos da capacitação em Porteirinha, dia 24 de novembro, e na terça-feira (13), o trabalho começou a ser desenvolvido em Espinosa. 

A capacitação visa orientar e garantir um tratamento diferenciado para as micro e pequenas empresas, dentro das normas estabelecidas pela Lei Geral de Micro e Pequenas Empresas. Criada em 2006, a Lei prevê uma série de benefícios para o segmento, como a desburocratização do processo de legalização; incentivo à participação desses negócios nas licitações municipais; fortalecimento da atuação do desenvolvimento local e estímulo à formalização do microempreendedor individual. Dentro do programa foram definidas prioridades que buscam atender ás realidades socioeconômicas dos municípios.

No entanto, passados 10 anos da implantação da lei, muitos municípios ainda não colocaram em prática as vantagens concedidas às micro e pequenas empresas. A proposta do Programa Gestão de compras públicas é mudar essa situação, instruindo os gestores públicos e compradores da administração pública direta e indireta, no âmbito municipal, a usufruir dos benefícios de acesso a mercados, previstos na lei.

A agente de desenvolvimento em Porteirinha, Rosilei Ferreira Martins, participou do primeiro módulo da capacitação. Ela acredita que após o curso, ficou mais claro para os gestores sobre como usar os benefícios da lei. “A capacitação vai auxiliar muito os gestores a terem certeza de que estão fazendo as coisas dentro da lei. Hoje, 90% das empresas que vendem e prestam serviço para o município são micro e pequenas empresas, então, saber utilizar os benefícios dessa lei é fundamental”, destaca.

“A partir desse trabalho de capacitação oferecido pelo Sebrae Minas, os gestores públicos terão conhecimento para utilizar de forma correta as compras públicas como um instrumento de fomento ao desenvolvimento econômico e social das micro e pequenas. Um ponto importante é fazer com que, dentro da lei, os gestores façam as compras em seus próprios municípios e, assim, gerem renda”, enfatiza o analista técnico do Sebrae Minas Jadilson Borges.