Blog com notícias de Janaúba e região!

sábado, 12 de julho de 2014

Matias Cardoso celebra história de Minas Gerais

Para homenagear Matias Cardoso, lei de 2011
estabelece 8 de dezembro como data da cerimônia
(EM) Minas Gerais tem duas datas importantes para reverenciar sua história, destacar os primeiros povoados e lembrar personagens que, ao longo dos séculos, ergueram os pilares da civilização. Como o estado tem nome e sobrenome, as homenagens ficaram divididas depois de alguns anos de polêmica. Na próxima quarta-feira, será celebrado em Mariana, na Região Central, o tradicional Dia do Estado de Minas Gerais, mais conhecido como Dia de Minas, com a transferência simbólica da capital, missa solene, entrega de comendas e toque de sino nas igrejas barrocas (veja a programação). Já em 8 de dezembro, como ocorre desde 2011, será a vez de Matias Cardoso, na Região Norte, receber as mesmas honrarias e celebrar o Dia das Gerais.
Conforme pesquisas, Mariana e Matias Cardoso resultam dos primeiros núcleos populacionais mineiros surgidos em meados do século 17 – o primeiro fundado por bandeirantes paulistas e o segundo, por desbravadores que subiram o Rio São Francisco provenientes da Bahia. Batizada em honra à rainha Maria Ana D’Áustria, mulher do então rei de Portugal dom João V, Mariana começou sua trajetória em 16 de Julho de 1696 – daí o Dia de Minas ser sempre nesta data, também dedicada a Nossa Senhora do Carmo –, quando o bandeirante Salvador Furtado de Mendonça, em busca de ouro, chegou às margens do Ribeirão do Carmo e fundou o Arraial do Ribeirão do Carmo.
Segundo o professor de direito e estudioso da história local Israel Quirino, Mariana se tornou a primeira “vila do ouro” de Minas em 8 de abril de 1711, recebendo o nome de Leal Vila de Nossa Senhora do Carmo de Albuquerque. Ainda nesse ano, acrescenta, “houve aqui a primeira eleição de uma Câmara Municipal. Assim, a cidade é considerada a mãe de Minas Gerais, base de uma política organizada na capitania”.
Para se tornar cidade e diocese pioneiras da Minas colonial, passaram-se 34 anos. “Em 1745, vindo do Maranhão, chegou a Mariana o bispo dom Frei Manuel da Cruz (1690-1764), nascido em Portugal. Como a autoridade eclesiástica não poderia morar numa vila, ela foi elevada à categoria de cidade”, explica Israel. Quem caminha pelas ruas do Centro Histórico da cidade pode admirar monumentos dos séculos 18 e 19, entre eles, na Praça Minas Gerais, o prédio da sede do Legislativo, antiga Câmara e cadeia, ao lado das igrejas de São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo e em frente ao Pelourinho. No caminho até a Catedral da Sé estão o casario, ruas de pedra, chafarizes, o Colégio Providência e outros marcos arquitetônicos.


INICIATIVAS 
A criação do Dia de Minas obedeceu duas determinações. De acordo com informações da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a criação se deu com a Lei 7.561/1979, de autoria do deputado estadual Domingos Lanna, que se refere também à transferência simbólica da capital para Mariana. A instituição da data ocorreu em 19 de outubro daquele ano, a partir da sanção pelo então governador Francelino Pereira. Em 1997, houve a emenda de número 22 à Constituição Mineira, obra do parlamentar Sebastião Navarro. 
As iniciativas em Mariana começaram bem antes da promulgação da lei, mais exatamente em 1977, durante a sessão alusiva ao 281º aniversário da cidade. Na época, o professor Roque Camêllo, integrante da Academia Marianense de Letras, Ciências e Artes, lançou a ideia de instituir o 16 de Julho, aniversário da cidade, como data cívica estadual. O projeto recebeu o apoio do então presidente da casa, historiador Waldemar de Moura Santos, acadêmicos, autoridades municipais e comunidade. Na sequência, a proposta foi entregue ao governo estadual e à Assembleia Legislativa.

RIO SÃO FRANCISCO
Distante 685 quilômetros de Belo Horizonte e última cidade da margem direita do Velho Chico, antes da divisa com a Bahia, Matias Cardoso tem seus primórdios em meados do século 17, sendo que a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição foi construída em 1664. O secretário municipal de Cultura e Turismo, Luiz Mário Cardoso da Silva, revela que as pesquisas indicando Matias Cardoso como primeiro povoado de Minas foram feitas pelo antropólogo João Batista de Almeida, que fez pesquisas na Arquidiocese de São Paulo e Cúria Metropolitana de Salvador (BA).
“O bandeirante paulista Matias Cardoso de Almeida e seu pai, Januário, chegaram à região provenientes da Bahia, ao subirem o Rio São Francisco. Mais tarde, o primitivo povoado se tornou um grande polo comercial e de abastecimento da colônia”, afirma Luiz Mário. A emancipação do município de Manga ocorreu em 27 de abril de 1992 e, na década passada, surgiu um movimento para dar ao município o lugar que merece no panorama estadual. Dessa forma, em 2011, foi criado o Dia das Gerais por meio da Emenda Constitucional 89 e iniciativa do deputado estadual Paulo Guedes. A data escolhida foi 8 de dezembro, quando se comemora o Dia da Padroeira Nossa Senhora da Conceição.

PROGRAMAÇÃO

DIA DE MINAS

Quarta-feira, em Mariana
9h - Missa solene na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, celebrada pelo arcebispo metropolitano de Mariana dom Geraldo Lyrio Rocha

10h10 - Sineirata –durante 10 minutos, haverá toque de sinos nas igrejas de Mariana

11h - Início da cerimônia comemorativa do Dia de Minas, com assinatura do ato de transferência simbólica da capital do estado para Mariana, entrega de medalhas e pronunciamentos. Presença do governador de Minas Alberto Pinto Coelho


Nossa história
LINHA DO TEMPO
1664 – Igreja de Nossa Senhora da Conceição é erguida em Matias Cardoso, na Região Norte. Em meados do século 17, vindos da Bahia, chegam à região o bandeirante Matias Cardoso de Almeida e seu pai, Januário

1696 – Em 16 de julho, o bandeirante Salvador Fernandes Furtado chega às margens do Ribeirão do Carmo e funda o Arraial do Ribeirão do Carmo, que deu origem a Mariana, na Região Central

1711 – Em 8 de abril, é criada a Leal Vila de Nossa Senhora do Carmo de Albuquerque, futura cidade de Mariana. Trata-se a primeira “vila do ouro” de Minas

1745 – Com a chegada do bispo dom Frei Manuel da Cruz, vindo do Maranhão, a primeira vila de Minas se torna cidade e também primeira diocese

1977 – Surge em Mariana a ideia da criação do Dia do Estado de Minas Gerais

1979 – Em 19 de outubro, governador Francelino Pereira sanciona Lei 7561, que institui 16 de julho como Dia de Minas. Em 1997, é feita emenda de número 22 à Constituição Mineira sobre a comemoração

2011 – Criado pela emenda constitucional 89 o Dia das Gerais, com a transferência simbólica da capital de Minas para Matias Cardoso em 8 de dezembro

Irmãs se reencontram após ficarem 30 anos separadas

"Não dormia e não comia só pensando em vocês", diz Ildeir
(R7) Três irmãs se reencontraram em Belo Horizonte após uma delas ficar 30 anos desaparecida. A dona de casa Ildeir Paula de Macedo precisou mudar para Pirapora, no norte de Minas Gerais, na década de 1980 para trabalhar e nunca mais viu sua família. Emocionada por finalmente poder abraçar a irmã, Maria de Macedo sofreu muito durante estas três décadas.  
— Eu ficava só lembrando dela noite e dia. Não conseguir nem comer. Todo mundo perguntava como estava a minha irmã e eu não sabia. É muito bom estar com ela.
Ildeir conta que não fez contato com a família porque perdeu o endereço. Ela também sentiu muita saudade dos parentes.  
— Eu sai pelo mundo trabalhado para ganhar a vida. Não dormia e não comia só pensando em vocês. Agora a gente vai ficar juntas sempre.  
Há três anos Maria registrou o sumiço da irmã na polícia. O reencontro só foi possível com uma pequena ajuda do acaso, como explica a delegada Fernanda Fiuza.  
— Foi obra do destino. O pessoal da Delegacia de Desaparecidos estava procurando a Ildeir e ela precisou registrar uma ocorrência.   
Ainda de acordo com a delegada, Ildeir queria resgatar animais que estavam em risco e acionou os bombeiros. Na hora de registrar a ocorrência os bombeiros viram que o nome da mulher correspondia ao da irmã desaparecida.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

PM APREENDE ARSENAL DE ARMAS E MUNIÇÕES EM JANAÚBA

Material apreendido pela PM
(ASCOM PM) No final tarde de quinta-feira (10), durante serviço de rádio patrulha pelo Bairro Boa Vista na cidade de Janaúba, a equipe do Tático Móvel comandada pelo Sargento Gilmar recebeu uma denuncia dando conta de que em uma residência na MG 401, bairro São Lucas, um casal estaria realizando com frequência o comércio ilegal de armas de fogo e munições.
A equipe do Serviço de Inteligência do 51º fez os levantamentos e monitoramento do local. Os policiais militares tiveram a entrada franqueada pelo proprietário da residência pai da acusada. Após buscas no interior da residência, os militares encontraram uma bolsa de naylon contendo três espingardas cartucheiras, 633 cartuchos intactos calibre 22, marca CBC, 87 cartuchos intactos calibre 24, marca CBC, 02 cartuchos intactos calibre 38, vinte e três cartuchos intactos calibre 28, quatorze cartuchos deflagrados calibre 28, marca CBC, 13 cartuchos intactos calibre 20, marca CBC, uma algema de aço inox, marca zorro, um coldre de revólver, duas fisgas de pesca, e uma gôndola camuflada, semelhante à utilizada pela SUAPE de Minas Gerais.
Foi encontrado também, enterrado no quintal, um invólucro de plástico contendo 20 cartuchos intactos calibre 28, marca CBC, um cartucho cheio calibre 12, marca CBC e 02 cartuchos vazios calibre 24, marca CBC. Na geladeira da residência, os policiais encontraram aproximadamente dois kg de uma carne esbranquiçada e três pedaços de couro que, conforme a acusada, seria carne de Jacaré, além de quatro patas, que a acusada disse ser também de animal silvestre, da espécie "caititu ou cateto".
A acusada Rosilândia de Moura Jorge, de 32 anos, foi presa em flagrante, porém confessou a polícia que todo material pertence ao seu namorado um velho conhecido nos meios policiais que foi procurado, mas até o mento não foi localizado. Assim foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil com o material apreendido, ficando a disposição da justiç
a.

Janaúba tem a segunda gasolina mais cara do Estado

Com um preço médio de R$3,22, Janaúba tem a segunda gasolina mais cara do Estado de Minas Gerais.
A gasolina mais cara do Estado é encontrada no município de Diamantina, preço médio de R$3,23. 
Segue abaixo o ranking dos dez municípios que tem a gasolina mais cara do Estado.
Clique na imagem para ampliar

Montes Claros: Vaca coloca bombeiros para correr ao ser resgatada de buraco de 3 metros

Só o dono do animal consegui acalmá-lo
(R7) Uma vaca da raça nelore perseguiu uma equipe de bombeiros depois de ser resgatada em Montes Claros. O animal caiu dentro de um buraco de cerca de três metros quando estava sendo levada para o pasto por seu dono.  
O aposentado José Amador Xavier, conta que não percebeu o obstáculo no meio do caminho. 
— Tinha um plástico e terra em cima do buraco. Eu quase caí junto.  
O homem ficou preocupado, pois a vaca estava prenha e deve parir nos próximos oito dias.
Os bombeiros amarraram cordas nas pernas do animal e utilizaram um guincho para levantá-lo. Muito nervosa, ao sair do buraco a vaca começou a perseguir os bombeiros que a salvaram. Os moradores do local que estavam por perto tiveram que correr para não levarem chifradas.  
Mesmo depois de ser laçada e amarrada a um poste a vaca não sossegou e ainda correu atrás de um militar em círculos. O dono precisou trazer as outras vacas para acalmá-la.

Dois postos de combustíveis são assaltados em Espinosa

Dois homens assaltaram dois postos de combustíveis nesta quinta-feira (10), em Espinosa.
Segundo a Polícia Militar, eles estavam armados e usavam capacetes. Em um dos postos os dois conseguiram levar R$ 165; no outro a quantia não foi divulgada.
Ainda de acordo com a PM, eles estavam de moto e estacionaram entre os dois postos, já com a intenção de roubar os dois estabelecimentos.
Após rastreamentos na região, um suspeito foi preso. Uma garrucha foi apreendida com ele.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Ex-prefeitos de Pirapora e Januária são vizinhos de cela

Preventiva. Maurílio Arruda teve a prisão preventiva decretada
e permanecerá na Nelson Hungria
(Por RAQUEL AYRES) Inusitado. Na página 1.180 do dicionário, o verbete é sinônimo de incomum, não usual. Na prática, pode-se considerar como exemplo o fato de dois ex-prefeitos da mesma região, Norte de Minas, estarem presos na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Warmillon Fonseca Braga (DEM), ex-prefeito de Pirapora, preso desde julho do ano passado, e o ex-prefeito de Januária Maurílio Arruda (PTC). que teve nessa quarta sua prisão temporária convertida em preventiva. “A intenção é evitar que Arruda atrapalhe a coleta de provas ou até mesmo fuja”, explica o promotor de Januária, responsável do caso, Franklin Reginato.
Maurílio Arruda foi preso pela Polícia Federal pela primeira vez em setembro de 2013, durante a operação Esopo, por suspeita de fraudes em licitações públicas. De acordo com as investigações, os prejuízos para os cofres públicos chegaram a R$ 416 mil. Nove meses depois, foi preso novamente durante a operação Exterminadores do Futuro. O nome é bastante apropriado uma vez que a quadrilha da qual o Maurílio é suspeito de fazer parte teria se apropriado de pelo menos R$ 579 mil, destinados à construção e reforma de escolas da área rural.
A cidade de Januária sofre de forma crônica com a corrupção: nos últimos nove anos teve oito prefeitos.
Já Warmillon Fonseca Braga, preso preventivamente desde 2013, foi condenado por apropriação indébita e fraude. Ele desviou cerca de R$ 11 milhões referentes a serviços pagos e não realizados.
Warmillon e Maurílio, de acordo com a assessora de imprensa da Secretaria de Defesa Social (Seds), tomam sol no mesmo horário, durante duas horas.

Foragido
Na mira. O ex-secretário de Educação de Januária Alexandre Sá Rego também está envolvido em denúncias de corrupção. No entanto, ele está foragido desde o ano passado e é procurado pela polícia.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Em Pirapora, depois de quase atropelar criança, homem atira contra casa da família

Um caminhoneiro fugiu depois de quase atropelar um menino de cinco anos no Bairro Santos Dumont, na noite desta terça-feira (8), em Pirapora.
Segundo a Polícia Militar, o garoto brincava na rua com outras crianças quando o homem passou em um caminhão. Ele a mãe do menino discutiram.
Ainda de acordo com a PM, após o incidente, o homem foi até a casa dele, deixou o caminhão, pegou um carro e voltou até o local onde as crianças brincavam. Ele atirou duas vezes em direção à casa do menino de cinco anos, mas não atingiu ninguém.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Garota bêbada é estuprada no Parque de Exposições de Montes Claros

Uma adolescente de 17 anos foi estuprada durante uma exposição agropecuária, em Montes Claros, na madrugada desta quarta-feira (9). De acordo com uma amiga da vítima, que estava com ela no momento do crime, a jovem estava bêbada.
A testemunha contou à Polícia Militar (PM) que ela e amiga estavam na festa no Parque de Exposições, na avenida Geraldo Athayde, no bairro Raul José Pereira, e que em um dado momentos, as duas foram procurar por um banheiro.
As jovens foram para perto do curral e acabaram entrando no acampamento dos vaqueiros, para usar o banheiro lá. Como a colega tinha bebido, ela teria caído em um colchão e ficou deitada. A amiga, vendo a situação da colega, teria ligado para um tio da vítima para avisar que ela não estava bem. Foi ai, que um homem surgiu e se aproveitando da situação, deitou sobre a adolescente.
Depois, D.A.F., 39, teria puxado a jovem com o colchão para um banheiro e se trancou com ela lá dentro. A amiga ouviu a vítima pedir por socorro e saiu para chamar a polícia. Quando o suspeito percebeu a presença da polícia, tentou fugir, mas foi preso.
A adolescente foi socorrida para o Hospital de Pronto-Socorro, onde um médico constatou sangramento vaginal, corte de períneo e trauma nos pequenos lábios.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Em Janaúba assaltantes levam dinheiro, joias e celulares de uma casa

A polícia procura por três homens que assaltaram uma casa na Rua Madre Piedade, na Vila Isaías, em Janaúba (MG), nesta terça-feira (8). Um homem de 61 anos e uma mulher de 60 estavam no local no momento do crime.
Segundo a Polícia Militar, uma das vítimas foi até o portão para atender à campainha, que foi tocada pelos criminosos. Neste momento os assaltantes a abordaram e entraram na casa. Ainda de acordo com a PM, os três estavam armados, ameaçaram o homem e a mulher, que foram trancados em um quarto.
Os criminosos fugiram levando um cheque de R$ 1.500, R$ 705 em dinheiro, joias e dois celulares.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

terça-feira, 8 de julho de 2014

Acidente com vitima fatal entre Janaúba e Verdelândia

Na madrugada do último domingo (06) na MG-401, Alexandre que transitava pela rodovia Janaúba/Verdelândia, conduzindo um caminhão trator Ford, quando em sentido oposto um veículo que trafegava sobre a faixa que divide a pista, momento em que Alexandre fez diversas sinalizações com o farol e vendo que o veículo não reagia a sua sinalização, enrolou a direção veicular do caminhão trator para sua direita tentado evitar o acidente, porém o veículo conduzido por Edinei invadiu a contramão e colidiu com o primeiro eixo do semi reboque. Com o impacto o condutor Edinei teve morte instantânea.
Segundo relatos de Elcimar, irmão de Edinei, este fez uso de bebidas alcoólicas, que minutos antes do acidente passou em seu estabelecimento em Verdelândia, relatando que iria para Janaúba, que neste momento tentou tomar a chave do veículo, mas ele (vítima fatal) não quis entregá-la.
Alexandre foi convidado a se apresentar na Delegacia de Polícia para prestar maiores esclarecimentos.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

PRF apreende 25 veículos sem CRLV nas BRs do Norte de Minas Gerais

(G1) 25 veículos sem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos 2014 foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal, no Norte de Minas Gerais, nesta segunda-feira (7). O documento é de porte obrigatório.
Segundo a PRF, os motoristas abordados disseram estar esperando o documento chegar em casa, mas a polícia orienta que o CRLV é emitido depois que todos os débitos são pagos. Alguns condutores também apresentam comprovantes de pagamento, mas a PRF destaca que a fiscalização é baseada somente nos documentos.
Além disso, alguns condutores têm o costume de quitar os débitos poucos dias antes da fiscalização ser inciada, sem lembrar que a emissão e o envio levam alguns dias, enquanto isso, o motorista não pode rodar com o veículo. Para que o documento chegue na casa dos condutores, o endereço precisa estar atualizado.
A cobrança está valendo para os finais de placa 1, 2 e 3. A partir de 1 de agosto serão cobrados os finais 4, 5 e 6.

O último litoral de Minas é desvendado em Januária

Oceano: fósseis são prova de que um braço de mar raso cobria essa parte do Brasil
Com pouco menos de 70 mil habitantes, o município de Januária, no norte de Minas Gerais, é conhecido hoje por suas cachoeiras, grutas calcárias e cachaças artesanais, cujas virtudes derivam, segundo os produtores, do clima e da umidade natural do solo local, bom para o cultivo de cana-de-açúcar destinada à fabricação da aguardente.
Sua posição geográfica estratégica, na margem esquerda de quem sobe o grande São Francisco, chamado de opará (rio-mar) pelos antigos índios da região, fez com que fosse um importante porto e entreposto comercial na época colonial. Vestígios de um passado muito mais remoto, quase imemorial e também marcado por uma relação íntima com as águas, acabam de vir à tona em pedreiras ainda ativas nos arredores da cidade.
Uma equipe de geólogos e paleontólogos da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) encontrou ali um tipo de fóssil especial: diminutos fragmentos de animais marinhos do gênero Cloudina, seres de formato tubular compostos por uma sucessão de cones calcários encaixados uns sobre os outros.
Os restos dos animais, que viveram na Terra por volta de 550 milhões de anos atrás, estavam incrustados em um paredão e em outros afloramentos constituídos de rochas da Formação Sete Lagoas, que faz parte do Grupo Bambuí. Unidade sedimentar da bacia sanfranciscana, o Bambuí se espalha por aproximadamente 300 mil quilômetros quadrados e abarca vastas porções de Minas Gerais e da Bahia, além de se estender para os estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal.
Os fósseis são uma prova praticamente irrefutável de que, pouco mais de meio bilhão de anos atrás, um braço de mar, raso, com no máximo 10 metros de profundidade, cobria essa parte do Brasil. “Essa deve ter sido a última praia que Minas Gerais teve”, comenta, com bom humor, o geólogo Lucas Warren, hoje professor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) de Rio Claro, da Unesp, mas que fazia pós-doutorado na USP, com bolsa da FAPESP, quando a descoberta foi feita, no ano passado.
O pesquisador é o autor principal de um artigo na edição de maio da revista científica Geology sobre a descoberta dos fósseis em Januária. “Até agora ninguém havia seguramente encontrado fósseis de animais no Grupo Bambuí”, afirma Warren, que contou com a colaboração de Fernanda Quaglio, especialista em paleobiogeografia, para identificar os fósseis.
“Além das cloudinas, também achamos ao menos três fragmentos atribuídos ao gênero Corumbella e rastros em rocha deixados provavelmente por um animal de corpo mole.” Também dotadas possivelmente de um esqueleto, as corumbellas dividiam o mesmo ambiente marinho com as cloudinas.
A equipe que coletou os fósseis de Januária incluiu ainda o geólogo Nicolás Strikis, doutorando da USP, também autor do artigo, e um biólogo da cidade mineira, Hamilton dos Reis Salles. Em 2012, o próprio Warren e colegas da América do Sul já tinham encontrado cloudinas e corumbellas em Puerto Vallemí, localidade do norte do Paraguai.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Homem mata marido da prima para manter relacionamento com mulher em Grão Mogol

Suspeito e armas foram encaminhados à delegacia da cidade
(Por CAROLINA CAETANO) Um homem de 31 anos foi preso após matar o marido da sua prima, nesse domingo (6), em Grão Mogol, no Norte de Minas. O suspeito confessou o crime e disse que cometeu o homicídio porque mantinha um relacionamento amoroso com a mulher, que também foi presa por ter facilitado o assassinato.
De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, Roberto Carlos Pereira, de 44, foi assassinado dentro de casa, na Comunidade de Campo Alto, na zona rural da cidade, após desentendimento com Romilson Rodrigues dos Santos.
Vítima e agressor, segundo populares contaram à corporação, teriam começado a brigar no sábado (5),  quando Pereira descobriu que estava sendo traído pela companheira. Após a discussão, o suspeito disse que voltaria para "acertar as contas" com o marido da prima.
Já no domingo, o criminoso foi até o imóvel da família, sacou uma arma e atirou três vezes contra o homem, que foi atingido no braço esquerdo e no tórax. Não satisfeito, o suspeito ainda esfaqueou o rival quatro vezes no tórax.
Após o crime, o bandido fugiu, mas foi localizado pelos policiais em casa. Ele não resistiu à prisão e confessou o crime. Durante conversa com os militares, o homem ainda entregou as armas utilizadas no homicídio.
Em conversa com a equipe que atendeu o caso, Santos entregou a prima dizendo que ela sabia da sua intenção e abriu a porta de casa para que ele entrasse e matasse seu marido. Quando o criminoso foi embora, a mulher ainda começou a gritar por socorro pedindo que seus filhos, de 6 e 10 anos, fossem buscar socorro para o pai.
A princípio, Erli Rodrigues dos Santos, de 34 anos, disse que não tinha reconhecido o assassino, uma vez que ele usava touca ninja. No entanto, após a confissão do primo, ela confessou ter ajudado o homem e disse que mentiu com medo de ser presa.
Além de uma faca e do revólver, a polícia apreendeu no imóvel de Santos três espingardas. Santos e a prima foram levados para a Delegacia de Plantão de Grão Mogol e estão à disposição da Justiça. 

domingo, 6 de julho de 2014

Funcionaria da Prefeitura de Itacarambi/MG fica sem exame por se recursar a receber R$ 300,00 e assinar recibo de R$ 520,00

(Por Fábio Oliva) No município de Itacarambi/MG, região Norte de Minas, onde a sogra do prefeito Ramon Campos Cardoso recebe Bolsa Família (veja aqui), funcionários e bens públicos foram empregados em horário de expediente para organizar festa surpresa para comemorar o aniversário da primeira-dama (veja aqui) e pá-carregadeira da prefeitura foi flagrada trabalhando em cerâmica das filhas do prefeito (veja aqui), uma moradora aguarda desde 2012 auxílio financeiro para a realização de um exame.
Leda Marisa Gonçalves Madureira é funcionária pública municipal efetiva no cargo de auxiliar de serviços gerais há oito anos. Trabalhava no único hospital da cidade e agora atua na Vigilância Sanitária. Em 2012 ela teve um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) que deixou sequelas na perna e braço esquerdos. Os médicos então solicitaram que realizasse um eletroneuromiografia dos quatro membros. O exame custa R$ 570,00.
Nem mesmo tendo apresentado atestado de pobreza e se submetido a uma visita e avaliação de assistente social da prefeitura, que atestou sua condição de hipossuficiência financeira, a servidora conseguiu o auxílio para realizar o exame com a brevidade necessária.
Leda informou que há alguns dias ficou surpresa ao ser chamada à Secretaria de Assistência Social. Acreditou que finalmente receberia o dinheiro necessário à realização do exame. Entretanto, foi informada de que o município disponibilizaria apenas R$ 300,00. O restante teria que obter por conta própria. Mas, segundo Leda, embora a prefeitura fosse lhe dar apenas R$ 300,00, o recibo apresentado para que assinasse era de R$ 520,00.
Segundo a auxiliar de serviços gerais, por ter se recusado a assinar o recibo de R$ 520,00, foi informada de que agora a prefeitura não contribuirá com nenhum valor para a realização de seu exame. Além disso, segundo ela, a Secretaria de Assistência Social se recusa a devolver os seus documentos, inclusive o pedido de exame, impossibilitando-a de procurar outros meios para realiza-lo.

Varzelândia: Operação conjunta detém quadrilha de roubo a caixas eletrônicos

Seis veículos foram apreendidos, dois deles com queixa de furto e roubo

Dois suspeitos morreram e três ficaram
feridos na troca de tiros com os policiais
(O Tempo) Uma operação conjunta das polícias Militar e Civil mais o Ministério Público prendeu 13 pessoas neste sábado (5), em Varzelândia, no Norte de Minas. Foi por meio de uma denúncia anônima, feita no último dia 30 de junho, que a quadrilha especializada em arrombamentos a caixas eletrônicos pode ser detida.
De acordo com o tenente Luiz Ferreira, do pelotão da Polícia Militar de São João da Ponte, a partir das informações, o grupo passou a ser monitorado, por conta da reincidência desse tipo de crime na região. "Uma escuta telefônica foi autorizada pela Justiça, o que ajudou muito a gente a identificar os cabeças, e o flagrar toda a ação", contou o militar.
Po volta das 3h30, o grupo chegou até o Banco do Brasil, montou os explosivos, detonou e correu para a rua. Do lado de fora, a polícia fazia o cerco, assim como nas principais saídas da cidade e estradas. Os suspeitos tentaram fugir e ainda atiraram contra os militares, que revidaram. Na troca de tiros, Felipe Farias Bitencourt e José Paulo da Silva morreram. José Rodrigues Farias de Souza, Rodrigo Gouvea da Cunha, Thiago Neris Alves ficaram feridos, os dois últimos em estado grave. Todos foram levados para um hospital em Brasília de Minas, na mesma região.
No entorno da agência foram detidos o guarda municipal Joseph Rafael Pereira da Silva e o irmão Alessandro Maxwell Pereira da Silva, os únicos moradores de Varzelândia; mais Alexsandro Santos Silva, Bruno Conrado Neves da Silva e Fagner Aguiar de Souza. O líder da quadrilha, Giscarte Humberto Esteves Silveira, foi preso em Jaíba, cidade vizinha, com outros dois suspeitos.
O caixa eletrônico e boa parte da agência ficaram destruídos. O dinheiro não foi roubado. Quatro pessoas não tiveram os nomes divulgados, porque ainda são apurados o envolvimento no crime. Entre elas está um taxista, que furou um bloqueio policial na estrada. A Polícia não sabe se ele dava fuga ou se foi coagido pelo bando.
Com eles foram apreendidos quatro armas de fogo, farta munição, seis veículos, entre eles dois com queixa de furto e roubo, e uma alavanca. Não foram encontrados explosivos intactos com a quadrilha.
Cerca de 200 policiais participaram da operação. Todos os suspeitos foram levados para a delegacia de Januária, no Norte de Minas.

Família é rendida por assaltantes dentro de casa em Porteirinha

Uma idosa de 66 anos teve a residência, que fica na zona rural de Porteirinha (MG) invadida na noite dessa sexta-feira (4) por dois homens.
De acordo com a Polícia Militar, o crime acontecei por volta das 22h, quando a vítima estava na sala de sua residência com seus familiares. A idosa descreveu os assaltantes como sendo um alto, moreno, trajava calça e camisa com as cores da farda do exército, e outro baixo, claro e aparentava ser menor de idade.
Os dois assaltantes estavam armados com revólveres, entraram pela porta que estava encostada e anunciaram o roubo, determinando a família a se deitarem no chão.
Foram levados da residência R$1.250 em dinheiro, seis celulares, um aparelho de DVD, um par de tênis, uma bolsa de viagens, dois rádios de pilha, um notebook e um capacete.
Os criminosos fugiram e ainda não foram localizados.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com