Blog com notícias de Janaúba e região!

sábado, 19 de abril de 2014

Confira os flashs do show em Janaúba "uma boa dose de humor" com Papudim

Fernando Coelho abrilhantou a noite com seu Stand Up Comedy.

Público no Centro Cultural do Sindicato Rural.

Bené Barbosa interpretando um dos seus personagens, Papudim.

Público delira com efeitos e imagens do show que ficou na história de Janaúba:
Papudim, em "uma boa dose de humor" 12/04/14.

Imagens da semana

Lan House em Janaúba pede gentilmente para quem não tem consciência
a ter o minimo de respeito pelo próximo, pois o banheiro
é de uso de outros também. Aprovado o recado dado pela empresa.

Esta semana chegou a nossa reportagem que um supermercado localizado na Rua Montes Claros
bairro Pe. Eustáquio cidade de Janaúba, havia fechado as portas de forma definitiva por não suportar
mais os constantes assaltos que vinha sofrendo. Nossa reportagem ainda não encontrou a direção do estabelecimento para confirmação da informação.

 As vésperas da pascoa (19/04/14) em Janaúba na avenida do Comércio,
em pleno sol de meio-dia clientes enfrentam fila para garantir o ovo de pascoa.

TJMG nega justiça gratuita a Maurílio Arruda, ex-prefeito de Januária

TJMG nega justiça gratuita a Maurílio Arruda, ex-prefeito de Januária
(Por Fábio Oliva) A 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou os benefícios da justiça gratuita ao ex-prefeito de Januária-MG (foto), maçom Maurílio Néris de Andrade Arruda (PTC). O político, que anuncia ser candidato a deputado nas eleições de outubro e diz ter recursos para enfrentar a campanha é dono de banca de advogados em Montes Claros-MG, especializada em prestar assessoria jurídica a prefeitos em conflito com a lei.
A assistência judiciária gratuita compreende a isenção do pagamento das taxas judiciárias e dos selos; dos emolumentos e custas devidas aos juízes, órgãos do Ministério Público e serventuários da justiça, das despesas com as publicações indispensáveis no jornal encarregado da divulgação dos atos oficiais; das indenizações devidas às testemunhas que, quando empregados, receberão do empregador salário integral, como se em serviço estivessem;  dos honorários de advogados e peritos; das despesas com a realização do exame de DNA que for requisitado pela autoridade judiciária e dos depósitos previstos em lei para interposição de recursos, ajuizamento de ações e demais atos processuais inerentes ao exercício da ampla defesa e do contraditório.
O julgamento ocorreu no dia 2 de abril e a decisão foi publicada no Diário do Judiciário Eletrônico do dia 8 de abril.
De acordo com o desembargador-relator Wanderley Ávila, o ex-prefeito interpôs Agravo Regimental contra decisão que indeferiu os benefícios da assistência judiciária gratuita em processo contra ele movido pela Fundação Cultural de Januária.
No agravo, Arruda sustenta que quando do pagamento das custas iniciais possuía condições para arcar com o custo de toda despesa processual, afirmando, contudo, que hoje não mais exerce o cargo de Prefeito Municipal, não possuindo condições de arcar com as custas processuais, sem prejuízo do seu sustento. Informou ainda que encontra-se com seus bens bloqueados judicialmente, estando totalmente impossibilitado de efetuar o pagamento de custas, bem como honorários advocatícios. Com base em tais considerações, pleiteou a reconsideração da decisão monocraticamente proferida que lhe negou o benefício da gratuidade judiciária.
Segundo o desembargador-relator, apesar dos argumentos expostos pelo ex-prefeito, “razão não lhe assiste, porque, apesar de não mais exercer o cargo de Prefeito Municipal, tal fato, por si só, não induz que o mesmo seja pobre no sentido legal”.
Wanderley Ávila disse ainda que “apesar de afirmar que seus bens encontram-se bloqueados, tal fato não foi comprovado, tratando-se de meras alegações sem força probatória”. Para o magistrado, apesar de Arruda ter alegado que “houve alteração na sua condição financeira”, e que preencheria os requisitos essenciais à concessão dos benefícios da gratuidade judiciária (ser pobre), “o mesmo não efetuou qualquer prova nesse sentido, não podendo ela ser presumida”
Ainda segundo o desembargador-relator, “como se não bastasse, houve o recolhimento de custas iniciais e do agravo de instrumento”, o que na sua opinião “constitui ato incompatível com a alegação de insuficiência de recursos para obtenção de assistência judiciária gratuita”.
Ávila concluiu seu voto dizendo que “dessa forma, não há como se conceder a gratuidade judiciária requerida pelo apelante (Arruda), pelo que mantenho seu indeferimento”. Votaram de acordo com o voto do relator os desembargadores Alexandre Santiago e Paulo Balbino.

Processo nº. 1.0352.10.007427-2/003

Leia a íntegra da decisão clicando aqui.

Polícia registra duas tentativas de homicídio no Norte de Minas

Um homem foi baleado na noite dessa sexta-feira (18) em Francisco Sá, no Norte de Minas Gerais. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima estava na rua Marechal Floriano, no Centro da Cidade, quando dois homens, em uma motocicleta, passaram pelo local e dispararam contra a vítima, que foi atingida no tórax.
A Polícia Militar informou que o crime teria ligação com o tráfico de drogas e que já identificou os autores, mas eles ainda não foi localizados.

Rio Pardo de Minas
Um homem de 20 anos foi preso na madrugada deste sábado (19), em Rio Pardo de Minas, suspeito de envolvimento em uma tentativa de homicídio. De acordo com a polícia, o suspeito estaria em uma motocicleta, junto com outro homem anda não identificado, e os dois teriam atirado contra um rapaz de 18 anos, que estava com um grupo de amigos na Rua do Povo, no bairro Moraes.
O suspeito foi preso em uma residência, depois que foi identificado por testemunhas.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Mulher é assassinada a facadas em Rio Pardo de Minas

Uma mulher foi morta a facadas, na tarde desta quinta-feira (17), em um posto de gasolina na cidade de Rio Pardo de Minas, no Norte de Minas.
O pai da vítima também foi esfaqueado, mas sobreviveu aos ataques.
De acordo com as informações da Polícia Militar (PM), o  pai da vítima passa bem.
O principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima que teria sido reconhecido por testemunhas no momento do assassinato.
O criminoso encontra-se foragido.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Homem de 59 anos morre atropelado por carro na BR-365 em Pirapora

Um homem de 59 anos morreu atropelado na BR-365, em Pirapora, no Norte de Minas, na noite desta quinta-feira (17).
Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, testemunhas disseram que o homem saiu de um posto de gasolina e foi atravessar a rodovia, quando foi atingido por um carro. Algumas pessoas disseram que a vítima ingeriu bebida alcoólica, mas a PRF não confirma isso.
O motorista do carro chamou a polícia e afirmou que seguia devagar pela BR e de repente o homem apareceu em frente ao carro, ele disse também que tentou frear, mas não conseguiu. O condutor passou pelo teste do bafômetro, que deu negativo.
O caso vai ser encaminhado para a Polícia Civil.

Atropelamento em Patis
Em Patis (MG), uma jovem de 18 anos morreu atropelada, perto do trevo que dá acesso a cidade.
Algumas pessoas andavam pelo local quando viram o corpo na via e chamaram a Polícia Militar. O Samu esteve no local e confirmou a morte da mulher. O padrasto da vítima a reconheceu.
A perícia afirmou que possivelmente a jovem foi atropelada por um veículo de maior porte.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Entre Porteirinha e Janaúba: homens são flagrados sendo transportados em cima de caminhão

O transporte irregular de passageiros pode levar à retenção do veículo
Imagens flagraram quatro homens sendo transportados em cima da carroceria de um caminhão carregado com caixas de banana, na BR-122. O veículo passava pelo trecho entre as cidades de Porteirinha e Janaúba.
Um deles estava em pé, segurando em uma das cordas que prendem a mercadoria, outro sentado com as perna pra fora. O grupo parecia não se preocupar com os riscos.
O transporte irregular de passageiros pode resultar na retenção do veículo, que não pode ser liberado com o pagamento de multas, como no caso de uma apreensão.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Pesquisa pioneira estuda mel produzido em Janaúba

Mel de melato tem coloração mais escura e não
cristaliza (Foto: Esther Bastos)
(G1) Uma pesquisa pioneira desenvolvida em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, estuda as propriedades do mel de melato, também conhecido como honeydew, identificado pela primeira vez no Brasil.
Esther Bastos, coordenadora do trabalho e pesquisadora da Fundação Ezequiel Dias (Funed), explica que o honeydew é comum na Europa e não é um tipo de mel exclusivamente floral. Ainda de acordo com ela, o produto encontrado em Janaúba tem características especificas, entre elas, as propriedades medicinais, com destaque para a ação antimicrobiana.
Além disso, a pesquisadora destaca que o mel norte-mineiro apresenta menor quantidade de glicose, ou seja, não fica com aspecto cristalizado, e maior teor de frutose. O mel de melato tem ainda outros dois açúcares, melezitose e erlose, que não são encontrados no mel floral tradicional, e caracterizam o mel de melato, ou honeydew.
“Os estudos começaram em 2010, quando recebemos amostras de um apicultor da região de Janaúba. Tínhamos a suspeita de que se tratava de um tipo de mel diferente pelas características, como a cor mais escura e a não cristalização”, fala Esther Bastos.
A pesquisadora explica que para identificar a origem do mel, uma base foi instalada em uma fazenda do município. O estudo tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (Fapemig).
Esther Bastos destaca que o honeydew brasileiro é produzido no entorno da Mata Seca, caracterizada por plantas que perdem as folhas nas estações mais secas, e chuvas concentradas em maior quantidade nos três meses finais do ano.
Esther Bastos diz que “apesar da aparência este bioma é rico em esconde tesouros”. Os fatores ambientais, segundo a pesquisadora, interferem diretamente no tipo de mel. No caso de Janaúba, a matéria-prima, utilizada na produção pelas abelhas, é o melato, substância produzida após a seiva de árvores ser ingerida e excretada por pulgões, que sofreram ação de enzimas, e acréscimo de melizitose e erlose, que influenciam no tipo de mel. No Norte de Minas, a árvore parasitada pelos insetos é a aroeira.
Imagem da mata seca depois e antes das chuvas (Foto: Esther Bastos)
Agregar valor ao mel
O próximo passo da pesquisa do mel de melato é mapear as áreas produtoras, onde serão avaliados cerca de 55 municípios. A intenção da pesquisa é registrar a denominação de origem do produto junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e agregar valor para a comercialização.
“O mel de Janaúba é genuinamente brasileiro. Sabemos que parte do honeydew é vendido para outros estados e comercializado como se fosse originário deles, queremos agregar valor ao produto e possibilitar uma fonte de renda para os apicultores locais.”

Mel como fonte de renda
O primeiro passo para a pesquisa sobre o mel de melato foi dado pelo apicultor José de Calazans Rodrigues de Melo, que está no Norte de Minas há 30 anos e, atualmente, sobrevive da atividade apícola. O que é produzido é vendido para vários estados e depois para outros países.
Além da produção em si, o apicultor também tem uma fábrica de roupas destinadas à produção de mel, e aluga colmeias para a polinização de campos de sementes.
"Resolvi mandar o mel para a Funed por perceber que ele tinha algumas características diferentes, como a cor e o sabor. Algumas pessoas que moram em regiões mais frias, como Curitiba, por exemplo, também diziam que o produto não cristalizava. Por tudo isso achei interessante estudá-lo."
Para o apicultor, além da possibilidade de que o mel seja mais valorizado, após ter a certificação baseada em uma pesquisa, outro benefício está ligado à preservação ambiental.
"Temos a presença da mata seca na região, e como o mel é um subproduto dessa floresta, ela também terá que ser preservada, portanto suas espécies estarão protegidas."
Cerca de 900 toneladas de mel são produzidas no
Norte de MG (Foto: Divulgação / Codevasf)
Apoio da Codevasf
O chefe da Unidade de Desenvolvimento territorial da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, Alex Demier, explica que “a Codevasf atua fazendo a interface entre pesquisadores e produtores, auxiliando na coleta de materiais que precisam ser analisados na pesquisa e viabilizando parte recursos para a execução dos trabalhos”.
Alex Demier conta que a região recebe incentivos à apicultura desde 2005; um diagnóstico feito pela Codevasf apontou a necessidade de que fossem feitos investimentos na produção e no beneficiamento do mel. Para o engenheiro agronômo, a produção do Norte de Minas é expressiva e tem perspectivas de crescimento. Mais de 800 famílias sobrevivem da produção de mel e cerca de 900 toneladas são produzidas no Norte de Minas.

"Mais de 90% dos apicultores são também agricultores familiares, portanto o mel se torna uma fonte de renda de grande importância para esses produtores rurais. Especificamente no caso do honeydew, queremos, por meio da certificação, que o produto seja valorizado e reconhecido como sendo da região."

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Mel de melato produzido em Janaúba será registrado no INPI

Melato tem propriedades medicinais (Foto: Roberto Seba)
O estado de Minas Gerais está entre os maiores produtores de mel do Brasil (ficou em 4º lugar em 2012, segundo dados do IBGE,) e agora quer registrar no Instituto nacional de Propriedade Industrial (INPI) o mel de melato, produto feito por abelhas, mas com processo diferenciado.
Desde 2010, a pesquisadora Esther Bastos, da Fundação Ezequiel Dias (Funed) estuda as propriedades do mel de melato, que é pouco conhecido no país e sua comercialização é de nicho. Para reverter a situação e impulsionar as vendas, a classe apícola do estado se une para definir uma denominação de origem para fins de registro no INPI. O título agregará valor de exportação e a garantia de um produto tipicamente mineiro.

Produzido em Janaúba, norte de Minas, o mel tem coloração mais escura e, por isso, é muitas vezes desvalorizado pelos consumidores da iguaria. “O consumidor acredita que é um mel que possui impurezas, adição de açúcar e produtos artificiais, o que não é verdade. Há, sim, diferenças entre as duas qualidades, mas elas são causadas por fatores ambientais da região que interferem no processo de fabricação pelas abelhas”, explica Esther.
Sua produção acontece de forma diferenciada: devido à escassez de flores durante boa parte do ano, as abelhas utilizam o melato (substância resultante do processamento da seiva da aroreira por purgões, que adicionam enzimas específicas e modificam os açúcares do mel) como alternativa ao néctar natural.
O resultado é um mel com menos glicose e frutose – o que faz com que ele não se cristalize – e a presença de dos trissacarídeos melezitose e erlose, não encontrados no mel floral. Além disso, a pesquisa da Funed aponta propriedades medicinais particulares ao mel, como ação antimicrobiana.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

terça-feira, 15 de abril de 2014

Projeto Jaíba vai ganhar 5,8 Mi para estradas

Projeto Jaíba vai ganhar 5,8 Mi para estradas
(Por Michelle Valverde) Os recursos da ordem de R$ 5,8 milhões, que serão aportados pelo Estado em obras para recuperar 305 quilômetros de estradas no perímetro de irrigação do Projeto Jaíba, no Norte de Minas, devem ser liberados ainda neste mês. O investimento na recuperação e asfaltamento das vias de escoamento da produção na região do Jaíba é considerado fundamental para o crescimento da produção e da comercialização das frutas cultivadas na região. O desafio, após as obras, será manter essas vias de acesso em perfeitas condições.
A logística desfavorável, a infraestrutura precária e os diversos problemas observados na conservação das vias são constantes e vêm interferindo até mesmo no potencial de exportação de frutas, conforme publicou ontem o DIÁRIO DO COMÉRCIO. Esses problemas são considerados os maiores gargalos e as soluções para os mesmos são lentas. No Jaíba, o destaque é para a produção de frutas, principalmente limão, banana, mamão e manga. 
A obra, que teve a ordem de serviço assinada em fevereiro deste ano, será realizada por meio de convênio entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a Fundação Rural Mineira (Ruralminas) e o governo de Minas Gerais. O perímetro de irrigação Jaíba está localizado nos municípios de Jaíba, Matias Cardoso e Verdelândia. 
De acordo com o presidente da Ruralminas, entidade responsável pela contratação e execução da obra, Luiz Afonso Vaz de Oliveira, garante que a liberação dos recursos deve acontecer ainda neste mês. “A liberação do recurso vai ocorrer dentro do planejado. Este investimento irá atender à demanda dos produtores do Jaíba, uma vez que as obras foram solicitadas pelos representantes da região. Nossa expectativa em relação ao projeto são positivas. Através do recapeamento e da recuperação de importantes vias, iremos favorecer o acesso dos produtores às rodovias, aos portos e contribuir para a conservação da produção durante o transporte e para a redução dos custos”, disse. 
A expectativa é que os trabalhos se iniciem assim que o recurso for liberado. A conclusão das intervenções deve ocorrer após oito meses do início. O desafio, segundo Oliveira, é manter as vias de transporte da produção de frutas em condições favoráveis. 
“Por ser uma planície e possuir vias não asfaltadas, a região enfrenta problemas constantes com o escoamento águas das chuvas, que acabam comprometendo a conservação com a passagem de caminhões carregados. Este é um dos gargalos, para o qual também estamos buscando soluções”, disse. 
Ainda de acordo com a Ruralminas, as obras incluem recapeamento e pavimentação de 305 quilômetros de estradas.

Homem tenta atropelar ex-mulher em avenida de Janaúba

A Polícia procura por um homem suspeito de tentar atropelar a ex-mulher, nesta segunda-feira (14), em Janaúba.
A vítima disse para a Polícia Militar que transitava pela Avenida Barão do Rio Branco, de moto, quando parou em um cruzamento para dar passagem para outro veículo. A mulher afirmou que ao parar, percebeu que o motorista do carro era o ex-marido dela. Ele tentou atropela-la, mas não conseguiu, algumas pessoas que estavam no local impediram. 
Segundo a PM, após a tentativa de homicídio, o homem fugiu em alta velocidade pelas ruas da cidade e foi acompanhado por alguns motociclistas que informaram a localização do carro para a polícia. O suspeito seguiu sentido Porteirinha (MG) e o carro dele foi encontrado em um sítio. Após abandonar o veículo, ele teria fugido para um bananal e não foi encontrado. 
A vítima apresentou para a polícia uma cópia de uma medida protetiva determinada pela Justiça, que já estava vencida. Ela foi orientada a renová-la. De acordo com a PM, há várias ocorrências de ameaças de morte registradas contra o homem. O carro dele foi apreendido.
Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Homem de 27 anos é morto com tiros na cabeça e tórax em Janaúba

Um homem de 27 anos foi morto com tiros no tórax e na cabeça, na noite deste domingo (13), em Janaúba (MG).
De acordo com a PM, a ele estava em um bar com a namorada, quando dois criminosos armados chegaram e apontaram a arma para a cabeça dele. A mulher ainda tentou evitar o crime. Um dos homens atirou contra ela, mas não conseguiu atingi-la. Ainda conforme a PM, a vítima tem várias passagens pela polícia, entre elas porte ilegal de armas e tráfico de drogas. Os criminosos já foram identificados.
 
 
Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

domingo, 13 de abril de 2014

Acidente deixa um morto em Matias Cardoso

Um ciclista e um motoqueiro seguiam sentindo Matias Cardoso ao Porto das balsas no rio São Francisco quando os dois se chocaram, vindo o ciclista Aurélio Pereira da Silva a cair as margem direita da pista e o Motoqueiro José Possidônio de Souza,  que conduzia a motocicleta placa HAQ 4093  licenciada na cidade de Curvelo, caiu na pista contrária.
No momento do acontecimento seguia em sentido contrário o carro Fiat Fiorino Placa OWY 0877 licenciado na cidade de Vazante (MG),  conduzido por Valmir Soares da silva, que segundo relado do mesmo, ouviu um barulho e faiscas no asfalto, o mesmo parou para ver o que teria acontecido com o motoqueiro, ao descer de seu veículo deparou com o corpo do motoqueiro, com o pé agarrado no eixo de seu veículo e que foi arrastado por mais ou menos um duzentos metros asfalto afora já sem vida.
Acionada a equipe do Samu da cidade de Manga, que compareceu ao local e encaminhou o ciclista até a Fundação Hospitalar de Amparo ao Homem do Campo em Manga, o Motorista prestou assistência, aguardou a chegada da Policia Militar, sd Rafel e sd Peres, que chegando ao local, acionaram a equipe da PRV Sd Farias e Sd Daniel Alves e foi retirado do local e o corpo do  motoqueiro, preso pelo pé no eixo do veículo aguardou a chegada do períto Alessando e do investigador Jobert, que comparecendo ao local, fizeram os trabalhos e liberaram o corpo para a Funerária 2 de Novembro remove-lo do  local.
A Guarda Municipal da cidade de Matias Cardoso, composta pelo, Sub-comandante Rony Cassio e os GMs Rodrigues, da Silva e Souza, auxiliaram nos trabalhos,
Os Veículos estavam regulares e foram entregue aos responsaveis, após a pericia.
Ja o condutor da Motocicleta, José Possidônio de Souza, que faleceu no local,  constou haver um mandado de prisão.
Aconteceu nesta sexta-feira, 11 de abril de 2014, por volta da 18:10,  no km 03 da MG 401, no município de Matias Cardoso, Norte de Minas Gerais.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

MP vai entrar na Justiça contra novo mineroduto em Grão Mogol

(O Tempo) O projeto de mineração Vale do Rio Pardo, que pretende ligar a extração de minério de ferro em Grão Mogol, no Norte de Minas, ao porto de Ilhéus (BA), por meio de um mineroduto de 482 Km de extensão, deve parar na Justiça antes mesmo de receber a licença prévia. O promotor de Justiça do Núcleo de Resoluções de Conflitos Ambientais do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Carlos Eduardo Ferreira Pinto, deve ingressar ainda neste mês com ação na Justiça para barrar o empreendimento.
O projeto prevê a produção e transporte de 25 milhões de toneladas de minério por ano, mas o potencial é bem maior. De acordo com o promotor, o processo de licenciamento já tem que prever a futura ampliação do empreendimento. “Nossa experiência mostra que os projetos são licenciados com uma capacidade menor, em um curto espaço de tempo, e as empresas fazem ampliações. Se a avaliação não for feita como um todo, não é possível prever os impactos”, diz ele. De acordo com o promotor, os estudos exigidos nas ampliações são menos rígidos do que os apresentados para a implantação do projeto.
O Vale do Rio Pardo foi tema de audiência pública nessa quarta, na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas. A expectativa da empresa é conseguir a licença prévia ainda neste ano e começar a produzir em 2017.
O diretor de relações institucionais da Sul Americana de Metais (SAM), responsável pelo empreendimento, Geraldo Magela Gomes, afirmou que o projeto apresentado tem viabilidade para 25 anos, mas não garantiu que não haverá expansões no período.
O minério da região tem apenas 20% de teor de ferro – percentual muito baixo – e, por isso, será beneficiado antes de ser exportado. Para comparar, o minério de Carajás, no Pará, tem teor de 65%. Segundo Gomes, a empresa estudou os impactos sociais e ambientais da obra durante dois anos. O mineroduto vai cortar 518 propriedades em 21 municípios, sendo nove em Minas Gerais e 12 na Bahia.

Projeto da Anglo também vai ser debatido
O projeto Minas-Rio, da Anglo American, será tema de audiência pública na Assembleia Legislativa. O pedido foi protocolado pelo deputado Rômulo Veneroso, com base na série de reportagens “Um Mineroduto que Passou em Minha Vida”, publicada por O TEMPO. “Precisamos discutir os fatos que foram relatados na reportagem e apurar os prejuízos ambientais, culturais e pessoais que o empreendimento vem causando”, diz o deputado. O Minas-Rio será o maior mineroduto do mundo e tem impacto direto ou indireto em 36 cidades em Minas Gerias e no Rio de Janeiro.

Homem morre e três pessoas ficam feridas em acidente em Porteirinha

Um homem, de 69 anos, morreu e três pessoas ficaram feridas em um acidente na manhã desta sexta-feira (11) em Porteirinha, Norte de Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar, um carro capotou após um pneu estourar, na Avenida Dalton Cunha, próximo ao trevo que dá acesso a cidade de Riacho dos Machados.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou socorro às vítimas que foram encaminhadas ao hospital da cidade.
Com ferimentos graves na cabeça, o condutor não resistiu e morreu momentos depois de dar entrada no hospital.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

PRF registra três acidentes nas rodovias que cortam o Norte de Minas

O intenso trânsito das estradas que cortam o Norte de Minas Gerais, aliado a imprudência  tornam as viagens cada vez mais perigosas. Neste sábado (12), a Polícia Rodoviária Federal registrou pelo menos três acidentes nas rodovias da região.
O primeiro foi na BR- 365 quando uma carreta carregada de farinha saiu da pista. O motorista teve ferimentos leves e foi levado a um hospital da região.
Em outro acidente, desta vez na BR-251, um motorista ficou ferido e também foi socorrido depois de capotar o carro próximo a comunidade de Vale das Cancelas.
Também na BR- 251, durante a tarde, uma caminhonete e uma moto bateram e o motociclista ficou ferido. Ele foi levado para um hospital com ferimentos leves.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com