Blog com notícias de Janaúba e região!

sábado, 28 de setembro de 2013

Menor de 14 anos anos é assassinado em Janaúba

Um menor de 14 anos foi assassinado em Janaúba, na tarde dessa sexta-feira, 27, no bairro Gameleira. Segundo informações da PM, após uma denúncia anônima os militares deslocaram-se ao Beco Paraná onde haviam ocorrido disparos de arma de fogo e uma pessoa teria sido atingida.
Ao chegarem ao local os policias encontraram o adolescente caído ao solo e já sem vida. O SAMU foi acionado e constatou o óbito. A perícia técnica compareceu ao local e efetuou os trabalhos de praxe.
Segundo informações de testemunhas, no dia anterior, dois menores que seriam de Montes Claros, haviam tentado matar o adolescente.  A polícia continua a procura dos suspeitos, mas até o momento os infratores não foram localizados.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Polícia investiga duplo homicídio em Bocaiúva

Duas pessoas foram assassinadas, nessa quarta-feira (26), em Bocaiuva, Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, um adolescente de 17 anos e uma de 25 anos eram as vítimas. 
Na mão do jovem foi encontrado um revólver calibre 38, com cinco cartuchos, sendo quatro já disparados. No bolso, estava ainda outra arma e uma "touca ninja". 
De acordo com informações de testemunhas, houve uma troca de tiros no local mencionado, na qual estava envolvido o menor e que a mulher passava de moto com outra pessoa, que também teria sido atingida.
A perícia foi acionada e compareceu ao local. A Polícia está no rastreamento de suspeitos.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Familiar acusa professora de agredir aluno adolescente em São Francisco

Um adolescente de 14 anos teria sido agredido pela professora na Escola Municipal Bom Menino, nessa quinta-feira (26), em São Francisco, no Norte de Minas. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), porém, a professora teria apenas o advertido verbalmente. 
 De acordo um familiar da vítima, o menino teria sido encaminhado pela professora para fora da sala de aula, onde teria levado um tapa na cara e unhadas no pescoço durante a aplicação de uma prova. 
Segundo informações da PM, o menor teria dito que a professora recolhera a prova após acusá-lo de estar colando. Neste momento, ela recolheu todas as provas e os alunos começaram a gritar. O adolescente teria dito palavras de baixo calão aos colegas. Ao ouvir isso, a professora teria chamado o garoto para fora da sala de aula e o agredido. O adolescente apresentava escoriações no pescoço, costas e braços, segundo o boletim de ocorrência. 
Ainda de acordo com a PM, a professora teria declarado que o adolescente apresenta constantes problemas de comportamento na escola e, no momento da prova, estava olhando para a avaliação de um colega, e foi advertido. A professora disse à polícia, ainda, que o garoto teria proferido as palavras de baixo calão. 

A Polícia Civil dará continuidade às investigações
A reportagem tentou contato com a escola e com a Secretaria Municipal de Educação, mas ninguém atendeu aos telefonemas. A assessoria da Prefeitura de São Francisco informou que apenas a Secretaria de Educação daria declarações sobre o caso.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

MP faz operação contra sonegação e desvio de verbas no Norte de Minas

Documentos apreendidos no escritório de Afonso Celso (Foto: Michelly Oda / G1)
(G1) O Ministério Público Estadual e a Receita Estadual realizaram nesta terça-feira (24), a operação Cachimônia, de combate ao desvio de recursos públicos e sonegação de impostos, no Norte de Minas Gerais. Segundo as investigações, a organização criminosa era formada por empresários, servidores públicos e profissionais liberais. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e um de prisão.
Para o Ministério Público, “a ação dos envolvidos em tais práticas criminosas é dirigida, coordenada e estimulada por Afonso Celso Soares. É ele quem se encarrega de criar e elaborar os métodos fraudulentos empregados nas atividades ilícitas”. O contador Afonso Celso foi preso na manhã desta terça-feira em Bocaiúva.
De acordo com as investigações, o esquema criminoso contava com a participação de postos de combustíveis, que forneciam cupons fiscais. A parceria, segundo o Ministério Público Estadual, foi firmada com base na facilidade que essas empresas têm de emitir as notas. 
O órgão ainda destaca que a atuação criminosa desviava recursos “que poderiam ser muito bem empregados em setores vitais como a educação, saúde, transporte, habitação, saneamento básico etc., melhorando sensivelmente a qualidade de vida, reduzindo desigualdades sociais e oferecendo condições dignas de vida à sofrida população local.”
Entenda o esquema
A fraude investigada ocorria de duas maneiras: alguns vereadores da cidade utilizavam os cupons para comprovar falsos gastos, que seriam ressarcidos com dinheiro público; a fraude neste caso, não tem estimativa de preços. E na segunda forma, empresas e municípios usavam os documentos fiscais como comprovantes de despesas para simular gastos, permitindo assim, a sonegação de impostos, com prejuízo estimado em R$ 9 milhões.
O promotor Guilherme Fernandez explica que "quando o consumidor não requer o cupom fiscal, o documento fica acumulado na memória do equipamento que o emite, e posteriormente é utilizado em favor de determinada pessoa ou empresa."
Fernandez ainda ressalta que a cada compra feita, o consumidor tem o direito e deve requerer a nota fiscal.

Vereadores
Os vereadores envolvidos, segundo o Ministério Público, seriam Isaías da Cruz, Gilmar Geraldo de Jesus, Romário Sabino Pires, João Batista de Araújo, Eduardo de Oliveira, que ocupam a função atualmente, José das Graças, Antônio Clarete Veloso e Geraldo Antônio Camelo.
No caso dos vereadores, as investigações apontam que alguns deles colocavam despesas de terceiros como pessoais. Em outra situação, constava na nota fiscal que um veículo, movido a álcool e gasolina, teria sido abastecido por óleo diesel. Em algumas situações, as mesmas notas permitiam o ressarcimento duas vezes.
Um dos parlamentares realizou, apenas no dia 15/03/2013, 17 abastecimentos, no curto período compreendido entre 08h06m47 e 08h39m32, totalizando 109,48 litros de combustível, para um único veículo, com capacidade para 50 litros no tanque.
Um posto também emitiu 56 notas referentes a 819 litros de combustível para um único veículo em apenas um dia. Outra empresa de combustíveis também forneceu documentos fiscais no valor de R$ 70 mil em dois anos para um dos representantes do Legislativo Municipal.
De acordo com informações do presidente da Câmara de Bocaiúva, Ronildo Andrade, o salário bruto de um vereador da cidade, chega a R$ 6 mil. Como o número de parlamentares na atual legislatura subiu de nove para 13, a verba indenizatória ficou em R$ 1.200 em janeiro e fevereiro, e passou para R$ 1.800 a partir de março.
Ainda segundo Andrade, a verba pode ser usada para despesas dos vereadores com manutenção de veículo, combustível e serviços de impressão e informática, relacionados à atuação de cada um dos parlamentares.
A comprovação dos gastos é feita mediante apresentação de nota fiscal para a tesouraria da Câmara, e o vereador assina um documento atestando que recebeu o recurso conforme a descrição da despesa.
O presidente da Câmara diz que "não acredita em fraude". E acrescenta que "há vereadores que viajam muito, para Brasília, Belo Horizonte, atrás de recursos, e há os que têm eleitorado na zona rural. As notas fiscais são verdadeiras".

Empresas e municípios
De acordo com o relatório de inteligência elaborado pela Receita Estadual, após atuar junto às empresas, Afonso Celso Soares, passava a "manipular as escritas fiscais e, por meio da inserção de elementos falsos ou inexatos, procede emissão de incontáveis notas fiscais de uma para outra empresa, todas sob sua responsabilidade contábil, de forma a reduzir a zero (ou quase zero), de forma criminosa, o montante dos impostos devidos aos fiscos federal e estadual”.
Com a emissão das notas frias, os custos e despesas das empresas aumentam, provocando a redução dos impostos. E quando as notas não são emitidas, não é cobrado o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte e Comunicação (ICMS), impossibilitando a arrecadação tributária, já que a mercadoria circula sem nota fiscal.
Nas investigações consta a seguinte conversa gravada com autorização da justiça:

Interlocutor: Eu estou com o menino aqui olhando no sistema para “puxar” o estoque. Deixa eu te falar. É quantos mil tem que tirar, que cê falou?
Afonso: Aproximadamente uns 400 mil.
Interlocutor: Mais ou menos 400 mil. Agora deixa eu te perguntar aqui. Eu vou pagar quantos por cento sobre estes 400 mil de imposto?
Afonso: Não. Como você tá vendendo seu próprio estoque não vai dar imposto não.
Interlocutor: Não vai dar imposto não...
Afonso: Não. Federal, não. É porque o custo de mercadoria vendida é o que você está vendendo. Então o estoque da venda morre com o próprio valor do estoque.
Interlocutor: Pois é então não vou pagar imposto nenhum?
Afonso: Não. Federal não vai dar não.
Interlocutor: E o estadual?
Afonso: Teria que levantar. Estadual tem que ver conforme a emissão das notas sim. O que é “substituição” é “substituição” e o que “tributado” é “tributado”.
Interlocutor: Não tem como eu saber assim... eu tô com medo de tira esses 400 mil e dá mil, dois mil contos de imposto.
Afonso: Aí só depois do lançamento para agente apurar.
Interlocutor: Eu vou lançar aqui uns 100 mil em nota do estoque e aí eu mando para você. Eu mando as notinhas do ECF?
Afonso: É o ECF. Redução “Z”.
Interlocutor: A redução “Z” que eu mando? Então tá. Eu vou tirar a redução “Z” e tirar umas notas de despesas de “perca” aqui, para mandar junto e aí vê quando que vai dar pra mim ter uma noção porque as vezes chega um imposto que eu não vou dar conta de pagar...
Afonso: Aí não justifica. Não, mas você pode tirar mais... cê pode tirar valores maiores.
Interlocutor: Valores maiores cê fala. Prá dar os 100 mil.
Afonso: : Não uns 200 mil, 300 mil.
Interlocutor: 200?
Afonso: É. Pra você zerar seu estoque logo que você já fechou aí,né?
Interlocutor: Pois é, mas se eu zerar este estoque meu todo e vier imposto caro demais Celso? Eu tô com medo é disso.
Afonso: Eu sei como é que é. Não, mas faz aí o que puder e me manda e agente vai contabilizando.
Interlocutor: Então tá. Ei vou tirar aqui o que eu puder aqui agora e mando pro cê. Eu ligo e falo com menino pra pegar aqui no “coisa”. Viu? Você contabiliza e me fala mais ou menos.

Empresas de fachada
As investigações apontam também que como as empresas assessoradas por Afonso Celso Soares não apresentavam a capacidade de gerar lucro, comprovada pelas despesas atestadas nas notas fiscais, também tinham dificuldade em obter empréstimos com instituições financeiras. Para ter acesso ao crédito, empresas de fachada eram criadas e apresentavam condições legais para conseguirem recursos com os bancos.
“Para obter os empréstimos, no entanto, os empresários apresentam declarações falsas de faturamento para atestar a saúde financeira da empresa", aponta a investigação. A empresa de fachada seria subsidiada à primeira e só era criada em caso de necessidade de financiamentos. Como é possível constar em outra conversa gravada com autorização da justiça.

Interlocutor: Celso?
Afonso: Oi?
Interlocutor: Deixa eu te falar. O Ministério do Trabalho chegou aqui no depósito e pegou um tanto dos meninos aqui que é registrado na outra firma
Afonso: Não, não, não. Mas se tá registrado na outra firma não tem problema não.
Interlocutor: O que é que eu falo?
Afonso: Não, fala que ele estão prestando serviço, tão carregando aí, mas pra outra empresa que trabalha com você aí... fala que é uma empresa que trabalha junto com você aí é.. fazendo carregamento e eles foram aí ajudar a fazer a carga.
Interlocutor: Mas e se eles perguntarem aonde é.. porque ela não existe, né... esta “tal tal”...
Afonso: Deixa ver. Se eles questionar alguma coisa “nós pertence a outra empresa e nós viemos aqui buscar a mercadoria”. Aí cê pode falar o endereço que tá no documento, mesmo que eles não encontrem nada lá. Porque eles tem que ir pelo documento.
Interlocutor: Mas eles não vão encontrar nada lá.
Afonso: Não, mas não tem problema não. Cê fala assim... cê fala é de outra empresa aí, pronto. Que empresa é essa? Dá só o nome da empresa e dá mais ou menos o endereço. E deixa eles não encontrar nada lá.

Posicionamento dos envolvidos
Todos os investigados afirmaram ao G1 que ainda não foram notificados e que as despesas com o abastecimento são coniventes com os gastos. Não foram encontrados para se pronunciar sobre o assunto Geraldo Camelo e José Soares. O advogado de Afonso Celso Soares também não foi encontrado.

Polícia Militar de Mirabela prende foragido de Paracatu

A Polícia Militar de Mirabela, Norte de Minas Gerais, prendeu na manhã desta terça-feira (24), por volta das 11h, um homem de 23 anos procurado pela polícia de Paracatu (MG).
Segundo a PM, o homem é suspeito de assalto.
A prisão do procurado foi realizada em uma operação conjunta entre a Polícia Militar e Civil. O homem foi levado para a delegacia da Polícia Civil de Montes Claros.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Mulher morre vítima de leishmaniose em Capitão Enéas

Uma mulher de 40 anos morreu nesse sábado (21), vítima de leishmaniose, em Capitão Enéas, Norte de Minas Gerais.
Segundo o filho da vítima, Thiago Henrique Vieira de Oliveira, ela teve complicações e ficou internada por 37 dias, mas não resistiu e faleceu.
“Ela não apresentou nenhum sintoma que evidenciasse alguma doença. Sempre teve boa saúde e só percebemos quando ela passou mal e tivemos que interna-la às pressas”, conta Oliveira.
Segundo o filho da vítima, a preocupação neste momento é evitar que outras pessoas da cidade sejam infectadas pela doença. “Vamos reunir a comunidade e sair pelas ruas nesta sexta-feira (27) para fazer nossa parte, ou seja, um trabalho de conscientização”, afirma.
Nota da Redação: A Prefeitura de Capitão Enéas informou que a Secretaria de Saúde Municipal está investigando as circunstâncias da morte por leishmaniose. De acordo com a prefeitura, os trabalhos de limpeza e pulverização dos locais propícios à proliferação do mosquito estão sendo realizados desde o início de 2013.
O Governo Municipal disse ainda que agentes de controle passam por treinamento de requalificação na Superintendência Regional de Saúde em Montes Claros e trabalham em regime de mutirão no combate da leishmaniose, dengue e chagas.



Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Jiboia é encontrada em motor de carro após viajar 527 Km sem motorista saber

Um idoso levou um um susto na tarde desta segunda-feira (23) ao perceber que havia uma jiboia de um metro e meio no motor da caminhonete dele, em Sete Lagoas, na região Central do Estado. Sebastião Silvério de Almeida, de 71 anos, só percebeu o animal ao chegar na cidade, depois de dirigir 527 quilômetros com a jiboia no carro dele. Ele contou aos bombeiros que acabara de chegar de uma fazenda em Januária, no Norte de Minas, quando notou algo estranho perto do motor do veículo.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o animal estava entre o motor e o parachoques da caminhonete e, apesar de várias tentativas de retirar o animal sem machucá-lo ou danificar o carro, o veículo precisou ser levado para uma oficina mecânica. Lá, o paralamas do lado esquerdo do veículo foi retirado pelo mecânico e a serpente foi retirada do maquinário.
A jiboia é uma serpente que tem o Brasil como habitat natural e é a segunda maior do país, perdendo apenas para a sucuri. Ela pode chegar a quatro metros de comprimento e é inofensiva aos humanos, por não ser peçonhenta. A principal característica da jiboia é a forma como ela mata as presas, se enrolando ao corpo delas e as sufocando até a morte.
Após ser retirada do veículo, a jiboia, que viajou por cerca de 6 horas com Sebastião, foi solta na natureza.


Pablo de Melo
pabo-labs@hotmail.com

Prefeito de Pirapora obtém liminar no TSE e retorna ao cargo

A Prefeitura de Pirapora - de 52 mil habitantes, Norte de Minas -  sofre nova mudança em seu comando. O prefeito da cidade,  Heliomar Valle da Silveira (PSB), que tinha afastado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), devido à denúncia de uso da máquina administrativa em sua campanha eleitoral, obteve liminar favorável do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sexta-feira à noite.  Na última terça-feira, tomou posse interino o presidente da Câmara Municipal, Orlando Pereira Lima (DEM). Com a liminar do TSE, Léo Silveira deve reassumir o posto na segunda-feira.
O ministro do TSE Castro Meira concedeu liminar, após mandado de segurança impetrado pelos advogados de Léo Silveira. O retorno dele à chefia do Executivo de Pirapora não é definitivo. A decisão do Tribunal Superior Eleitoral garante a permanência de Silveira no cargo até o julgamento dos embargos declaratórios apresentados pela sua defesa junto à Justiça Eleitoral. "Mas, estou plenamente confiante de que vou permanecer no cargo e poder implementar os projetos de nossa administração. Um prefeito eleito com mais de 50% dos votos não é intocável. Mas, diante de qualquer denúncia, somente pode ser afastado após o caso transitado em julgado", afirma Silveira, que nega as denúncias de uso da máquina administrativa em sua campanha eleitoral.
O prefeito de Pirapora  juntamente com o seu vice, Esmeraldo Pereira Santos (PSB), foi afastado inicialmente por decisão da Justiça da primeira instância, que foi confirmada pela Corte do TRE. Ele foi acusado do uso da máquina pública em sua campanha eleitoral em 2012, tendo em vista que agentes de saúde teriam recebido ordens para convocar gestantes para uma palestra dentro de um hospital municipal da cidade. O  evento foi usado para gravação de programa eleitoral do então candidato a prefeito do PSB. "A denúncia não se refere a nenhum um ato em que eu prometi a alguém, eu subornei a alguém, eu comprei a alguém, eu doei alguma coisa, o que é vedado. A acusação é de ato praticado por terceiros durante a campanha. Não tem nada a ver comigo", defende-se o prefeito piraporense.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Idosa de 86 anos é morta a marteladas pelo marido em São João da Ponte

Um mulher de 86 anos foi morta com marteladas na cabeça, nessa sexta-feira (20), em São João da Ponte, no Norte de Minas. O marido da vítima confessou o crime, que aconteceu devido um desentendimento por causa do dinheiro da aposentadoria.
De acordo com a Polícia Militar,  Antônio Aparecido Alves da Silva, de 73, e Jordelina Rocha dos Santos começaram a brigar após o homem gastar o dinheiro do benefício. Durante a confusão, a idosa foi derrubada no chão e atingida três vezes. Ela morreu na hora. Após o crime, o aposentado e um amigo, que estava na residência, mas não teria presenciado o assassinato, foram para um bar.
A polícia foi acionada por vizinhos que escutaram a briga e localizaram os homens. Silva confessou o crime, mas alegou que a mulher teria tentado enforcá-lo. O amigo do suspeito, de 76, teria tentado agredir os militares e também foi preso.
A dupla foi encaminhada à delegacia de Januária, na mesma região. A Polícia Civil vai investigar o caso.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Em Padre Carvalho filho mata pai a pauladas e depois bebe o sangue da vítima

Um crime macabro chocou a cidade de Padre Carvalho, no norte de Minas, na última quinta-feira (22): Edvaldo Antônio dos Reis matou o pai, José Antônio dos Reis, a pauladas e depois experimentou o sangue da vítima. O criminoso foi encontrado pela PM logo após o crime, conversando com os vizinhos como se nada tivesse acontecido. Sem arrependimentos, ele confessou "tranquilamente" aos militares os detalhes sobre o que havia feito com o pai e afirmou que passou o dedo no sangue que caía da cabeça dele para experimentar.
De acordo com a PM, o outro filho de Reis foi quem encontrou a cena macabra: ele relatou que ouviu barulhos estranhos vindo dos fundos da casa do pai e entrou para ver o que estava acontecendo. No quintal, ele encontrou a vítima já caída no chão sem vida e o irmão com um pedaço de pau na mão, visivelmente exaltado. O rapaz ainda tentou interceder e controlar Edvaldo, mas quase acabou sendo agredido e teve que fugir para acionar os militares.
Segundo os familiares, o assassino tem distúrbios mentais e faz uso de remédios controlados. O rapaz contou aos militares que decidiu matar o pai depois que o ouviu falar mal de uma tia dele. Ainda segundo o criminoso, ele acertou três pauladas na cabeça da vítima.
O rapaz foi detido em flagrante, autuado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, e encaminhado para o presídio de Salinas.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Suspeitos de homícidio em Lagoa dos Patos são presos em Pirapora

Dois homens foram presos em Pirapora (MG), suspeitos de terem cometido um assassinato em Lagoa dos Patos, Norte de Minas, neste domingo (22). Eles foram capturados depois que a polícia fez o bloqueio nas estradas da região.
Segundo a Polícia Militar, enquanto um dos criminosos esperava dentro de um carro preto, o outro entrou armado na casa da vítima, que ainda teria tentado se defender com um facão. Mesmo ferido no braço, o suspeito disparou quatro vezes, e a vítima foi atingida no abdômen e nos ombros, e morreu no local. 
A polícia não soube informar a motivação do crime.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Tecnologia usada em Janaúba para ultrassonografia vira tema de documentário da Nasa

Minas é referência para a Nasa no uso do método Point of care, comum apenas em missões espaciais
Os resultados obtidos pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais na adoção da Ultrassonografia Point of Care, tecnologia utilizada para diagnosticar pacientes em situação crítica de saúde em regiões distantes de atendimento médico especializado, serão difundidos pela National Aeronautics and Space Administration (Nasa) – a agência aeroespacial norte-americana – por meio de documentário que começou a ser gravado na última semana em Montes Claros, no Norte do Estado.
Intitulado “Os Benefícios para a Humanidade – Testemunhos”, o filme está sendo gravado pela equipe da Space City Films, grupo que presta serviços à Nasa, e conta com a participação do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, e de representantes da Santa Casa de Montes Claros, maior hospital do Norte de Minas e referência estadual na prestação de serviços de alta complexidade.
A tecnologia da Ultrassonografia Point of Care, até então utilizada apenas no cuidado com a saúde de astronautas que participam de missões espaciais, está sendo empregada em caráter inédito no Brasil pelo Governo de Minas, por meio do Projeto Ecos dos Gerais, envolvendo a capacitação de 200 médicos que atuam em hospitais, unidades básicas de saúde e no Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu).
Em entrevista concedida ao presidente da Space City Films da Nasa, Marc Havican, na sede do Consórcio Intermunicipal de Urgência e Emergência do Norte de Minas (Cisrun), o secretário Antônio Jorge destacou que a iniciativa do Governo de Minas parte da compreensão de que “a incorporação de novas tecnologias aos serviços de saúde deve estar aliada aos investimentos financeiros”, visando a racionalização econômica e obtenção de melhores resultados no atendimento às demandas da população.
O secretário explicou que a escolha do Norte de Minas como região pioneira na introdução da ultrassonografia Point of Care em hospitais e unidades de saúde leva em conta o fato de a região já possuir um serviço de urgência e emergência organizado e, ainda, que algumas comunidades estão localizadas até 400 quilômetros distantes de Montes Claros. Com a utilização da tecnologia desenvolvida pela Nasa, os profissionais de saúde, mesmo os não especialistas, podem realizar exame de ultrassom emergencial à distância. O médico pode ainda, em tempo real, se comunicar com profissionais de uma central que realizarão um diagnóstico mais seguro e indicarão, de forma rápida e compartilhada, o melhor tratamento do paciente.

Pioneirismo 
O projeto Ecos Gerais, lançado em junho de 2013, é uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde e o grupo World Interactive Network Focused on Critical Ultrasound (Winfocus), organização sem fins lucrativos, presente em mais de 50 países. A ação tem como objetivo estabelecer um sistema de telemedicina para apoiar as áreas rurais, unidades móveis de saúde e a rede hospitalar.
O programa, que está sendo implantado de forma pioneira, permitirá a realização de ultrassonografia em todas as portas de entrada de urgência e emergência dos municípios de Montes Claros, Brasília de Minas, Pirapora, Taiobeiras e Janaúba, na atenção primária do município de Manga e nas unidades de suporte avançado do Samu Macro Norte com acompanhamento e monitorização das imagens em tempo real.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

O vice-governador autoriza em Jaíba início das obras na rodovia MG-401

O vice-governador Alberto Pinto Coelho autorizou, em Jaíba, no Norte de Minas, início das obras do trecho de 5,68 quilômetros do Contorno de Jaíba, na rodovia MG-401, e construção de ponte sobre o Rio Verde Grande, obras incluídas no programa Caminhos de Minas. O investimento total é de R$ 17 milhões. Com as intervenções, será reduzido o tráfego pesado de veículos dentro da cidade, possibilitando a criação de eixos locais de desenvolvimento econômico, integrando áreas residenciais, comerciais e industriais, e proporcionando acesso mais seguro. 
“Os recursos e programas do Governo de Minas são, efetivamente, canalizados para seus municípios em todas as áreas da atividade pública como saúde, educação e infraestrutura. A construção do rodoanel e da nova ponte vai facilitar o escoamento do que é produzido no Jaíba, além de retirar da cidade o tráfego intenso. O programa Caminhos de Minas é uma solução de trânsito, que gera desenvolvimento para a cidade e qualidade de vida para a população”, destacou o vice-governador.
O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, afirmou que o Caminhos de Minas reflete diretamente na economia e no desenvolvimento dos municípios, possibilitando maior integração ao encurtar distâncias e diminuir custos de transporte, com reflexo direto no desempenho da economia mineira.

Programa Caminhos de Minas
O Caminhos de Minas, lançado em 2010, tem como objetivo ampliar e melhorar a infraestrutura logística dos municípios e regiões. É o maior programa rodoviário da história de Minas Gerais, envolvendo obras em aproximadamente 7,8 mi quilômetros de rodovias, distribuídos por 242 trechos, beneficiando diretamente 306 municípios e 7,3 milhões de mineiros.


Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com