quinta-feira, 7 de julho de 2011

Fábrica de sandálias Havaianas em Montes Claros

Com investimentos de R$ 180 milhões, nova planta da Alpargatas vai gerar mais de cinco mil empregos
“Estamos falando em 5 mil empregos vinculados à própria fábrica, mas nós teremos aí, certamente, milhares de outros. Nós vamos ter uma grande atividade econômica, até porque a Alpargatas irá criar, também em Montes Claros, um centro de distribuição de seus produtos para todo o Brasil.” Antonio Anastasia
Governador, hoje o senhor tem uma boa notícia para os mineiros do Norte, não é isso?
ANTONIO ANASTASIA – É verdade. Trata-se de uma excelente notícia que nós estamos dando a todos os mineiros, especialmente os mineiros do Norte do nosso Estado e aos cidadãos de Montes Claros, em especial. Nesta quinta-feira, no início da tarde, no Palácio Tiradentes, vamos assinar o protocolo para a construção da nova fábrica da empresa Alpargatas em Minas Gerais, em Montes Claros. A unidade vai produzir as famosas sandálias Havaianas. O investimento é de cerca de R$ 180 milhões, mas o mais importante é que a empresa vai gerar muitos empregos. São 2.250 empregos diretos e mais 3 mil empregos indiretos, mantidos também pela empresa. Ou seja: mais de 5 mil pessoas, de Montes Claros e dessa região Norte, serão beneficiadas por esse novo investimento. É uma notícia, de fato, muito boa.
Com o passar do tempo, um empreendimento como esse traz uma cadeia de benefícios, não é, governador? Porque há a distribuição, há todo um trabalho logístico que tem que ser feito. E além dos próprios empregos indiretos, ainda há iniciativas das pessoas que criarão também novos empreendimentos...
ANTONIO ANASTASIA - Não há dúvida. Estamos falando em 5 mil empregos vinculados à própria fábrica, mas nós teremos aí, certamente, milhares de outros. Nós vamos ter uma grande atividade econômica, até porque a Alpargatas deverá criar também em Montes Claros um centro de distribuição de seus produtos para todo o Brasil. Então, de fato, é uma estrutura industrial muito positiva e que faz parte de uma cadeia produtiva com valor agregado, de um bem que será usado no Brasil e também exportado. Ou seja: é exatamente aquilo que estamos procurando para Minas: empregos – e empregos de qualidade.
É possível dizer que é mais um esforço no sentido de superar as desigualdades regionais no nosso Estado?
ANTONIO ANASTASIA – Não há dúvida. Nós sabemos que Minas Gerais ainda é um estado muito desigual, muito heterogêneo e é fundamental que o Governo faça um grande esforço para que tenhamos uma maior unidade. Essa unidade virá mediante grandes investimentos – como estamos fazendo em infraestrutura física e social no chamado Grande Norte, o Norte de Minas, os vales do Mucuri e do Jequitinhonha. E, para isso, nós estamos conseguindo novas empresas, que vão gerar bons empregos. E, evidentemente, a empresa nova que lá se instala, da Alpargatas, a partir do segundo semestre de 2012, representará uma grande âncora para esse desenvolvimento, permitindo alternativas e oportunidades de vida para aquelas pessoas que habitam não só Montes Claros, mas toda a região Norte de nosso Estado. Será, portanto, mais um grande incentivo para que as pessoas ali continuem a residir, ali continuem a trabalhar, estudar e criar a sua família. O Governo de Minas continuará investindo em mecanismos de apoio para que mais empresas se instalem nessa região. Não só no Norte, mas, repito, nos vales do Jequitinhonha e Mucuri, para que tenhamos opções de desenvolvimento econômico para essas regiões.
O senhor vai, pessoalmente, dar essa notícia ao povo de Montes Claros?
ANTONIO ANASTASIA - Sim. No próximo dia 15 deste mês de julho estarei em Montes Claros, passando lá todo o dia, com diversos anúncios do Governo, inclusive medidas novas que vamos adotar para incrementar ainda mais a economia daquela região, com novos incentivos. Vamos aproveitar para comemorar lá mesmo em Montes Claros essa excelente notícia dessa quinta-feira.



Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com

Um comentário: